ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem morre em confronto com policiais na Chapada Diamantina

TRE da Bahia volta exigir obrigatoriedade de uso de máscaras em suas dependências

Postos SAC na capital e interior fecham na sexta-feira (24) e sábado (25)

Bahia: Carreta pega fogo populares saqueiam carga na BR-116

Com 40 casos hospitalares em 22 dias, Sesab alerta para risco de queimaduras nos festejos juninos


Brumado: Sessão que votaria projeto que pode dificultar ligações de água e energia foi transferida para quarta-feira (30)

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Nesta segunda-feira (28), a Câmara Municipal de Brumado votaria o projeto de lei complementar (nº 041/2021), que altera a lei que instituiu o Código de Obras e Urbanismo de Brumado. O projeto foi encaminhado ao Legislativo pela segunda vez pelo Executivo Municipal para ser votado em regime de urgência especial. No entanto, o site 97NEWS obteve informações que a sessão foi transferida para a próxima quarta-feira (30), às 09h e será transmitida pelas Rádios Câmara e Alternativa FM, além dos canais oficiais do Legislativo nas redes sociais. De autoria do Poder Executivo, em sua justificativa o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), afirma que foram observados alguns dispositivos que necessitam ser alterados e outros que devem ser inseridos para adequar a sua aplicabilidade à realidade das normas edilícias vigentes, bem como à dinâmica da construção civil no município. No projeto, em seu artigo 457 diz que toda a ligação de água e energia a ser realizada pelas concessionarias em qualquer imóvel do município, deve ser precedida de consulta feita diretamente pelo contribuinte à Secretaria Municipal de Infraestrutura. Outra parte plêmica do projeto é com relação ao artigo que trata das construções com mais de uma unidade autônoma, que devem preservar pelo menos uma vaga de garagem por unidade e em qualquer cruzamento a concordância entre os alinhamentos devendo suportar um raio maior ou igual a 7 metros, em relação ao meio-fio. Ou seja, quem tem uma casa no cruzamento ou um terreno e você for fazer uma nova construção, além dos 2 metros já exigidos no passeio, com a nova proposta do Executivo, o proprietário deverá deixar 5 metros para se fazer o cruzamento. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário