ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Menino que era torturado por pai e madrasta é resgatado em Manaus

Operação Grande Serra captura 29 pessoas, apreende drogas e dinheiro

Brumado: Esgotamento sanitário será o tema de uma audiência pública na Câmara

Governo Federal anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinados

Criadores do SGE Bravo participam de imersão empresarial em São Paulo

Programa para conter aumentos de preço de combustíveis é aprovado na CAE e vai a Plenário

Brumado: Após o sonho da casa própria, família não consegue ter água tratada em residência

Bancários reivindicam melhores condições de trabalho em agências de Vitória da Conquista

Em protesto, moradores cobram ações da prefeitura de Vitória da Conquista após transtornos gerados por chuvas

Galeria Pop é inaugurada e recebe aprovação máxima dos brumadenses

Brumado: Empresas se unem e realizam a maior confraternização entre funcionários

WhatsApp libera função para mensagens que desaparecerem automaticamente

Pesquisa aponta Viagra como medicamento candidato a prevenir Alzheimer

Foragidos de SP, MG e DF são alvos de operação em 5 cidades da Chapada

Caculé: Polícia prende homem que ajudou na ocultação do corpo de advogado

Atletas de Caetité conquistam quatro medalhas no Campeonato Mundial de Jiu-jitsu em São Paulo

Corpo em estado avançado de decomposição é encontrado na zona rural de Malhada de Pedras

Corpo de advogado desaparecido é encontrado na zona rural de Caculé

Gabinete de Segurança Institucional autoriza avanço de projetos de exploração de ouro na Amazônia

Morre Mila Moreira, 72, uma das primeiras modelos a se tornar atriz no Brasil



BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Não há casos da nova variante identificados no Brasil, diz ministério

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde informou na sexta-feira (26) que não foi identificado nenhum caso da variante B1.1.529 do novo coronavírus no Brasil. “A pasta está em constante vigilância e analisa, de forma conjunta com vários órgãos do governo federal, as medidas a serem tomadas”, acrescentou, por meio de nota. Ainda de acordo com o comunicado, o governo brasileiro solicitou à Organização Mundial da Saúde (OMS) mais informações sobre a nova variante. “Além disso, o ministério já enviou um comunicado de risco à Rede de Vigilância, Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública no Sistema Único de Saúde a estarem alertas para qualquer mudança no cenário epidemiológico”. A OMS informou que batizou a variante identificada no continente africano como Omicron e classificou a cepa como uma Variante de Preocupação. De acordo com a entidade, a decisão foi tomada por conta da grande quantidade de mutações apresentada pela variante, sendo que algumas delas apresentam “características preocupantes”. A classificação, segundo a OMS, exige importantes ações por parte dos governos, como o compartilhamento de sequências de genoma; a comunicação de casos e mutações; e a realização de investigações de campo e de análises laboratoriais para melhor compreender os impactos, a epidemiologia, a severidade e a efetividade de medidas de saúde pública.



'Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown', diz Presidente

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro disse na sexta-feira (26) que o Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown, ao comentar sobre a possibilidade da chegada de uma nova variante da Covid-19, como está sendo cogitada com a cepa surgida na África do Sul e que tem se espalhado por outros países. É o mesmo discurso desde o início da pandemia. “Tudo pode acontecer. Uma nova variante, um novo vírus. Temos que nos preparar. O Brasil, o mundo, não aguenta um novo lockdown. Vai condenar todo mundo à miséria e a miséria leva à morte também. Não adianta se apavorar. Encarar a realidade. O lockdown não foi uma medida apropriada. Em consequência da política do 'fique em casa e a economia a gente vê depois', a gente está vendo agora. Problemas estamos tendo”, disse Bolsonaro. “Eu vou tomar medidas racionais. Carnaval, por exemplo, eu não vou pro carnaval. A decisão cabe a governadores e prefeitos. Eu não tenho comando no combate à pandemia. A decisão foi dada, pelo STF, a governadores e prefeitos. Eu fiz a minha parte no ano passado e continuo fazendo. Recursos, material, pessoal, questões emergenciais, como oxigênio lá em Manaus”, disse Bolsonaro, contrariando o que os ministros do STF já se manifestaram, afirmando que a autonomia dos estados e municípios não retiram a obrigação do governo federal de coordenar as ações de combate à pandemia. As declarações de Bolsonaro foram durante as comemorações do 76° Aniversário da Brigada de Infantaria Pára-quedista, no Rio de Janeiro.



Sem considerar pandemia, expectativa de vida do brasileiro sobe para 76,8 anos

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O aumento da expectativa de vida ao nascer no país em 2020 era de 76,8 anos, uma alta de 2 meses e 26 dias em relação ao ano anterior (76,6 anos). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no entanto, a idade foi estimada caso o país não tivesse passado pela pandemia de covid-19. Portanto, o IBGE não considera a crise de mortalidade provocada pela doença naquele ano. De acordo com o IBGE, sem considerar os efeitos da covid-19, a expectativa de vida para os homens era de 73,3 anos em 2020. Já para as mulheres, a esperança de vida era de 80,3 anos, no ano. O IBGE explicou que uma análise do aumento de óbitos acarretado pela pandemia para o Brasil e cada unidade da federação foi feita na publicação das Estatísticas do Registro Civil, na semana passada. A expectativa de vida é parte da pesquisa chamada Tábuas de Mortalidade, que são calculadas a partir de projeções populacionais, baseadas nos dados dos censos demográficos. “Após a divulgação dos resultados de cada Censo Demográfico, o IBGE elabora novas tábuas de mortalidade projetadas. As últimas tábuas foram construídas e projetadas a partir dos dados de 2010, ano de realização da última operação censitária no Brasil. Da mesma forma, um novo conjunto de tábuas de mortalidade será elaborado após a publicação dos resultados do Censo 2022, quando o IBGE terá uma estimativa mais precisa da população exposta ao risco de falecer e dos óbitos observados na última década”, informa nota do IBGE.



Especialistas sugerem fiscalização extra nas urnas eletrônicas para combater fake news

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Especialistas em direito eleitoral sugeriram ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a realização de uma fiscalização extra nas urnas eletrônicas nos dias de votação como forma de combater a disseminação de fake news sobre a segurança do equipamento. A Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político sugere que mesários possam suspender a votação do eleitor e convocar fiscais de ao menos três partidos, além de outros eleitores, para testar se todos os candidatos a cargos majoritários aparecem na urna. "A ideia é regulamentar e dar mais segurança aos mesários para resolver no dia da votação as críticas que vimos aparecer nos pleitos anteriores de que a urna não estaria registrando voto em determinado candidato", explica a advogada Juliana Pereira, da Abradep.



Falta de saneamento mata 11 mil pessoas por ano no país, diz IBGE

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A falta de saneamento no Brasil foi responsável pela morte de pelo menos 135 mil pessoas entre 2008 e 2019 no país -- o que dá uma média de 11,2 mil ao ano. As informações são do site Folhapress. O dado consta no Atlas do Saneamento, divulgado na quarta-feira (24) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O levantamento mostra também que as DRSAI (Doenças Relacionadas ao Saneamento Ambiental Inadequado) foram responsáveis por 0,9% de todos os óbitos do país no período. De acordo com a publicação, a Doença de Chagas, as diarreias e a disenteria foram as principais causas de morte pelas DRSAIs, com 81,5% dos óbitos constatados no período. Entre 2008 e 2019, segundo o Ministério da Saúde, morreram no país 14 milhões de pessoas. As DRSAIs tiveram participação em 21,7% do total de óbitos no período quando especificadas apenas as doenças infecciosas e parasitárias. 

 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Os maiores percentuais, diz o estudo, foram verificados nas regiões Centro-Oeste (42,9%) e Nordeste (27,1%). No período de 2008 a 2019, foram notificados 11,9 milhões de casos de DRSAI no Brasil, com 4,9 milhões de internações no SUS (Sistema Único de Saúde). Além das doenças campeãs em óbito, outras aparecem em seguida, mas com diferenças regionais marcantes: dengue, zika e chikungunya foram a terceira causa de óbitos nas regiões Sudeste e Centro-Oeste; as leishmanioses aparecem mais na região Norte; a esquistossomose, no Nordeste; e a leptospirose, no Sul. Das mortes relacionadas à falta de saneamento no país entre 2008 e 2019, 84 mil óbitos foram de idosos com 60 anos ou mais. Ainda segundo o documento, apenas 60,3% dos municípios brasileiros fizeram coleta de esgoto em 2017. Já 99,6% desses municípios tinham abastecimento de água por rede geral naquele ano. Para o IBGE, o resultado da pesquisa "sugere que o acesso aos cuidados de saúde sofre efeitos da fricção da distância e da desigualdade e fragmentação espacial, mesmo em espaços intrarregionais."



China libera entrada de carne certificada antes do embargo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A China informou nesta terça-feira (23) que aceitará pedidos de importação de carne bovina brasileira que tenha recebido certificado sanitário antes de 4 de setembro, quando o governo brasileiro suspendeu a exportação ao país asiático após a identificação de dois casos atípicos de mal da vaca louca. De acordo com a CNN, o setor de frigoríficos estima que aguardam a entrada nos portos chineses em torno de 120 mil toneladas certificadas antes de data do embargo. A autorização foi avaliada no governo brasileiro como uma sinalização positiva para a queda do embargo à carne brasileira, que já se estende há mais de dois meses. Segundo diplomatas chineses ouvidos pela CNN, a expectativa é de que a retomada da importação ocorra até o final de janeiro. A China é o principal mercado da carne brasileira. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), o volume de exportações de carne bovina brasileira caiu 43% no mês de outubro quando comparado ao mesmo período de 2020.



Governo Federal sanciona o auxílio-gás para famílias de baixa renda

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido), sancionou a lei que institui o auxílio-gás, projeto criado para reduzir os efeitos do preço desse produto sobre o orçamento das famílias de baixa renda. A sanção foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (22) com data da última sexta-feira (19), prazo limite para que o chefe do Executivo desse seu aval à proposta. O benefício, que recebeu o nome de Gás dos Brasileiros, será concedido às famílias inscritas no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais) com renda mensal per capita inferior a meio salário mínimo ou que tenham membros que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O auxílio será pago preferencialmente a mulheres que tenham sido vítimas de violência doméstica e estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência. A lei prevê que cada família tenha direito a pelo menos 50% do valor médio do botijão de gás de 13 kg, a cada bimestre, estabelecido pelo Sistema de Levantamento de Preços (SLP), da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nos últimos seis meses. O programa tem previsão de duração de cinco anos. O projeto do auxílio-gás foi aprovado pela Câmara dos Deputados no fim de setembro e pelo Senado Federal em 19 de outubro. Como sofreu alterações, o texto voltou para a Câmara, recebendo aprovação no dia 27 de outubro último.



Aposta mineira leva sozinha prêmio superior a R$ 39 milhões pago pela Mega Sena

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Um único sortudo ou sortuda, levou o prêmio de R$ 39.690.444,50 pago pela Mega Sena, no sábado (20). A aposta realizada na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, acertou as seis dezenas do concurso 2.430. Foram sorteados os números 19 - 26 - 39 - 45 - 46 - 56. Os números foram sorteados no espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. Os ganhadores da quina, aqueles que acertaram cinco, dos seus números sorteados, somaram 37 apostas. Cada uma vai pagar R$ 96.493,78. A quadra teve 4.109 apostas vencedoras e pagará a cada um dos ganhadores um prêmio de R$ 1.241,27. Para o próximo concurso, que ocorrerá na quarta-feira (24), o prêmio estimado pela Caixa é R$ 3 milhões.



Servidores do Inep entregam dossiê ao TCU e a CGU que apontam falhas no Enem

Foto: Reprodução

Um dossiê preparado por servidores do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) foi entregue na sexta-feira (19) ao TCU (Tribunal de Contas da União) e à CGU (Controladoria-Geral da União). O documento contém denúncias de falhas e de interferências que afetam não apenas a realização do Enem, mas também do Enade e do Revalida. O material, compilado pela Assinep (Associação dos Servidores do Inep), indica ainda haver censura na divulgação de dados e problemas de gestão que atingem áreas-chave para o funcionamento do órgão, como a de suporte tecnológico, segundo informações da Folha de São Paulo. Às vésperas do Enem, que começa neste domingo (21), o dossiê elenca pressões sofridas pelos servidores para a retirada de questões da prova "sem motivo idôneo". Eles teriam sido pressionados a suprimir perguntas com temas considerados inadequados pela gestão do órgão. Além das denúncias de interferência ideológica, os documentos mostram uma série de falhas da gestão do órgão para garantir a segurança da prova. A equipe que vai atuar na comissão para lidar com incidentes da prova em cada um dos estados só foi montada menos de uma semana antes da realização do exame.



Ministério da Saúde inicia 'megavacinação' para imunizar 21 milhões com 2ª dose atrasada

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde inicia neste sábado (20) uma "megavacinação" para tentar atrair os 21 milhões de brasileiros que não voltaram para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19. A maior parte desse público é jovem. Para dar visibilidade à ação, a pasta federal promove eventos simultâneos nas cidades de São Paulo, Manaus, Curitiba, Salvador, Brasília e Rio de Janeiro. Embora 157 milhões de pessoas já tenham tomado ao menos uma dose de algum imunizante, 21 milhões não retornaram para a segunda na data prevista, segundo a pasta. Sem ela, a imunização não está completa. As informações são do portal UOL. Para chegar ao cálculo, o governo considerou quem não recebeu a segunda dose 30 dias após a data de retorno prevista para a CoronaVac e 90 dias para a AstraZeneca e Pfizer. A principal razão para não voltarem aos postos, supõe o ministério, é o temor em relação aos efeitos adversos provocados pelos imunizantes, como febre e dor na região do braço em que a injeção é aplicada. Com o dia D marcado para hoje, a pasta afirma que "os postos de saúde funcionarão no fim de semana e com horários estendidos entre 20 e 26 de novembro", sem necessidade de agendamento.



19 de novembro: Dia da Bandeira Nacional

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

No dia 19 de novembro, é celebrado o Dia da Bandeira Nacional em homenagem à bandeira brasileira, desenhada por Raimundo Teixeira Mendes, Miguel Lemos, Manuel Pereira Reis e Décio Vilares. Essa bandeira foi criada após a Proclamação da República, que ocorreu no dia 15 de novembro de 1889, e apresentada no dia 19 de novembro do mesmo ano, por isso a celebração é nessa data. A bandeira foi, oficialmente, adotada no Decreto nº 04 constando que: Art. 1º -- A bandeira adotada pela República mantém a tradição das antigas cores nacionais -- verde e amarela -- do seguinte modo: um losango amarelo em campo verde, tendo no meio a esfera celeste azul, atravessada por uma zona branca, em sentido oblíquo e descendente da esquerda para a direita, com a legenda -- Ordem e Progresso -- e ponteada por vinte e uma estrelas, entre as quais a da constelação do Cruzeiro do Sul, dispostas na sua situação astronômica, quanto à distância e ao tamanho relativos, representando os vinte Estados da República e o Município Neutro; tudo segundo o modelo desenhado no anexo no 1. A parte amarela e verde da bandeira atual já fazia parte da bandeira anterior, definida pelo pintor francês Jean-Baptiste Debret. Mas, outros pontos foram alterados como: as Armas do Império foram substituídas pela esfera republicana da cor azul; na esfera, foi colocado o lema “Ordem e Progresso”; ainda na esfera azul, estrelas foram adicionadas representando os estados brasileiros na posição em que elas apareceram no céu do Rio de Janeiro naquele dia 15, às 8h30. Destaca-se que a estrela solitária da bandeira representa o estado do Pará, único localizado ao norte naquele tempo, já que Amapá e Roraima terem se tornado estados somente em 1988. Uma última modificação foi feita em 1992, sendo adicionadas novas estrelas correspondentes aos estados do Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins. A cor verde significa a natureza, o amarelo simboliza o ouro e riquezas, já a cor azul, junto das estrelas brancas, são referências ao céu na noite da proclamação. 

 



Número de nascimentos na Bahia foi o menor em 23 anos em 2020, diz IBGE

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em toda a Bahia, 187.578 pessoas nasceram e foram registradas em 2020. Foi a menor natalidade em 23 anos, desde 1997, quando 178.802 crianças haviam nascido e sido registradas no estado. Frente a 2019 (quando haviam nascido 196.951 pessoas), houve uma queda de 4,8% no número de registros na Bahia, o que representou menos 9.373 nascimentos. Foi o maior recuo em 19 anos, desde 2001, quando os nascimentos haviam caído 5,0% no estado (menos 11.816 em relação a 2000). A redução absoluta no número de nascimentos na Bahia entre 2019 e 2020 (-9.373) foi a segunda maior do país, abaixo apenas da verificada no estado de São Paulo, mais populoso do Brasil, onde houve, em 2020, menos 30.529 nascimentos. No ano passado, houve queda no registro de nascimentos no Brasil como um todo e em todas as 27 unidades da Federação. Foram registrados no país 2.678.992 nascimentos, 133.038 a menos do que em 2019 (-4,7%). Atrás de São Paulo e Bahia, Minas Gerais teve o terceiro maior recuo absoluto (menos 9.045 nascimentos). As maiores quedas proporcionais ocorreram em Amapá (-14,1%), Roraima (-12,5%) e Acre (-10,0%). Nesse indicador, a Bahia ficou em 14o lugar. Todas as capitais apresentaram recuo no número de nascimentos em 2020. Salvador teve a quarta maior queda absoluta, atrás de São Paulo/SP (menos 12.446 nascimentos), Rio de Janeiro/RJ (-4.447) e Brasília/DF (-3.070). Em percentuais, os maiores recuos ocorreram em Rio Branco/AC (-14,8%), Macapá/AP (-13,4%) e São Luís/MA (-13,1%). A queda percentual de Salvador (-9,3%) foi a 8a maior.



Auditoria do TCE/BA inspeciona Plano de Vacinação contra Covid-19

Foto: Divulgação

A 2ª Coordenadoria de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) está realizando auditoria com o objetivo de acompanhar as ações e medidas implementadas pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) na operacionalização do Plano de Vacinação Contra a Covid-19 no Estado. O trabalho auditorial inspeciona o recebimento, armazenamento e distribuição das vacinas, bem como a distribuição de seringas e agulhas, a fim de verificar se a campanha de vacinação está ocorrendo de forma segura, célere, transparente e integrada em todo o estado. A auditoria está alinhada com a Recomendação Nº 02/20211, do Conselho Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), e tem enfoque no processo de logística da campanha de vacinação implementada pelas unidades responsáveis, a Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa) e a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep). O escopo da auditoria abrange visitas à Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI) da SESAB e em centrais regionais responsáveis pela distribuição de vacinas a outros municípios a fim de inspecionar os ambientes onde ficam armazenadas as vacinas, verificar os controles gerenciais adotados pela SESAB e o cumprimento das normas atinentes ao Programa Nacional de Imunização (PNI).



PF deflagra 'Operação Calvary' na Bahia e em mais cinco Estados

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal e em colaboração com a Europol, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (18), a "Operação Calvary", com o objetivo de desarticular organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de cocaína, com atuação em diversos atos de lavagem de dinheiro. Segundo informou a PF ao site 97NEWS, cerca de 150 policiais federais e 8 servidores da Receita Federal participam da ação. Ao todo, estão sendo cumpridos 36 mandados de busca e apreensão, 6 mandados de prisão preventiva, 4 mandados de prisão temporária e 7 mandados de interdição de atividade econômica nos Estados de São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. No Sudoeste da Bahia, os agentes realizaram apreensões no município de Lagoa Real. Em passagem por Brumado, os agentes realizaram um depósito em dinheiro na Caixa Econômica Federal. Segundo informações passadas ao site 97NEWS, os valores seriam da apreensão feita em Lagoa Real. Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara Federal de São Paulo/SP e englobam ainda o sequestro de 28 bens imóveis (localizados em 4 Estados), diversos veículos (incluindo carros avaliados em mais de R$ 600.000,00), e valores custodiados em contas bancárias de 53 pessoas físicas e jurídicas (incluindo contas abertas em Portugal e na Bélgica). Ainda, fora determinado o sequestro de um navio de longo curso, o qual pertence ao grupo criminoso investigado e seria utilizado no transporte transoceânico de cocaína, bem como fora determinada a interdição da atividade de uma rede de postos de combustível na Bahia. 

 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Ao todo, estima-se que os bens apreendidos/sequestrados durante a investigação superam R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais). As investigações, que tiveram início em janeiro de 2021, revelaram a existência de organização criminosa com atuação em remessas de cocaína para Europa, por meio, principalmente, de embarcações transoceânicas. Restou comprovado que o grupo articulou a exportação de 2.700kg de cocaína, em outubro de 2020, a partir do Porto de São Sebastião/SP, utilizando o navio denominado UNISPIRIT, que tinha como destino final a cidade de Cadiz/Espanha. No entanto, parte da droga acabou apreendida no Brasil (1.500kg), durante fiscalização conjunta da PF e RFB, e a outra parte na Espanha (1.200kg), após comunicação da PF às autoridades policiais daquele país e atuação da Europol. No bojo das investigações ainda foram determinados afastamentos do sigilo bancário e fiscal de 66 pessoas, incluindo 39 pessoas jurídicas suspeitas de serem utilizadas pelos investigados para prática de lavagem de dinheiro.  A operação foi batizada de “Calvary” em alusão ao cemitério no qual Don Corleone, do filme “O Poderoso Chefão I”, foi sepultado, conquanto o líder da organização criminosa é chamado pelos demais integrantes do grupo de “Don”, em referência ao personagem.

 



Com nova previsão de inflação, reajuste de aposentadoria do INSS chega a 10%

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia divulgou na quarta-feira (17) nova projeção para a inflação de 2021. De acordo com o relatório, o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) deverá fechar o ano com um acumulado de 10,04%, um aumento de 1,64 ponto percentual em relação à última previsão da pasta, de setembro (que era de 8,4%). O INPC é utilizado pelo governo federal para definir o reajuste do salário mínimo e dos benefícios do INSS (Instituto Nacional do Serviço Social). Caso esse percentual de 10,04% seja mantido, o salário mínimo nacional passará dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.210 em 2022. Já o teto do INSS subirá de R$ 6.433,57 para R$ 7.079,50 considerando a previsão do governo.



Brasil tem 21 mi de atrasados na 2ª dose e lança campanha 'Proteção pela metade não é proteção'

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Mais de 21 milhões de pessoas precisam voltar aos postos de vacinação para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 no Brasil. Diante do grande número de "atrasados", o Ministério da Saúde lançou uma campanha com o slogan "Proteção pela metade não é proteção", na terça-feira (16). A campanha Mega Vacinação, que tem como público-alvo toda a população acima de 18 anos. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou que o cenário epidemiológico do país está equilibrado. A leitura do gestor é de que há melhora nos índices de casos e óbitos de Covid-19. “A melhora se deve a eficiência das políticas públicas lideradas pelo Ministério da Saúde e executadas na ponta pelos estados e municípios”, afirmou. O ministro falou sobre importância dos brasileiros completarem seus ciclos vacinais. "Temos que trabalhar para ampliar a cobertura da segunda dose [...] É nosso objetivo com a campanha de Mega Vacinação contra a Covid-19. E isso ocorre graças a força do SUS, é para ampliar ainda mais o acesso, para convencer as pessoas a procurarem uma Unidade Básica de Saúde”, reforçou.



Cantor Chico César é vítima de racismo em programa de rádio

Foto: Divulgação

O cantor Chico César foi vítima de comentários racistas no programa "Fala Conde", de uma rádio da cidade do Conde, na Paraíba. Durante uma transmissão ao vivo, nesta segunda-feira (15), o apresentador Byra de Jacumã chamou o artista de "neguinho" e "praga". Byra estava falando do carnaval quando mencionou o cantor: "Acabaram com nosso carnaval, que era nosso cartão postal. Fizeram um carnaval pra eles. Era aquele negrinho tocando violão nu, como era o nome dele, de Catolé do Rocha? Sei nem o nome daquela praga, ninguém se lembra mais dele", diz o apresentador. O apresentador Renato Vieira interrompe e diz: "Você está falando de Chico César?". "É esse mesmo", complementa Byra. Após repercussão negativa, Byra publicou um vídeo nas redes sociais pedindo desculpas ao cantor, e afirmando que não tinha intenções de ofender ninguém. "Passando aqui para fazer um pedido de desculpas ao cantor Chico César por eu ter me expressado mal, errado. Em um momento onde o mundo todo incrimina o racismo - eu sofro racismo constantemente na minha vida pessoal, profissional - não poderia reagir dessa forma. Pessoalmente, eu não gosto das músicas de Chico, mas isso não me dá o direito de tecer esses adjetivos, até porque eu também sou negro e também sofro com o racismo. Gostaria muito de pedir desculpas e dizer que isso jamais vai se repetir", argumentou.



Após empate sem gols com o Brasil, Argentina se classifica para Copa do Catar

Foto: Reprodução l CBF

Terminou em 0X0 o clássico entre Brasil e Argentina na noite desta terça-feira (16). O resultado manteve a seleção de Tite invicta nas Eliminatórias da Copa do Catar, e também contribuiu para classificar a Argentina para a competição mundial. Sem Neymar, Tite escolheu Vini Jr para o lado esquerdo do ataque. Matheus Cunha ganhou a vaga de Gabriel Jesus como centroavante e, na defesa, Fabinho e Éder Militão entraram nos lugares de Casemiro e Thiago Silva. Apesar do empate, a Argentina se garantiu na competição depois do Chile perder para o Equador. Com o empate, o Brasil manteve a invencibilidade, a liderança e a distância de seis pontos para a vice-líder Argentina. São 35 pontos da Seleção Brasileira contra 29 dos argentinos. Na próxima rodada, a equipe comandada por Tite visita o Equador, no dia 27 de janeiro de 2022. A Argentina enfrenta o Chile na mesma data.



Em protestos pelo país, policiais federais dizem que só tomaram porrada do governo Federal

Foto: Divulgação

Associações de delegados, peritos e agentes da PF ealizam atos em vários estados para cobrar o governo de Jair Bolsonaro. O protestos ocorrem por ocasião do dia do policial federal. Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, em frente à sede da PF em Brasília, os representantes das entidades colocaram faixas para cobrar promessas não cumpridas pelo presidente e afirmam o governo federal desvaloriza os policiais. "Esse governo prometeu nos valorizar e nesse período só tomamos porrada. Salários congelados, perdemos benefícios previdenciários, perdemos com a PEC Emergencial. Cadê a valorização prometida?", disse Edvandir Paiva, presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal. Segundo Paiva, os policiais estão cada dia mais indignados com o tratamento do governo. O presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, Marcos Camargo, também cita as perdas com a reforma da previdência e com a PEC Emergencial para dizer que o ato tem como objetivo apontar para a falta de reconhecimento do governo Bolsonaro. "Estamos numa fase em que buscamos a valorização que foi prometida, (o presidente) se elegeu com base no discurso de valorização da PF e o cenário é o contrário, é um cenário de retrocesso para a polícia", afirma Camargo. O apoio dos policiais na eleição de Bolsonaro também foi é abordado por Luis Antônio Boudens, da Federação Nacional dos Policiais Federais, para cobrar uma "atenção imediata" do governo às pautas da classe.



Meses após jogo interrompido pela Anvisa, Brasil e Argentina se enfrentam nesta terça (16)

Foto: Divulgação

Dois meses após ter um jogo interrompido por agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), depois de jogadores descumprirem regras sanitárias relativas à pandemia, Brasil e Argentina voltam a campo nesta terça-feira (16). O jogo acontece ás 20h30, na cidade de San Juan, no interior do país vizinho. A seleção comandada por Tite é líder invicta das Eliminatórias e já está classificada para a Copa do Mundo do Catar, após vitória contra Colômbia. Já a Argentina vem de uma sequência de 26 partidas sem derrotas - a última foi justamente para o Brasil, na semifinal da Copa América de 2019, mas precisa vencer para carimbar o passaporte para o mundial. Para se classificar, o time rival precisa, além da vitória, torcer por uma combinação de resultados. Entre Chile, Colômbia e Uruguai duas seleções precisam perder seus compromissos. A vaga no Mundial também pode vir com empate, mas aí duas dessas equipes não podem vencer e nem o Peru. Na véspera do clássico, o Brasil passou a ter um importante desfalque. Neymar sentiu um desconforto muscular e nem sequer viajou para San Juan.O técnico Tite aproveitará a partida e classificação garantida para realizar testes no time.