ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Polícia Militar recupera celulares de vítimas de dupla de assaltantes

Cirurgião geral na Clínica Mster com o Dr. Pedro Thiébaut

'Estamos trabalhando somente para sobreviver', afirmam proprietários de vans que fazem o transporte de passageiros para a V.P. Vargas

'Estamos revoltados com essa situação, pois o abandono é total’, clamam os moradores que residem próximo à quadra dos Olhos d´Água

Brumado: Baixe o aplicativo da Viação Catarino e facilite o seu transporte

‘Não sou oposição ao prefeito’, diz Rui sobre pedido de prisão de Neto

Doutor em Ciência da Computação divulga Carta Aberta ao povo de Brumado

Desabafo impactante de universitária brumadense coloca em xeque slogan da administração municipal; 'não passa de um sofisma'

Paramirim: Ação desastrosa na liberação de vazões, provoca devastação em Balneário da cidade

Brumado: Gestante é autuada com pedras de crack; ela tinha mandado de prisão em aberto em seu desfavor

Artistas brumadenses brilharam no Xll Festival de Música Popular de Ibotirama

Amigos de Joab Paiva irão realizar grande show em prol do artista brumadense

Zé Ribeiro explica o seu posicionamento contrário ao Projeto de Lei 21/2017

Comissão aprova reforma política com ‘distritão’ e fundo eleitoral

Vereador Lek faz desabafo que marca a sessão do Legislativo desta segunda-feira (14)

Nenhum dos 417 municípios baianos teve as contas aprovadas sem ressalvas pelo TCM

Brumado: Membros da GCM e agentes do SMTT recebem capacitação técnica em primeiros socorros

Estudantes brumadenses que residem na REUSB são comunicados que têm que abandonar a propriedade até o final do mês

'Já tem 8 meses dessa vergonha. Até quando iremos suportar?', questionam moradores da Urbis II

Mistério Público de Livramento de Nossa Senhora abre processo contra prefeito Ricardinho por ausência de nomeação de concursados



BUSCA PELA CATEGORIA "Curiosidades"

O que significa a Quarta-feira de Cinzas?

(Imagem Ilustrativa)

A Quarta-feira de Cinzas representa o primeiro dia da Quaresma no calendário gregoriano, podendo também ser designada por Dia das Cinzas e é uma data com especial significado para a comunidade cristã. A data é um símbolo do dever da conversão e da mudança de vida, para recordar a passageira fragilidade da vida humana, sujeita à morte. Coincide com o dia seguinte à terça-feira de Carnaval e é o primeiro dos 40 dias (Quaresma) entre essa terça-feira e a sexta-feira (Santa) anterior ao domingo de Páscoa. A origem deste nome é puramente religiosa. Neste dia, é celebrada a tradicional missa das cinzas. As cinzas utilizadas neste ritual provêm da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. A estas cinzas mistura-se água benta. De acordo com a tradição, o celebrante desta cerimônia utiliza essas cinzas úmidas para sinalizar uma cruz na fronte de cada fiel, proferindo a frase “Lembra-te que és pó e que ao pó voltarás” ou a frase “Convertei-vos e crede no Evangelho”. Na Quarta-feira de Cinzas (e na Sexta-feira Santa) a Igreja Católica aconselha os fiéis a fazerem jejum e a não comerem carne. Esta tradição já existe há muitos anos e tem como propósito fazer com que os fiéis tomem parte do sacrifício de Jesus. Assim como Jesus se sacrificou na cruz, aquele que crê também pode fazer um sacrifício, abstendo-se de uma coisa que gosta, neste caso, a carne.



Lambança Cinematográfica: Falha na divulgação do melhor filme gera onda de piadas e memes na internet

(Foto: Reprodução)

A premiação do Oscar neste domingo criou uma saia-justa e tanto: "La La Land: Cantando as Estações" foi anunciado como o Melhor Filme, mas logo depois a informação foi corrigida. Na verdade, "Moonlight" foi o vencedor do principal prêmio da noite. O anúncio correto aconteceu quando a equipe do musical já estava no palco para receber a estatueta. O climão, é claro, já rende vários memes e piadas nas redes sociais neste domingo. A gafe foi rapidamente comparada ao concurso Miss Universo de 2015, quando o apresentador anunciou a vencedora errada.

 



Primeiro eclipse solar de 2017 acontece hoje (26)

Primeiro eclipse solar de 2017 acontece neste domingo (26) (Foto: Reprodução/ Arte/ TV Globo)

te domingo (26) ocorre o primeiro eclipse solar de 2017. No Brasil, ele poderá ser visto de forma parcial e apenas em algumas regiões entre as 9h e as 12h. O fenômeno será anular (quando se vê toda a silhueta do Sol e apenas um anel de luz ao redor) na região sul do Chile, Argentina e Angola e no norte da Zâmbia. O eclipse solar anular ocorre quando a Terra, a Lua e o Sol se alinham. Mesmo quando estão alinhados perfeitamente, a Lua está muito longe da Terra para bloquear completamente a visão do Sol, e por isso perto do disco negro do satélite é possível ver um anel de luz do astro. A Lua levará duas horas para cruzar o Sol, mas o eclipse anular durará apenas um minuto. No Brasil, o eclipse poderá ser visto a partir das 10h02 em São Paulo. No Rio de Janeiro, às 10h10. No intervalo entre as 9h e as 12h do domingo, o fenômeno ocorrerá em algum momento em todas as capitais, exceto Rio Branco, Macapá, Manaus, São Luís, Belém, Porto Velho e Boa Vista. A capital em que o eclipse será bem visível é Porto Alegre, porque a cidade está em uma posição geográfica favorável e o tempo vai ajudar. 



Energia eólica portátil: aparelho com menos de 2 kg usa energia dos ventos para carregar gadgets

Inovação foi financiada coletivamente e recebeu o nome de Trinity (Foto: Divulgação)

É frustante quando, no meio do dia, você percebe que o seu celular ou tablet já está dando os últimos suspiros. E você só usou a internet para conversar, deu uma olhada no facebook, curtiu umas fotos no instagram enquanto ouvia música! Só isso, né?! Essas coisas tão simples da modernidade, infelizmente, requerem muito da carga do bichinho e não poder fazê-las para economizar a bateria caso uma emergência aconteça é, no mínimo, penoso. Pensando nesse problema, os eletricistas islandeses Einar Agustsson e Agust Agutsson desenvolveram o Trinity, um aparelho portátil que utiliza a energia gerada pelos ventos para carregar qualquer aparelho com entrada USB (até mesmo notebooks). O Trinity consiste em um cilindro de 12 polegadas, que possui um gerador de 15 watts e uma bateria que armazena 15,000 miliampere-hora (mAh), o suficiente para carregar um celular de quatro a seis vezes, sendo ideal para atividades ao ar livre, como acampamentos ou situações de emergência.

 

Como funciona?

O Trinity possui três lâminas de alumínio de 11 polegadas que devem ser abertas formando um “tripé” para sua base. O cilindro na parte superior captura a energia gerada dos ventos a partir de sua rotação. Quando a carga da bateria está completa, basta utilizar a entrada USB localizada embaixo do cilindro e carregar qualquer aparelho elétrico compatível! Mas e se não tem vento? O Trinity coloca você para trabalhar: ele também possui uma alavanca para ser usada nesses caso, basta por seu muque para se exercitar. A turbina do aparelho foi fabricada com plástico e alumínio, medindo quase 30 centímetros de comprimento e pesando 1,8 quilogramas. O vídeo (em inglês) demonstra o funcionamento da invenção. Para saber mais visite o site oficial do produto.

 



Nasa afirma que mundo não vai acabar nesta quinta-feira (16)

(Foto Ilustrativa)

Depois dos maias arriscarem uma data em 2012, a nova promessa de fim do mundo é russa. E não tem nenhuma ligação com a frágil relação política do país com outras nações. O novo messias da catástrofe tão temida por muita gente é o astrônomo russo Dyomin Damir Zakharovich. Em entrevista publicada em janeiro pelo jornal inglês “Daily Mail”, o cientista cravou: o mundo acaba no dia 16 de fevereiro (nesta quinta-feira!). A cena prevista pelo russo não é novidade para as telas de cinema. Um meteoro atinge o oceano, gera ondas gigantes e dizima a vida na Terra. Zakharovich afirmou ao jornal que um corpo celeste de cerca de 1 quilômetro de diâmetro, batizado de “2016 WF9’’ e monitorado pela Nasa, está em rota de colisão com a Terra nesta data. Se o astrônomo realmente existe, não há registros precisos. Perfis falsos surgiram nas redes sociais ironizando sua profecia. Mas o  mais curioso é que o “2016 WF9” realmente está em órbita. A Nasa afirma em seu site monitorá-lo desde novembro do ano passado.

 

A agência espacial americana diz, porém, que não há motivos para realizarmos nossos últimos desejos antes do fim do mundo. O mais perto que esse possível cometa passará da Terra será no dia 25 deste mês, a uma distância de 51 milhões de quilômetros. “A trajetória de 2016 WF9 é bem nítida e o objeto não é uma ameaça à Terra”, esclarece a Nasa. O “burburinho” chegou aos cientistas brasileiros. A SAB (Sociedade  Astronômica  Brasileira) emitiu uma nota sobre o tema, onde concluiu: “não há fundamento científico para a notícia.”


‘Chance é 1 em 100 milhões de anos’

Thiago Signorini Gonçalves, astrônomo da UFRJ explica por que não há possibilidade de um meteoro cair nesta quinta-feira.


O mundo vai acabar nesta quinta-feira? Por que a SAB publicou nota sobre o tema?
Vimos muita coisa circulando nas redes sociais e resolvemos esclarecer. Não há chances disto acontecer. O asteroide, ou talvez um cometa escuro e sem cauda, que foi descoberto em 27 de novembro de 2016, com diâmetro estimado entre 0,5 e 1,0 km, completa uma volta em torno do Sol a cada 1.780 dias ou 4,8 anos e passará em seu ponto mais próximo à Terra no dia 25 de fevereiro, a cerca de 51 milhões de km, o que equivale a um terço da distância entre a Terra e o Sol.


Qual a chance de um meteoro um dia realmente atingir a Terra?
Não há riscos. Às vezes, acontece de recebermos meteoritos, que são pedaços de rocha e quase nunca causam danos. Em escalas maiores, sim, acredita-se que os dinossauros foram dizimados desta forma. Mas a chance é de um meteoro a cada 100 milhões de anos. Há várias redes no mundo inteiro monitorando os corpos celestes. Num futuro próximo, isso não ocorrerá. 

CONTINUE LENDO


Portal Educares reúne exemplos inspiradores de gestão de resíduos

Atualmente, 218 práticas já estão cadastradas | Imagem: Agência Brasília

O Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente convida a sociedade a inscrever seus relatos de gestão de resíduos sólidos na plataforma online Educares. O endereço reúne experiências com o objetivo de oferecer um cardápio de possibilidades que inspirem toda a sociedade brasileira a enfrentar os desafios de implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A Estratégia Nacional de Educação Ambiental e Comunicação Social para a Gestão de Resíduos Sólidos (Educares) é uma ação do governo federal para apoiar a implementação da PNRS, instituída pela Lei 12.305, de 2 agosto de 2010, e regulamentada pelo Decreto Nº 7.404, de 23 de dezembro de 2010. A iniciativa busca um processo continuado de aprendizado social por meio da educação ambiental e da comunicação social, para transformar a realidade da gestão dos resíduos sólidos no país. Os planos de resíduos sólidos dos estados e municípios são ferramentas de planejamento e dão capilaridade à gestão na sociedade.Atualmente, 218 práticas já estão cadastradas. Podem ser relatadas experiências de descarte de resíduos domiciliar urbano (orgânico e inorgânico), limpeza urbana, construção civil, industriais, de transportes (portos, aeroportos, rodoviário e ferroviário), serviços de saúde, mineração e agrossilvopastoril (orgânico e inorgânico).



Só estava faltando essa: Cobra aparece em frente do Legislativo de Brumado

A cobra acabou sendo capturada (Foto: Reprodução Youtube 97NEWS)

A série “Têm Coisas que só Acontecem em Brumado” está cada vez mais em alta e, nesta terça-feira (09), mais um capítulo foi adicionado, desta vez com a participação de, nada mais, nada menos que uma cobra, possivelmente uma da espécie caninana, a popular papa-pinto, que não é venenosa. O fato aconteceu na frente da sede do Poder Legislativo de Brumado e o radialista Carlos Silva esteva presente ao momento em que a serpente apareceu dentro do motor de um veículo. Ela, conseguiu sair e mostrou toda a sua ligeireza, mas acabou sendo recapturada e enviada para um local adequado. Confira o vídeo feito pelo radialista:  



Ironizou: Possível ação de retirada das mesas e cadeiras dos bares de Brumado vira memes nas redes sociais

A medida foi ironizada nas redes sociais (Reprodução: Whatsapp)

A administração municipal de Brumado, ao que tudo indica, está com uma grande gana de colocar as coisas em ordem na cidade de forma repentina que já está causando um grande alvoroço, principalmente na área cultural. Após a projeção de desapropriação de residências, a nova saga seria retirar de todos os passeios públicos as mesas e cadeiras dos bares e restaurantes da cidade. A medida já foi vista como “aterrorizante”, já que, em plena crise financeira, um dos setores mais atingidos foi o do entretenimento, que já tem um grande déficit na cidade. A previsão é que, ainda essa semana, todos os bares e restaurantes sejam notificados e tenham que fazer a retirada. A falta de espaços específicos fez com que o “velho jeitinho brasileiro” fosse utilizado por vários estabelecimentos ampliarem os seus espaços que já eram limitados. Os clientes nunca reclamaram e esse tipo de ação nunca gerou nenhum protesto, ainda mais que esse segmento gera trabalho e renda para muitos brumadenses. Em fevereiro de 2016 houve uma tentativa desse tipo de medida feita pelo SMTT, mas não vingou e tudo voltou a ser “como dantes no quartel de Abrantes”. Existiu também uma outra tentativa encabeçada pelo então vereador Weliton Lopes (DEM) de fechar a via na Praça Coronel Zeca Leite nos finais de semana para criar um novo espaço cultural, mas a iniciativa também não foi avante. A possibilidade de um “replay” já gerou uma apreensão nos comerciantes, mas também não deixou de ser ironizada nas redes sociais com o título: “Prefeitura proíbe mesas de bares em calçadas, mas esqueceu que aqui é Bahia mizera!”. A grande maioria dos bares e restaurantes da cidade se utilizam das calçadas para colocarem mesas e cadeiras (foto abaixo) e a possível ação de retirada é vista como uma ação trubulente, já que, segundo os proprietários existe muita coisa mais urgente para se fazer na cidade.

(Fotos: Luciano Santos | 97NEWS)


É possível morrer por causa de uma relação sexual? Médicos explicam

(Foto: Reprodução)

Imagine que você está no meio de um ato sexual e começa a passar mal. Pode ser que seu coração esteja entrando em sofrimento ou que você esteja sofrendo um AVC (acidente vascular cerebral). Sim, é possível morrer durante o sexo. Mas calma, a cena, bastante mórbida, tem mais chances de acontecer na ficção do que na vida real. "Essas fatalidades, geralmente, são causadas por algum problema de saúde prévio, não pelo sexo em si", comenta Claudio Gil Araújo, médico do esporte e professor do Instituto do Coração da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). O médico é coautor de uma revisão publicada em 2016 no periódico científico Canadian Journal of Cardiology (Revista Canadense de Cardiologia, em tradução livre), que levantou os riscos cardiovasculares do ato sexual. Os dados encontrados em quase 130 artigos foram baixíssimos. A morte cardíaca súbita, um evento raro por si só, apresentou uma taxa de ocorrência de 2% em todas as mortes relacionadas à atividade física – das caminhadas leves às práticas extremas.  "O sexo é considerado um exercício de baixa intensidade, ou seja, com menor risco ainda", comenta Araújo. "Um adulto saudável pode até morrer durante o sexo, mas é mais fácil ele ganhar na Loto sozinho." Em boa parte dos casos, as mortes estão ainda relacionadas ao abuso de substâncias químicas, como drogas, estimulantes e álcool. Segundo o cardiologista Maurício Barbosa, elas podem sobrecarregar o coração e levar ao estresse do órgão, prejudicando seu funcionamento. Existem ainda os casos de doenças cardíacas não diagnosticados.

Quem corre riscos?


"Cardiopatas ou doentes pulmonares têm mais riscos e precisam ser mais orientados", explica Barbosa. Os problemas cardíacos considerados mais perigosos são a doença coronária grave, a insuficiência cardíaca e os pacientes com ponte de safena. Após um infarto, é preciso ainda esperar cerca de dois meses para a recuperação completa e, assim, voltar gradativamente à vida sexual. Para ajudar doentes cardiovasculares a prevenir essas fatalidades ou outras intercorrências médicas durante o sexo, a pesquisa de Cláudio Araújo levou à criação do método KiTOMI - acrônimo para os termos em inglês beijo, toque, sexo oral, masturbação e transa, respectivamente. Por esse esquema, os pacientes são divididos em três grupos de risco: baixo, intermediário e alto risco. Conforme a gravidade, vão sendo indicadas as atividades sensuais que os cardiopatas podem realizar. Funciona assim: pacientes de baixo risco podem fazer tudo (KiTOMI); os intermediários precisam evitar o ato em si (KiTOM); e os de alto risco estão liberados apenas para as interações leves: beijos e toque (KiT).


Homens correm mais risco que mulheres


É importante lembrar ainda que os homens têm mais riscos que as mulheres. Para cada dez homens que morrem transando, apenas uma mulher vem a falecer. A medicina ainda não sabe explicar as razões para essa diferença, mas há especulações que vão das diferenças hormonais à intensidade da atividade física durante o ato.

CONTINUE LENDO


Brumado: Brasão da República do Fórum Eleitoral é desfigurado pelo forte sol do sertão

A imagem realmente chama a atenção (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Quem duvida do poder do sol do sertão, tire suas dúvidas, pois ele está cada vez mais forte e poderoso. Em Brumado, onde parece que a intensidade do astro-rei é cada vez maior que em outros lugares, é fácil notar a força dos raios solares, tanto que existem residências que ficam expostas quase que o dia inteiro, as quais têm as suas pinturas rapidamente afetadas. Outro risco é quem trabalha exposto aos raios solares, pois o risco de câncer de pele é real, tanto que os médicos recomendam que se use constantemente filtro solar com proteção máxima. A reportagem do 97NEWS, dentro deste cenário, se deparou com uma cena curiosa, pois nem um dos maiores símbolos brasileiros, o Brasão da República, escapou do poder do sol. O local do fato é o Fórum Eleitoral de Brumado, onde um dos 4 maiores símbolos da Nação ficou, segundo os próprios funcionários, totalmente desfigurado pelos raios solares. A cena chama a atenção, pois, à primeira vista, parece um ato de vandalismo ou ume espécie de pichação, mas, mesmo sem uma análise técnica, o material que é uma espécie de plástico adesivado, não resistiu e acabou se deteriorando. Não fomos informados ser haverá uma substituição do Brasão ou se ele será restaurado. 

(Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Em voo, príncipe saudita compra assentos para seus 80 falcões embarcarem

Foto: Reprodução / Reddit

Não é tão raro ver animais de estimação em voos, mas um príncipe saudita resolveu inovar. Ele comprou assentos para cerca de 80 falcões em um voo. A informação foi divulgada por um usuário da rede social Reddit, que alegou ter recebido a foto através de seu irmão piloto. Na imagem, dezenas de falcões aparecem vendados e acomodados em um voo comercial. De acordo com O Globo, a Qatar Airways permite que seus clientes levem até seis pássaros na classe econômica, com preços que variam entre R$ 350 e R$ 2.000 por ave, a depender do destino. Já a empresa Etihad, outra companhia aérea do Oriente Médio, também permite que donos levem seus bichos de estimação alados, desde que apresentem antes a devida documentação. Os falcões são animais muito populares nos Emirados Árabes, já que o falconismo é um esporte que movimenta milhões na economia local.

 



O bêbado e o jornalismo

(Foto Ilustrativa)

“O modo como enxergamos o mundo seria muito diferente se todos os nossos julgamentos pudessem ser isolados da expectativa e baseados apenas em informações relevantes”, ou ainda: “É fácil seremos vítimas das expectativas, e é também fácil explorá-las diante dos outros.” Essas são reflexões trazidas pelo físicoestadunidense Leonard Mlodinow, no livro O andar do bêbado, publicado em 2009. Em palavras gerais, a obra trata de como fatores aleatórios influenciam no resultado de sistemas complexos, como na nossa vida, por exemplo. Especificamente, Mlodinow traz importantes lições para o jornalismo, para tal apresenta resultados que desmistificam os salvadores da pátria, as celebridades, os gurus do marketing, enfim, contrapõe o mundo da aparência ao da essência.

O 2016 foi farto de problemas complexos para os quais se vendeu soluções fáceis e rápidas. Por causa da manifestação de insatisfação da população com a corrupção e com a crise política e econômica, a saída foi o impeachment e a instalação de um governante salvador da pátria. E a mídia teve um papel decisivo nesse processo porque coletou todas as evidências favoráveis à ideia e, o pior, passou até interpretar indícios ambíguos de modo a favorecer e respaldar a ideia como solução para a crise.


Por outro lado, não mostrou as contra razões desse processo, mas que ao longo do ano foram se impondo naturalmente. Portanto, ignorou-se a premissa básica que diz: para uma ideia ter o mínimo de consistência, é necessário equilibrar os prós e os contras, contudo, o que se fez foi seguir apenas o padrão de comportamento observado pelo filósofo Francis Bacon, em 1620. Para Bacon, “a compreensão humana, após ter adotado uma opinião, coleciona quaisquer instâncias que a confirmem, e ainda que as instâncias contrárias possam ser muito mais numerosas e influentes, ela não as percebe, ou então as rejeita, de modo que sua opinião permaneça inabalada”.


Esse comportamento é chamando pelos psicólogos de viés da confirmação, prática muito presente também nas redes sociais, em que se seguem pessoas com as mesmas opiniões e preferências, estratagema cada vez mais reforçado graças ao uso dos algoritmos para juntar um público homogêneo no espaço online que, em última instância, visa o mercado e o interesse comercial de grupos empresariais. Segundo tal lógica, quando estamos diante de uma ilusão – ou em qualquer momento em que tenhamos uma nova ideia -, em vez de tentarmos provar que nossas ideias estão erradas, geralmente, tentamos provar que estão corretas. Inclusive, a tendência de confirmação de nossas expectativas não é nova nem só coisa da internet. Conforme Mlodinow, ela pode ocorrer em várias circunstâncias, como exemplo, quando um empregador entrevista um candidato a um emprego, sua propensão é formar uma rápida primeira impressão do sujeito e passar o resto da entrevista buscando informações que a corroborem.


Mundo da aparência


Quem se serve bem do mundo das aparências e das falsas expectativas é o marketing. Para ilustrar sua obra sobre o mito das falsas verdades, Mlodinow apresenta diversas pesquisas e análises realizadas no campo das marcas. E num estudo feito em 2008, um grupo de voluntários deu nota melhor a uma garrafa com etiqueta de US$90 que a outra com etiqueta de US$10, embora os sorrateiros pesquisadores tivessem enchido as duas com o mesmo vinho. Outro teste foi feito com vodca. De acordo com a descrição da bebida feita pelo governo da Rússia, ela é neutra e não apresenta aroma, sabor e cor. Mas o estudo com 21 rótulos diferentes da bebida mostrou resultados curiosos: no primeiro teste, os rótulos e os preços ficaram à mostra, quando os envolvidos atribuíram qualidades melhores à medida que o valor era maior e a marca mais conhecida. Num segundo teste, às cegas, com as mesmas pessoas, a vodca mais barata recebeu melhor cotação.


Para lembrar que a força das marcas não se restringe a produtos específicos, evidentemente, basta citar a eleição do prefeito de São Paulo, João Doria Jr.; e do presidente dos EUA, Donald Trump. O que os dois têm em comum: são empresários e ex-apresentadores de reality show; portanto, se beneficiaram fortemente na política devido à construção dos seus nomes pelo marketing. E o que o jornalismo fez para mostrar a realidade por trás dessas aparências? Pelo menos aqui no Brasil, praticamente nada.


Já o autor do O andar do bêbado busca uma compreensão mais ampla para o exposto. Ele avalia que a visão determinística do mercado dá conta que o sucesso da pessoa e do produto é determinado pelos valores intrínsecos, o que, em geral, é uma falácia, ressalta ele. Ou seja, na sociedade capitalista se diz que os valores e os princípios são essenciais, mas se projeta o grau da celebridade e a quantidade de dinheiro como sinônimo de sucesso. Esse tipo de sociedade também se apressa em transformar os ricos em heróis e os pobres em pondes expiatórios.


A origem disso vem da nossa tendência a confiar demais nas previsões excessivamente precisas das pessoas – comentaristas, especialistas de finanças, gurus do marketing – cujo histórico, supostamente, demonstra conhecimento dos assuntos. Mas se visto com mais cuidado, como fazem os historiadores, apenas se gera uma aparência de inevitabilidade, usando a estratégia de citar fontes abalizadas pelo mercado e de trazer para o primeiro plano as forças vencedoras e jogando para o segundo as que foram engolidas pelas primeiras.


Mundo da essência


O bom jornalismo que procura trazer à tona a essência e a relevância dos acontecimentos, infelizmente, está em falta nos últimos tempos. O que se tem visto é a espetacularização dos fatos, a criação de heróis e salvadores da pátria, publicitação de falsas polêmicas. Tudo isso se materializou em 2016, quando acompanhamos a cobertura da tragédia com o time da Chapecoense, a sobreposição de determinados juízes da Lava Jato a suas próprias instituições ou a dicotomia entre o Congresso Nacional e o STF.


Esse tipo de tratamento dos fatos ajuda pouco a cumprir uma das essências do jornalismo, levar informações às pessoas para terem sua independência e se autogovernarem, por exemplo. Ainda mais agora, momento em que a mídia tradicional – jornal, rádio, televisão – sofre com as superficialidades, boataria e polarizações das informações publicadas nas redes sociais. Para fazer frente a tal realidade, dever-se-ia ter como uma espécie de missão a verificação e a relevância dos assuntos, antes de lançá-los à agenda pública. Mas o que tem acontecido é o viés da confirmação de algumas verdades, assim ampliando as falsas verdades e a tão conhecida polarização dos temas nas plataformas online.


Acompanhar e endossar opiniões diante de movimentos de ocasião, conforme sopra o vento, não contribui em nada a fortalecer o jornalismo e preservar seu principal ativo: a credibilidade. Por isso, não importa quanto a forma de fazer jornalismo e a distribuição da informação tenham mudado com a nova tecnologia, a essência tem permanecida a mesma: desmistificar as falsas verdade e fornecer aos cidadãos informações seguras para tomarem suas decisões. Adotando esta postura, conforme Bill Kovach e Tom Rosenstiel escreveram no livro “Os Elementos do Jornalismo: o que os jornalistas devem saber e o público deve exigir”, pode até não se alcançar a verdade, mas o público sabe reconhecer se se chegou perto – quando fontes autorizadas, pesquisa exaustiva e métodos transparentes foram aplicados no processo e de modo honesto.


Em 2017, para não continuar neste movimento aleatório, culpando a crise econômica e as redes sociais e se chocando contra todos os obstáculos que encontra pelo caminho sem saber aonde irá chegar, como o andar do bêbado, o jornalismo precisa deixar de lado o papel do marketing e se dedicar a desvendar os temas que de fato influenciam e ajudam a construir nossa cidadania. Só assim a notícia será relevante e servirá como base nas decisões da vida.

***

Elstor Hanzen é jornalista e especialista em convergência de mídias

CONTINUE LENDO


Crescem as indenizações por causa de ofensas feitas através do Whatsapp

Quem manda mensagens abusivas pelo app pode cometer de difamação a discriminação e ter de responder na esfera cível e criminal (Foto: Ilustrativa)

Longe de ser uma terra sem lei, no WhatsApp, o que você disser pode ser usado contra você. Até nos tribunais. Brasileiros que se sentiram ofendidos com algo escrito no aplicativo de mensagem mais famoso do mundo recorreram à Justiça e conseguiram que os ofensores pagassem indenizações, que chegaram a R$ 13 mil, de acordo com casos reunidos pela reportagem. A.* ouviu da amante do marido detalhes das relações sexuais, em mensagens também enviadas a sua filha, uma criança. J. foi alvo de piadas após um conhecido espalhar boatos de um caso entre eles. A.D. era constantemente chamada de “gorda”, “feia”, “bunda mole” e “bigoduda” pelo chefe. R. teve fotos íntimas incluídas em montagem pornográfica. Em comum, as quatro foram alvo de assédio pelo WhatsApp. “Aquilo que podiam ser palavras ao vento agora ficam todas registradas nessa praça digital, que, por ser pública, tornam o ato ridicularizante”, resume Patrícia Peck Pinheiro, advogada especialista em direito digital.



HeLi-on é o carregador solar retrátil que cabe no seu bolso

HeLi-on possibilita que você carregue seu smartphone mesmo quando estiver fora de casa e longe de qualquer fonte de energia (Foto: Reprodução)

Você é daquelas pessoas que não conseguem ficar offline? Ou precisa apenas dar uma checada nos emails ao longo de uma viagem? Seja qual for o seu perfil, uma empresa dinamarquesa desenvolveu um aparelho sustentável para diminuir esse "problema": um carregador solar portátil que cabe no bolso de qualquer um. Batizado de HeLi-on, o carregador tem formato de cápsula. Em seu interior, há um painel solar retrátil feito com dois tipos de células solares minúsculas que são conectadas à uma bateria - esta armazena energia coletada pelos raios de sol. Por possuir uma conexão USB, o acessório é capaz de carregar a maioria dos dispositivos da atualidade, como smartphones, lanternas, câmeras, tablets, etc. Ele é capaz de coletar energia o suficiente para carregar baterias em cerca de duas horas ao sol. Se os raios solares estiverem aparecendo pouco nas redondezas de sua casa, você pode carregar o HeLi-on em uma tomada convencional e ele fornecerá energia para seus gadgets do mesmo jeito. Após coletar e armazenar a energia solar, é possível carregar os aparelhos eletrônicos mesmo com o HeLi-on retraído.  A empresa autora e distribuidora do item, a InfinityPV, afirma que o produto combina três componentes essenciais: um painel solar com bom poder de coleta, uma bateria com grande capacidade de armazenamento e componentes eletrônicos eficientes. Confira o vídeo para entender melhor o funcionamento.



Brumado: Enciumada e enfurecida, mulher apedreja e quebra vidro de veículo da esposa do seu ex-amante

O veículo foi danificado e teve que passar por perícia (Foto: 97NEWS)

O ditado “trair e coçar é só começar” deixa uma brecha, pois não fala sobre o fim dos relacionamentos extraconjugais, que, geralmente, não acabam bem. Em Brumado, não existem números oficiais, mas o popular “pular a cerca” é muito comum por aqui, o que é, aliás, uma regra geral nos dias atuais, onde as redes sociais acabam sendo um dos principais vetores para as traições conjugais. Na manhã desta segunda-feira (16) um novo capítulo deste enredo das traições acabou indo para a página policial, onde uma mulher, que afirmou ser esposa de um homem que mantinha relações com uma amante, acabou indo à DP para registrar uma queixa de ameaças, agressão e prejuízos materiais em seu veículo, um Space Fox preto, o qual teve o vidro traseiro parcialmente destruído por pedradas. Segundo a nossa reportagem apurou, a vítima teve um encontro com a suposta amante de seu marido no sábado (14), onde aconteceu uma discussão. Não satisfeita, a mulher foi até a casa da esposa de seu ex-amante e desferiu várias pedradas no vidro traseiro do veículo. Ela também teria feito ameaças e prometido vingança. O motivo da fúria ensandecida é que o homem teria encerrado o seu relacionamento espúrio e voltado aos braços da sua esposa, dando-lhe como presente o veículo, como símbolo do restabelecimento do matrimônio. Segundo a própria vítima, a amante não suportou o fato e foi   e descontou no veículo. Um inquérito policial foi aberto para apurar o caso. 



Slackline é opção divertida e barata para se exercitar ao ar livre no verão

Não é preciso muita técnica ou prática para praticar slackline (Foto: Reprodução)

Verão pede atividades ao ar livre, certo? E não é preciso nem gastar dinheiro para se manter em forma e ainda se divertir durante a estação mais quente do ano. Que tal experimentar novidades como o slackline, que surgiu justamente no verão, com escaladores na Califórnia? A palavra vem da língua inglesa e significa linha (fita) bamba (frouxa). E é só isso que você vai precisar, a fita e dois apoios, que podem ser árvores mesmo.E o slackline não é só diversão. O esporte trabalha todos os músculos do corpo, principalmente os membros inferiores e a região abdominal, e tem a vantagem de não exercer impacto sobre as articulações. Slackline, musculação nas estações, corrida na rua, passeio de bike... o importante é se manter ativo, seja no verão ou no inverno e não precisar gastar dinheiro, também não é preciso muito tempo para se manter saudável.



Meditação, arteterapia e Reiki passam integrar procedimentos do SUS

Meditação está entre práticas que passaram a fazer parte da tabela de procedimentos do SUS (Foto: CDC/Amanda Mills)

Meditação, arteterapia e Reiki agora fazem parte dos procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A novidade foi publicada nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial da União. A portaria do Ministério da Saúde também inclui musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e tratamento quiroprático. Todas essas práticas integrativas passam agora a fazer parte da Tabela de Procedimentos do SUS na categoria de "ações de promoção e prevenção em saúde". O SUS já oferecia algumas opções de práticas integrativas como práticas corporais em medicina tradicional chinesa, terapia comunitária, dança circular, ioga, oficina de massagem, auriculoterapia, massoterapia e tratamento termal. Esses procedimentos continuam disponíveis.



Driblando a Crise: Após ser demitido, padeiro se reinventa e faz sucesso com sua bicicleta lanchonete

O padeiro e sua bicicleta lanchonete fazem sucesso no Mercado Municipal de Brumado (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Para muitos a forte crise econômica é sinônimo de desespero e agonia, mas para outros a oportunidade de fazer valer a máxima que o brasileiro não desiste nunca e, por meio do trabalho, consegue superar os momentos mais difíceis. Desta vez o 97NEWS traz uma nova narrativa nesse sentido que é a do padeiro Arnir Rodrigues (35), o qual após ser demitido, se viu diante do “labirinto” do que fazer para levar o pão de cada dia para os seus familiares. Após deixar currículos em várias empresas da cidade, ele resolveu tentar a sorte vendendo lanches em sua bicicleta. Muito tenaz e acreditando no ditado de que “Deus ajuda quem cedo madruga”, Asnir iniciou a sua nova empreitada e como é um ótimo padeiro, deu um tom especial aos seus produtos que começaram a ter uma grande aceitação por parte da população. Hoje ele tem que acordar 3 horas da manhã e pegar a sua bicicleta lanchonete carregada de produtos para dar conta da freguesia que só está aumentando. Um de seus pontos de venda é o Mercado Municipal, onde ele chega e logo os lanches são consumidos, pois são muito deliciosos. Ele falou ao 97NEWS que “realmente, no primeiro momento, eu fiquei muito preocupado, mas como brumadense não desiste nunca, eu fui à luta e hoje vejo o meu negócio crescer a cada dia” e complementou dizendo que “não podemos abaixar a cabeça diante da crise, pois com fé em Deus e a força de trabalho conseguimos saltar as muralhas que a vida coloca no nosso caminho”. 



Incrível: Homens disfarçados de fantasma entram em prefeitura e levam computador do chefe do executivo

Ex-secretários são suspeitos de serem os invasores fantasmas' (Foto: Reprodução)

Câmeras de segurança flagraram dois homens vestidos de fantasmas invadindo a Prefeitura de Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, e furtando uma impressora do local. Os suspeitos são dois ex-secretários municipais e já se apresentaram à polícia na segunda-feira (9). De acordo com o G1, Carlos Alarcom Cartaxo Martins, ex-secretário de Transportes, e Adriano Marques Tavares, da pasta de Desporto, Lazer e Turismo, prestaram depoimento, mas foram liberados em seguida porque não houve flagrante. O crime ocorreu na madrugada do Réveillon e o caso ficou sob o comando do delegado Fellipe Guerrieri, que disse que Adriano confessou a ocorrência. "Ele afirmou que, em razão das festividades, ingeriu muita bebida alcoólica e quando estava passando perto da prefeitura com o Carlos, resolveu passar e assustar os guardas. Afirmou ainda que como entraram sem ser percebidos, resolveram levar uma 'recordação', no caso, uma impressora", contou o delegado à reportagem do G1. Segundo a polícia, ainda foram levados outra impressora e mais dois computadores, o que a dupla negou. O guarda plantonista foi ouvido e disse não ter visto os “fantasmas” no local.



Galinhas são uma das formas mais eficazes de se combater os escorpiões

(Foto: Reprodução)

As galinhas são mesmo uma forma natural de tentar eliminar os escorpiões ou prevenir que eles acabem chegando dentro de casa. Dentre elas, a galinha d’angola é a especialista e faz um excelente trabalho para o extermínio de escorpiões em terrenos. Mas para quintais ou jardins existem outros meios mais eficazes. Isso porque as galinhas d’angola se alimentam deles e, consequentemente, promovem a diminuição de escorpiões no ambiente. Porém, as galinhas não ciscam áreas com entulho ou lixo acumulado – locais onde os escorpiões se escondem. Além disso, as galinhas possuem hábito diurno e os escorpiões possuem hábitos noturnos. Outros animais também se alimentam dos escorpiões, como a lacraia, os louva-deus, os macacos, as aranhas, os sapos, os lagartos, as seriemas, os suricatos, as corujas, os gaviões, os quatis, os camundongos e algumas espécies de formigas. O ideal mesmo é manter a higiene em casa e eliminar os focos de abrigos dos escorpiões, como armários, materiais de construção, entulho, pedaços de madeira e lixo.Vale lembrar que as galinhas também podem oferecer risco a saúde humana.