ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Caminhão tomba em ribanceira e deixa feridos em Conquista

Brumado: Irregularidades em Licitação pode ser um dos motivos de impeachment do Prefeito

Polícia desarticula quadrilha de receptação de caminhões furtados em Guanambi

Brumado: Em patrulhamento pelo bairro Dr. Juracy, Polícia apreende drogas

LEM: Homem é suspeito de agredir companheira e colocar fogo na casa

46ª CIPM inicia campanha contra a violência doméstica na região de Livramento de Nossa Senhora

Embasa lança Agência Virtual com diversos serviços

Auxílio de R$ 600 tira temporariamente 72% da extrema pobreza, diz ministério

Pagamento do Fies está suspenso até dezembro

Hemoba tem estoque crítico de bolsas de sangue por causa de queda nas doações

Faça seu exame de PSA no LAB

Brumado chega a 247 casos do novo coronavírus e 56 em tratamento

Cerca de meia tonelada de maconha é apreendida em Campo Formoso e Curaçá

Rui diz que cidades com aumento de casos da Covid-19 terão medidas mais duras de restrição

Tanhaçu registra primeiros casos de contaminação pelo novo coronavírus

86% das prefeituras baianas estão irregulares na transparência dos gastos com Covid-19, aponta TCM

Homem ateia fogo em residência e tira a própria vida no município de Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Mesmo sendo na modalidade 'pregão presencial', população questiona contrato entre Câmara e casa de peças no valor de 122 mil

Pré-candidato a vereador é preso com carro de luxo roubado em Contendas do Sincorá


'Pelo visto a guerra vai começar'; afirma vice-diretor da APLB/Caatinga, após categoria ter salários descontados na paralisação da rede estadual de ensino

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Terminou na última sexta-feira (21) a paralisação dos professores da rede estadual de ensino da Bahia. Mas uma nova polêmica surgiu, entre a categoria e o governador Rui Costa. Segundo o vice-diretor da APLB/Caatinga, André Azevedo, o governo da Bahia descontou o salário dos professores por conta de duas paralisações realizadas pela categoria em 2020. Na semana passada, os professores haviam suspendido as atividades entre os dias 18 e 21. Na pauta de reivindicações, estão melhorias no setor, como o reajuste linear de 12,84%, tabela, piso salarial, reforma do Ensino Médio e Bolsa Auxílio. Em entrevista ao 97NEWS, o sindicalista André Azevedo afirmou ainda que o governo Rui Costa está tratando o caso de forma truculenta. “O nosso governador [correria] correu bastante ai, e já fez o desconto em folha de dois dias de paralisação. E nossa opinião é um desconto ilegal, visto que estamos lutando pelos nossos direitos. Mas se tratando de um 'PHD' em greve, desculpem a ironia, a gente sabia que estávamos travando uma batalha contra um inimigo [astuto], um covarde, isso nós não tínhamos dúvidas", declara o vice-diretor da APLB/Caatinga. De acordo com Azevedo, o desconto em folha sirva de termômetro para a categoria, na qual pretende enfrentar uma greve. "A gente vai ver quais são as condições do professores em aceitar esse massacre em nossa carreira, e no próximo dia 04 de março teremos a assembléia geral. Pelo visto a guerra vai começar (Sic)", comentou o sindicalista. Ele ainda declara que no sábado (29), a regional sudoeste estará reunida na cidade de Vitória da Conquista e, um dos assuntos da pauta, será a possível greve.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário