ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Sem carnaval, foliões de Brumado buscam alternativas em outras cidades

Paralisação: Professores estaduais vão às ruas de Brumado em protesto contra cortes de Rui Costa

Carnaval 2020: Latinhas de cerveja podem conter até 45 mil bactérias e 9 mil fungos

Chapada Diamantina: Rio de Contas se prepara para o Carnaval 2020

Voluntários animam rotina no Hospital Público de Brumado

Crea realizará ação especial de fiscalização no mês de março em Brumado e Região

Brumado: Obra da prefeitura quebra tubulação de água da Embasa e moradores do Apertado do Morro estão há vários dias sem abastecimento

Conquista: Familiares acompanham drama de jornalista baleada na França

Brumado: Polícia Civil está de olho em lojas de assistência técnica para celulares

Lúpus – doença autoimune que afeta mais comumente as mulheres

Brumado: Professores da rede estadual paralisam atividades hoje (18) e só voltam depois do carnaval

Brumado: Em menos de três horas, dois acidentes são registrados na Avenida Lindolpho Azevedo em noite de cavalgada

Com aulas gratuitas de marcenaria e pintura, ONG ensina arte à crianças e idosos de Brumado

APDEMB lança edital de convocação da Eleição para escolha da nova diretoria em Brumado

Brumado: Moradores pedem sinalização em cruzamento perigoso no bairro São José

Ituaçuense de apenas 9 naos passa de fase no The Voice Kids e emociona jurados ao cantar 'Folha Seca' de Amado Batista

BA-263: Quatro morrem e 10 pessoas ficam feridas em acidente com van e ônibus entre Belo Campo e Vitória da Conquista

PodoClin: Dicas para pular o carnaval com unhas e pés bem cuidados

Pré-candidato a prefeito de Brumado, Fabrício Abrantes lança plano de governo



BUSCA PELA CATEGORIA "Eleições "

Querendo convencer os eleitores da Bahia, Bolsonaro promete conclusão das obras da Fiol

As obras da Fiol foram paralisadas após o agravamento da crise econômica que atingiu o país (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

O candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, continua a sua estratégia de buscar o convencimento da população que reside no Nordeste, reduto histórico do PT e que pode ser o fiel da balança na decisão do segundo turno. Segundo informações da mídia, o presidenciável gravou, no último sábado (13), vídeos direcionados ao eleitorado nordestino e falou sobre o pagamento do 13º salário para o Bolsa Família e propostas para o semiárido, as quais interessariam aos moradores do sudoeste do estado, onde está localizado Brumado. Em suas propostas do plano de governo, foram incluídas pautas relativas à atuação do Exército na construção de poços artesianos no sertão nordestino. Agora o foco de sua estratégia foi garantir a conclusão da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), que irá escoar minério e grãos na Bahia, considerada a redenção econômica, a obra que inicialmente foi orçada em cerca de R$ 2 milhões, acabou indo para R$ 6 milhões, tendo sido paralisada devido ao agravamento da crise econômica, então, a sua retomada é vista com muito bons olhos pelos baianos. 



Eleitores podem emitir certidão de quitação eleitoral no site do TSE a partir de hoje (15)

(Foto: Divulgação)

Os eleitores que desejam emitir certidão de quitação eleitoral podem relizar o serviço no site do Tribunal Superior Eleitoral a partir desta segunda-feira (15). O certificado é gratuito. A certidão é um documento importante que comprova que o eleitor está em dia com a Justiça Eleitoral, e é exigido na hora de tirar o passaporte ou para assumir cargos públicos.Também nos casos em que o eleitor perdeu o comprovante de votação, a certidão pode substituir o comprovante, já que ela é uma prova que o eleitor não possui débitos com o TSE. Além da internet, a certidão pode ser obtida também pessoalmente, em qualquer cartório eleitoral. Para isso, basta levar o canhoto entregue no dia da votação do primeiro turno. Se o eleitor preferir, ele também pode baixar o aplicativo E-titulo no celular ou no tablet e emitir o documento.



'Brasil tem que abraçar todas as religiões', diz Haddad ao criticar Bolsonaro

(Foto: Reprodução)

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad , disse neste domingo, em São Paulo, que o estado brasileiro "não pode ter uma religião, tem que abraçar todas as religiões ". Haddad falou aos jornalistas após um encontro com entidades representativas de pessoas com deficiência, no Centro da capital paulista.  —  Vejo com preocupação, quando uma igreja tem um projeto de poder que, inclusive, está descrito em livros —  disse o candidato petista, em referência ao bispo Edir Macedo, da Igreja Universal, que declarou apoio ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, e complementou: — É importante manter o Estado brasileiro aberto a todas as religiões. Haddad também atacou Bolsonaro por espalhar "mentiras" na internet sobre sua religiosidade. E incluiu a imprensa no desabafo:   — Não entendo por que razão a imprensa não está denunciando isso.  O petista também comentou a neutralidade do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo", publicada neste domingo, FH disse existir um muro entre ele e Bolsonaro, e que, por enquanto, havia uma porta a ser aberta na direção de Haddad. 

—  Se depender de mim, essa porta vai ser aberta em nome da democracia — disse o candidato, que mantém uma relação cordial com Cardoso, além de amigos em comum.

—  Independentemente de o PSDB ser oposição ou situação no próximo governo, o mais importante hoje é garantir as liberdades democráticas, que estão em risco em nosso país, como ele mesmo reconhece na entrevista.  

Haddad também comentou a campanha de Bolsonaro na TV e no rádio, que aponta o PT e seus principais líderes como defensores dos regimes de Cuba e Venezuela: 

— Olha, o PT nunca violou um princípio democrático enquanto esteve no comando do governo. O Estado democrático de Direito era e continua sendo um princípio basilar nosso. O meu adversário, ao contrário, defendeu tortura, a morte de 30 mil pessoas durante a ditadura, chamou Dom Paulo Evaristo Arns de vagabundo e charlatão. E está tudo registrado. 

O candidato petista também comentou um tuíte publicado pelo filósofo Olavo de Carvalho, e republicado por um dos filhos de Bolsonaro, dizendo que o candidato do PT defendia o incesto. Carvalho apagou a publicação logo em seguida.  

—  Já disseram que sou dono de uma Ferrari e que meu relógio, presente da minha família quando me formei, custa R$ 400 mil reais —  disse —  Onde essa loucura vai parar?

CONTINUE LENDO


No retorno do horário eleitoral, Bolsonaro ataca PT; Haddad critica violência

Duelo de ataques marca a volta do horário eleitoral no rádio e na TV (Foto: Divulgação)

Na estreia do horário eleitoral gratuito no 2º turno no rádio nesta sexta-feira, 12, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) partiu para o ataque contra o PT e seu adversário, Fernando Haddad. Já o programa do petista ligou o concorrente à onda de violência gerada na campanha à Presidência da República e não citou, como havia feito no 1º turno, o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Bolsonaro, que praticamente estreou no horário eleitoral, já que na 1ª fase da campanha tinha menos de 10 segundos por programa, lembrou a ascensão do socialismo e do comunismo na América Latina, citou a criação do Foro de São Paulo, "grupo liderado por Lula e Fidel Castro (ex-presidente de Cuba)" e até divulgou um áudio do ex-presidente brasileiro, preso em Curitiba. "Todos que participaram do Foro de São Paulo chegaram ao poder", diz Lula. O programa do candidato do PSL informou que Cuba é o país mais atrasado do mundo, lembrou as crises na Venezuela e do Brasil, governado pelo PT entre 2003 e 2016. "Estamos à beira do abismo (...) fizeram de Brasília um balcão de negócios e muitos estão presos". A locução citou também que o vermelho, cor do PT, jamais foi a cor da esperança.

 

Nesse 1º programa eleitoral de Bolsonaro, Haddad foi chamado de "boneco de Lula", e declarações de pessoas procuram afastar as acusações de racista e machista de Bolsonaro. "Sou mulher e negra. PT nunca mais. A nossa bandeira é verde e amarela", afirma uma apoiadora do deputado federal. Na parte final, o candidato do PSL é apresentado ao eleitor e reforça a questão feminina, com a repetição do relato emocionado de uma reversão de vasectomia para que pudesse ter uma filha, Laura, a única mulher após quatro homens. Na abertura do programa do candidato petista, a mensagem foi a de que a "democracia está em risco" e o que o 2º turno, "que deveria ser de debate de propostas, foi transformado por seguidores de Bolsonaro em onda de violência". As declarações do candidato do PSL de que iria "fuzilar a petralhada", é alternada com vários relatos de violência, como o assassinato do mestre de capoeira e produtor cultural Môa do Katendê, em Salvador (BA), com 12 facadas, após defender o voto no PT. Em seguida, Haddad repete o bordão que seu sonho é oferecer aos brasileiros ao menos uma oportunidade, com educação e emprego, "um livro em uma mão e uma carteira assinada na outra". Ao contrário de Bolsonaro, que está no 3º casamento, o programa do petista cita a relação de 30 anos com Ana Estela e filhos Frederico e Carolina. Lembrou que Haddad foi ministro da Educação e reforça o pedido de paz antes de citar algumas propostas para o governo, caso eleito - além de emprego, a retomada de obras paradas, incentivo à construção civil e a criação do ensino médio federal. Ao final, Haddad afirma que é hora de "olhar para frente", pede união e o voto "mesmo que você eleitor tenha votado em outro candidato no primeiro turno, eu quero conversar com você", disse. "Essa campanha não é de um partido, é dos que querem mudar para melhor o nosso País (...) Vamos nos unir, a hora é agora. Quero contar com todos que são a favor da democracia e dos direitos do povo", afirmou. Ao contrário do 1º turno, quando Lula dominou os programas de Haddad, o ex-presidente, ao menos neste primeiro, não foi lembrado.

CONTINUE LENDO


TSE lança página na internet para desmentir notícias falsas

Foto: Luciano Santos l 97News

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou na quinta-feira (11) uma página na internet para desmentir notícias falsas sobre a eleição que circulam nas redes sociais. A ferramenta já apresenta exemplos de informações que foram negadas pela imprensa e pelo órgão. "Diante das inúmeras afirmações que tentam macular a higidez do processo eleitoral  nacional, nessa página o TSE apresenta links para esclarecimentos oriundos de agências de checagem de conteúdo", explica o TSE. Segundo o Tribunal, todos os relatos de possíveis irregularidades são encaminhados para órgãos de investigação, especialmente o Ministério Público Eleitoral e Polícia Federal. Até o presente momento, nenhuma ocorrência de violação à segurança do processo de votação ou de apuração realizado durante as eleições 2018 foi confirmada ou comprovada.



'Os pobres tem que se unir' diz candidato a deputado estadual mais votado em Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O cantor Manoel Rodrigues Filho (MDB), o Carcará do Sertão foi o candidato mais bem votado em Brumado com 9.887 votos. Ele foi o candidato à uma vaga na Assembléia Ligislativa da Bahia (ALBA). De acordo com o banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carcará obteve um total de 11.304 votos na Bahia. Em entrevista ao 97NEWS, Carcará agradeceu o apoio dos eleitores. “Aquele que não tem gratidão, não tem caráter. Graças a Deus, o povo de Brumado e região me acolheu, que independentemente do resultado das urnas, de forma incondicional eu continuarei grato a vida inteira por Brumado, que me deu a chance de aprender tudo”, disse. Após relembrar sua trajetória de vida, ele afirmou que pretende continuar com sua tragetória política e, quem sabe não pensar em 2020. “Ainda não cheguei lá, mas, eu tenho as minhas ideias que estão vivas em mim para o povo de Brumado. As minhas propostas são para os mais pobres, os mais necessitados. O pobre sofre demais, passa fome, sede, pobre sofre discriminação. Nós, pobres, precisamos nos unir para sermos valorizados”. Ele afirmou ainda que deve começar a formar sua assessoria para as próximas eleições municipais. “Daqui pra frente eu só preciso voar com você, brumadense, em busca de minhas propostas”, considerou. Sobre o seu conhecimento político, Carcará disse que seu mestre é Deus e, o seu guia é o povo. “Eu sou capacitado para receber qualquer posto da política brasileira. A gente não administra só e, sim com bons secretários, assessores e com honestidade acima de tudo". Declarou Carcará.



Pesquisa Datafolha para presidente aponta 58% para Bolsonaro e 42 % para Haddad no 2º Turno

Foto: Divulgação

O Datafolha divulgou nesta quarta-feira (10) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 58%; Fernando Haddad (PT): 42%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado ocial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 49%; Fernando Haddad (PT): 36%; Em branco/nulo/nenhum: 8%; Não sabe: 6%.



Eleições 2018: Polícia Federal identifica eleitores que gravaram vídeos usando armas no 1º Turno

Foto: Reprodução l Redes Sociais

A Polícia Federal (PF) deagrou nesta quarta-feira (10) três ações simultâneas para investigar crimes relacionados às eleições de 2018. De acordo com as investigações, os envolvidos foram identicados a partir de monitoramentos de vídeos que circularam em redes sociais relacionados à votação do último domingo (7). A operação desta quarta foi a primeira a partir do rastreamento de redes sociais. Em um dos vídeos investigados, um eleitor aperta os botões da urna eletrônica de votação com uma pistola. Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão no Paraná, São Paulo e Sergipe. As investigações apontam supostos crimes de violação de sigilo do voto e porte ilegal de arma, alé de incitação de crime contra candidatos. Durante a operação, a PF apreendeu no Paraná o celular de Maykon Santana Anibal e a arma que ele usou na urna -- uma arma de brinquedo. Gravar a escolha na urna é proibido pela lei eleitoral. Em Sergipe e São Paulo, a PF intimou duas pessoas que postaram mensagens ameaçadoras envolvendo os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). Os suspeitos neste caso serão investigados por incitação ao crime, por causa das postagens com mensagens ameaçadoras – que chegaram a ser apagadas, mas foram recuperadas pela perícia.

Foto: Reprodução l Redes Sociais


Eleitores brumadenses optaram pelo e-Título como documento na hora de votar

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Boa parte dos eleitores brumadenses utilizaram a ferramenta que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou para as eleições 2018. O e-Título, um aplicativo para plataformas Android e iOS teve mais de 10 milhões de downloads feitos no Brasil. A ferramenta funciona para quem está em dia com a Justiça Eleitoral, pois o aplicativo pode substituir o documento na hora de votar. O e-Título apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, basta que o eleitor insira seus dados pessoais. O aplicativo também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular. O eleitor que fez o recadastramento biométrico junto à Justiça Eleitoral, a versão do e-Título vem acompanhada da foto, o que facilita a identificação na hora do voto. Mas para quem ainda não baixou o aplicativo, continua sendo obrigatório a levar outro documento oficial com foto para se identificar ao mesário durante a votação no 2º Turno. Em Brumado, a nossa equipe flagrou algumas situações em que os eleitores optaram pelo documento digital. A eleitora Maria das Graças falou com a nossa equipe e disse que a ferramenta é de grande importância na hora do voto. "Sai de casa apenas com o meu celular, já tinha baixado o aplicativo, e consultei os meus dados. No início fiquei meio relutante, com medo de não aceitarem, mas funciona mesmo", relata a dona de casa. Já o jovem Ricardo de Almeida Santos, destacou que outros órgãos poderiam copiar o modelo do TSE e, utilizar os aplicativos como forma de identificação. "Estamos vivendo num mundo digitalizado, as ferramentas ou aplicativos nos Smartfones facilitam a vida das pessoas e, o e-Título é mais uma delas", comentou o estudante. A 90ª Zona Eleitoral não tem dados de quantos eleitores usaram o aplicativo na cidade, mas ressalta que o percentual só vem crescendo, principalmente para o segundo turno das eleições que acontece dia 28 de outubro.



2º Turno: Horário eleitoral no rádio e TV começa nesta sexta (12)

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O horário eleitoral gratuito no rádio e na TV para o 2º turno começa nesta sexta-feira (12). Ele se estende até a antevéspera da votação, que acontece dia 28. Os programas devem ser transmitidos, em dois horários por dia. Além da disputa para presidente entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), haverá também 2º turno para o governo em 13 estados e no Distrito Federal. Os candidatos a presidente terão 5 minutos cada um para divulgar suas propostas. No rádio, das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Na TV, das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. Na bahia não haverá segundo turno para governador. 

 



Espírito Santo elege primeiro senador gay do Brasil desbancando aliado de Jair Bolsonaro

(Foto: Divulgação)

Primeiro senador homossexual do Brasil, Fabiano Contarato (Rede) foi campeão de votos no Espírito Santo. Ele conquistou uma das duas vagas para o Senado e deixou de fora o senador Magno Malta (PR-ES), conhecido por demonstrações de LGBTfobia. Contarato foi eleito com 31,15% votos válidos. Contarato é casado e tem um filho adotivo de 4 anos. “Sempre quis ser pai até que tomei coragem e me habilitei no processo de adoção. Quando cheguei na casa a porta tinha um vidro quebrado e vi um garotinho abaixando a cabeça para olhar. Transformou a minha vida”, contou.  O novo senador adota um tom discreto em relação a sua orientação sexual e nos discursos e publicações nas redes sociais reforça o lado religioso e a defesa de punições mais rígidas para crimes. Em discurso após a vitória, ele lamentou ter sido alvo de fake news. “Jamais imaginei que fosse ser vítima de um ato de tamanha violência como fizeram com meu filho”, afirmou. De acordo com a Gazeta Online, circulou uma imagem de Contarato com a família com informações enganosas de que defenderia cartilhas nos moldes do projeto apelidado de “kit gay”. Elaborado pelo MEC (Ministério da Educação) em 2011, o “Escola sem Homofobia” tinha como objetivo combater a discriminação contra pessoas LGBT desde o ensino fundamental, mas nunca saiu do papel. Circulou ainda que o senador disse em entrevista a veículos de comunicação ser a favor de uma cartilha sobre orientação sexual, mas que o assunto deveria ser submetido à consulta popular. Também foi veiculado que ele era favorável a legalização do aborto, embora seja contra. 



Eleições 2018: Juiz Eleitoral faz balanço sobre o 1º turno em Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em entrevista ao 97NEWS, o juiz responsável pela 90ª Zona Eleitoral em Brumado, Rodrigo Britto, garantiu que a votação em todos os colégios eleitorais da cidade transcorreu bem. Garantiu que, desde às 7 horas, uma hora antes do início  da votação, as equipes já estavam nos colégios eleitorais iniciando a fiscalização. O juiz informou ainda que as eleições contaram com o apoio das Polícias Civil, Militar e Ministério Público. “Houve dois flagrante para boca de urna, e um desacato à autoridade, todos terminaram com prisão. Entre os presos estava um cabo eleitoral que foi flagrado, assediando eleitores, no início da manhã em um dos colégios eleitorais. Ele estava entregando santinhos próximo ao local de votação”, contou o juiz, acrescentando que o cabo eleitoral foi levado para a Delegacia de Polícia. Britto declarou também que, pela manhã, outro cabo eleitoral foi detido, levado para a Delegacia por suspeita de boca de urna, ouvido e liberado. Lembrou também que outro caso envolveu um homem que foi detido por desacato. “Ele foi ouvido e liberado”, relatou o juiz, garantindo que mesmo assim o processo eleitoral foi considerado tranquilo. O juiz explicou que nas duas as situações de crimes eleitorais, “será aberta uma sindicância que será remetdia para o Tribunal Regional Eleitoral para medidas cabíveis. As pessoas assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e vai se apurar o que houve de verdade, concluiu o juiz. Sobre às urnas eletrônicas, o juiz destacou que foram registrados algumas falhas, mas que são naturais no processo eleitoral em todo país. "Nessas eleições, tivemos uma novidade, que foi a transmissão dos dados direto das duas cidades que fazem parte da 90ª Zona de Brumado, as cidades de Aracatu e Malhada de Pedras". Finaliza Dr. Rodrigo Britto. 



De volta à estrada: Deputados agradecem reeleição e vão fazer campanha para Haddad

(Foto: Divulgação)

Dentre os mais votados do PT na Bahia, os deputados Waldenor Pereira, o   quinto entre os federais, com 121.278 votos, e Zé Raimundo, o segundo entre os estaduais, com 94.014, estão dispostos a “botar o pé na estrada” de novo para agradecer pela reeleição e fazer a campanha de Fernando Haddad neste segundo turno das eleições presidenciais. Foi o que eles declararam logo após os resultados das eleições do primeiro turno, entusiasmados com a vitória deles e do governador Rui Costa (75,55% dos votos), dos senadores eleitos Jaques Wagner e Ângelo Coronel, e da votação de Haddad PT, que venceu em 411 dos 417 municípios da Bahia. Embora admitindo que se trata de um grande desafio, ele diz: “Estamos acostumados a enfrentar problemas, caminhos difíceis, a percorrer e abrir novas estradas para a democracia”. Waldenor também se mostra otimista: “O povo brasileiro vai acordar do pesadelo da ameaça do projeto reacionário, conservador e truculento, e vai votar no projeto da esperança, da paz, do progresso com melhoria de qualidade de vida da população”, vaticina. Sobre a própria vitória dele e Zé Raimundo, Waldenor credita ao trabalho ininterrupto, especialmente nas regiões onde dedicam maior atenção – Sudoeste, Serra Geral, Chapada Diamantina, Médio São Francisco e Vale do Paramirim -- desenvolvido no decorrer dos quase quatro anos dos seus atuais mandatos. Waldenor e Zé Raimundo aproveitam para agradecer a todos os colaboradores, os amigos que convivem com os seus mandatos, aos apoiadores, dentre eles vários prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranças partidárias e dos movimentos sociais, dirigentes do PT, e, principalmente, à militância, que “abraçaram” as suas candidaturas.



Nordeste é alvo de xenofobia por levar Haddad ao segundo turno da eleição

Foto: Reprodução / Blog Lucia Rocha

Com o PT garantido no segundo turno das eleições graças ao resultado da votação no Nordeste, a região foi, mais uma vez, alvo de xenofobia nas redes sociais. Eleitores do candidato Jair Bolsonaro (PSL), que por pouco não foi eleito nesse domingo (7), fizeram agressões verbais que sugerem a separação ou até o extermínio do povo da região. "Esses nordestinos têm que se fuder mesmo. Esses cabeçudos. Depois reclama da miséria e pobreza e não sabe o motivo", disse um perfil. "Campos de concentração para baianos já", escreveu um outro perfil. "Baiano é tudo fudido", postou mais um. Os eleitores da Bahia foram mais trucidados, pois o Estado garantiu a segunda maior porcentagem para o candidato do PT, Fernando Haddad, e é o quarto maior colégio eleitoral do país. Mas muitos eleitores de Bolsonaro também estão alertas para o crescimento do candidato na região, já que ele ficou em segundo lugar em todos os Estados nordestinos exceto o Ceará - Ciro Gomes (PDT) venceu no Estado, com Haddad em segundo e o capitão na terceira posição. Com isso, eles sugerem que os apoiadores de Bolsonaro se dediquem a fazer campanha no Nordeste e pedem para que os eleitores não critiquem a região. "Só falta vocês para a festa, irmãos do #Nordeste", "Muitos nordestinos disseram SIM para o Brasil. Vamos continuar nessa luta" e "O desenvolvimento chegará ao Nordeste! Chega de cabresto de voto do PT!" foram alguns dos comentários em prol dos eleitores do PSL. Bolsonaro e Haddad se enfrentam para o segundo turno das eleições, que será realizado no dia 28 de outubro.



Prefeito Eduardo Vasconcelos mantém padrão de votos no apoio aos seus candidatos a deputado estadual

O gráfico deixa claro o padrão (Imagem: 97NEWS)

Em seu terceiro mandato como prefeito de Brumado, o engenheiro Eduardo Vasconcelos continuou mantendo o seu padrão no apoio dado a candidatos a deputado estadual. Os números são muito parecidos e podem comprovar que as eleições estaduais não são uma grande referência numa projeção para o pleito a nível estadual. Conforme os números, em 2006, quando o candidato apoiado por Vasconcelos foi o então deputado João Bonfim, as urnas declararam 9.978 votos para Bonfim, que hoje é conselheiro do TCE. Já em 2010, o padrão se manteve e o mesmo João Bonfim obteve 9.119 votos. Em 2014, quando o prefeito era Aguiberto Lima Dias, o candidato foi Vitor Bonfim, filho de João Bonfim, obteve 4.417 votos. Agora em 2018, o candidato foi Márcio Moreira, que teve 9.683 votos, mantendo a mesma frequência das duas primeiras gestões, o que comprova uma isonomia nos apoios.



Eleições 2018: Datas, prazos e debates tire suas dúvidas sobre 2º turno

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O segundo turno das eleições 2018 acontecem no domingo 28 de outubro. O País volta às urnas para escolher o novo presidente e, em alguns Estados, o governador. Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) são os presidenciáveis que se enfrentam no segundo turno. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a votação vai das 08h até as 17h (horário de Brasília). A partir das 17h, começa a divulgação dos boletins de urna, com a apuração e totalização dos resultados. Vale lembrar que quem não votou no primeiro turno e não tem pendência com a Justiça Eleitoral, pode votar no segundo turno. O eleitor que não votou no primeiro turno tem até 6 de dezembro para apresentar justificativa à Justiça Eleitoral. Já o eleitor que não votou no segundo turno tem até 27 de dezembro para apresentar justificativa à Justiça Eleitoral. No segundo turno, a propaganda eleitoral começa em 12 de outubro de 2018 e vai até 27 de outubro e conta com distribuição de material gráfico, comícios, alto-falantes ou amplificadores de som. A divulgação gratuita via rádio e televisão, por sua vez, acontece até dois dias antes das eleições, 26 de outubro. O último dia para a diplomação dos candidatos eleitos é em 19 de dezembro.



Eleições 2018: Mulher suja urna com sangue, danifica equipamento, grita "Lula Livre" e é detida

Foto: Divulgação l PM

Uma mulher foi detida após danificar uma urna eletrônica, na cidade de Ibiporã no Paraná. Testemunhas contaram que a suspeita estava descontrolada, quando jogou a urna no chão e começou a gritar “Lula Livre” e outras palavras de ordem. Além disso, a mulher também sujou a urna com sangue de um absorvente. O Fórum Eleitoral da região e a Polícia Militar (PM) informaram que a mulher foi detida em flagrante. O PM que estava no local precisou acionar reforços, para conseguir encaminhar a suspeita à delegacia. Ela foi levada à unidade e deve responder por crime eleitoral. A urna danificada foi substituída e a votação no local foi normalizada. De acordo com a Polícia Civil, a mulher tem 25 anos e já foi candidata a vereadora em Ibiporã.



Policial que matou ladrão é eleita deputada federal em São Paulo

Foto: Reprodução

A policial de São Paulo que ficou famosa por matar um ladrão em frente a uma escola em Suzano, na Grande São Paulo, em maio deste ano, conseguiu se eleger deputada federal. Kátia da Silva Sastre, 42 anos, foi a sétima mais votada no estado de São Paulo. Com 100% das urnas apuradas, ela recebeu 264.013 votos, o equivalente a 1,25% dos válidos. Utilizando o nome de Policial Katia Sastre na urnas, a PM se envolveu em uma polêmica durante a campanha. Ela utilizou o vídeo em que mata o assaltante para pedir voto ao eleitor. Ela compartilhou o vídeo no Facebook, no começo de setembro. "Atirei, e atiraria de novo", diz a candidata. O vídeo foi divulgado pela cabo Kátia com legenda. Nele, o criminoso chega apontando uma arma e dizendo "perdeu seu filho da…". Na sequência, a candidata anuncia que é "polícia" e atira nele, que acaba morrendo. Vestida com trajes militares, ela diz que sua fillha e outras crianças estavam na mira do bandido e que agiu como policial e mãe. "Vou ter sempre a mesma atitude no combate ao crime. Coragem eu tenho", conclui. PCB e PSol entraram com representação na Justiça Eleitoral para tentar tirar o vídeo do ar, mas o TRE-SP liberou a propaganda.



Conquista: Mesários são substituídos após denúncia de 'hashtag' contra candidato em lousa

Foto: Reprodução l TV Sudoeste

Os mesários de uma escola de Vitória da Conquista, foram substituídos após uma denúncia apontar uma hashtag contra o candidato a presidência, Jair Bolsonaro (PSL), escrita na lousa do local de votação neste domingo (7). A hashtag "Ele Não" foi vista por volta das 8h, logo após a abertura do pleito na 41ª zona, que fica no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, o maior local de votação da cidade, com 8.004 eleitores e 20 seções. Em seguida, foram acionados a juíza da 41ª zona, um promotor eleitoral, a Polícia Militar e a Polícia Federal. Não há informações sobre quem fez a denúncia. Logo depois da situação ser comprovada, os mesários foram substituídos. A Justiça Eleitoral informou que os mesários e as pessoas que estavam na sala serão interrogados para ser investigado o possível crime eleitoral. Segundo o TRE, se for comprovado o crime, a pessoa pode pegar até um ano de prisão. A situação levou cerca de 15 a 20 minutos até a troca dos mesários. Por conta disso, uma fila enorme se formou e eleitores esperaram cerca de duas horas para votar. 



Veja quem são os 63 deputados estaduais eleitos na Bahia

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Os eleitores baianos elegeram, neste domingo (7), os 63 deputados estaduais para compor o novo mandato na Assembleia Legislativa (Alba), a partir de janeiro de 2019. Dos 63 deputados estaduais eleitos na Bahia, 10 são do PT. A legenda que conseguiu o segundo maior número de candidatos eleitos foi o PSD, com 9. Nessa eleição, mais de 80% dos 63 atuais deputados estaduais tentaram a reeleição para se manter nos cargos. Do número total de políticos que atualmente estão na Assembleia Legislativa, 51 registraram candidaturas no Tribunal Regional Eleitora (TRE) para permanecer atuando na casa. Por outro lado, 12 nomes, o que corresponde a um quinto dos nomes da casa, não tentaram a reeleição esse ano para o posto: oito deles porque se candidataram para deputado federal, um porque disputou vaga no senado federal e três porque decidiram ficar de fora das eleições e não vão disputaram nenhum cargo. Cada deputado estadual da Bahia custa, em média, R$ 157 mil por mês aos cofres públicos. Eles ganham salários de R$ 25.322,25, verba idenizatória de R$ 32 mil, usada para combustível e outras despesas, e verba de gabinete de R$ 100 mil. A bancada do governo possui 43 deputados, já a de oposição possui 20 deputados.

Veja abaixo a lista dos deputados eleitos na BA

  • Joao Isidorio (AVANTE): 110.540
  • Rosemberg (PT): 101.945
  • Diego Coronel (PSD): 100.274
  • Zé Raimundo (PT): 94.014
  • Eduardo Salles (PP): 89.123
  • Rogério Andrade Filho (PSD): 85.968
  • Alex da Piatã (PSD): 83.209
  • Alex Lima (PSB): 82.038
  • Adolfo Menezes (PSD): 80.817
  • Ivana Bastos (PSD): 76.605
  • Dal (PC do B): 74.671
  • Marcelinho Veiga (PSB): 70.612
  • Fátima Nunes (PT): 69.663
  • Roberto Carlos (PDT): 69.440
  • Targino Machado (DEM): 67.164
  • Antônio Henrique Jr. (PP): 66.754
  • Jusmari (PSD) 66.318
  • José de Arimateia (PRB): 65.946
  • Nelson Leal (PP): 65.478
  • Robinson (PT): 65.295
  • Pedro Tavares (DEM): 64.272
  • Sandro Régis (DEM): 64.268
  • Marcell Moraes (PSDB): 64.219
  • Samuel Junior (PDT): 63.951
  • Luciano Simões (DEM): 63.627
  • Alan Castro (PSD): 62.500
  • Vitor Bonfim (PR): 61.165
  • Eduardo Alencar (PSD): 59.891
  • Zé Cocá (PP): 59.380
  • Marquinho Viana (PSB): 59.020
  • Olivia Santana (PC do B): 57.755
  • Jurailton Santos (PRB): 57.735
  • Bobô (PC do B): 57.716
  • Tom Araujo (DEM): 57.570
  • Paulo Câmara (PSDB): 55.881
  • Leo Prates (DEM): 55.018
  • Laerte do Vando (PSC): 55.007
  • Fabiola Mansur (PSB): 54.444
  • Euclides (PDT): 53.086
  • Soldado Prisco (PSC): 53.065
  • Marcelino Galo (PT): 52.027
  • Neusa Cadore (PT): 52.027
  • Robinho (PP): 51.745
  • Fabrício (PC do B): 51.620
  • Aderbal Caldas (PP): 51.480
  • Mirela Macedo (PSD): 50.357
  • Jacó (PT): 49.749
  • Dr.david Rios (PSDB): 49.504
  • Janio Natal (PODE): 49.497
  • Alan Sanches (DEM): 49.050
  • Paulo Rangel (PT): 48.296
  • Maria Del Carmen (PT): 48.147
  • Jurandy Oliveira (PRP): 47.432
  • Osni (PT): 46.212
  • Niltinho (PP): 46.174
  • Zó (PC do B): 43.347
  • Tum (PSC): 40.632
  • Capitao Alden (PSL): 39.732
  • Hilton Coelho (PSOL): 35.733
  • Pastor Tom (PATRI): 29.335
  • Katia Oliveira (MDB): 27.206
  • Talita Oliveira (PSL): 26.096
  • Junior Muniz (PHS): 21.058

CONTINUE LENDO