ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Em reunião com Bolsonaro, prefeitos baianos exigem compensação de R$ 73 bilhões

Distrito Federal registra primeiro caso de raiva humana desde 1978

Brumado: Presidente da Câmara diz que foi ameaçada após liberar tribuna para deputado

Acusados de feminicídio podem ser obrigados a pagar despesas do INSS

Vila Nova vence Magnesita e leva o título do Campeonato Brumadense 2022

Cresce desinteresse do eleitor brasileiro pelo voto, aponta pesquisa

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre o sentido da vida segundo Viktor Frankl

Amado Batista leva multidão em show no São Pedro de Guajeru

Avião cai e assusta moradores na Chapada Diamantina

Sessão ordinária desta segunda-feira (4/07) tem aprovação de textos importantes à comunidade brumadense

Jovem de 16 anos é morto a tiros dentro da rodoviária de Vitória da Conquista

Humorista do SBT faz piada de criança com hidrocefalia e é demitido da emissora

Prefeitos de todo o país vão a Brasília em manifestação contra propostas do governo federal

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde


Rua Olégaria Augusta Viana: Uma visão caótica da desestrutura urbana da cidade de Brumado

A situação da rua é caótica (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Quando Brumado entrou no século XX a visão era ainda de uma cidade típico do sertão brasileira, a qual, para muitos não iria crescer e ficar sempre um lugar pacato e tranquilo. Essa visão um tanto quanto bucólica, continua por várias décadas até meados nos anos 90, quando um novo planejamento estrutural começou a ser efetivado, mas com pouco sucesso, pois o déficit na área de infraestrutura urbano era gigantesco, com ruas muito mal planejadas e com algumas aberrações da área de engenharia.
 

A rua a alguns anos atrás registrada pelo Google View 


Agora, em pleno final do ano de 2016, onde a cidade deveria ostentar avanços muito significativos nessa área, mas, infelizmente, algumas situações extremamente negativas ainda podem ser observadas em bairros muito movimentados da cidade como a que acontece com a Rua Olégaria Augusta Viana, que fica situada no Bairro Nobre e que é uma ladeira bem acentuada, que, quando recebe as águas pluviais acaba ficando bem danificada, como se tivesse sido arrasada por um terremoto. Em janeiro deste ano o 97NEWS relatou o drama de um cadeirante que mora na referida rua, o qual tinha que sair carregado de casa para ir ao médico (confira). Passados praticamente um ano, o drama volta a acontecer com as sucessivas precipitações pluviométricas que caíram sobre Brumado nos últimos dias, fazendo com que os moradores venham a ter um final de ano bem complicado, pois a trafegabilidade é praticamente impossível. Eles procuraram o 97NEWS para relatar mais uma vez a sua indignação e exigem da Prefeitura Municipal que o problema seja resolvido de forma integral, não como aconteceu há cerca de dois anos atrás onde foi feito apenas um tapa-buraco na rua. As fotos falam muito mais que as palavras: 

(Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário