ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Preço da gasolina sobe quase 60 centavos e chega a R$ 5,09 em Brumado

Barra do Choça: Mulher é encontrada morta dentro de casa; suspeito possuía dívida de R$15 mil

Acusado de furtar seringas, servidor foi encontrado morto antes de ser ouvido em Conquista

Fim de semana com alimentos saudáveis é na Bete Fruits

47 novos casos de coronavírus são registrados nas últimas 24h em Brumado

Brumado; Presidente da Câmara afirma que áudio em que ele pede 'farra' no primeiro salário, 'não passou de uma brincadeira entre eles'

Índia autoriza exportação de vacina para o Brasil, diz agência Reuters

Municípios atendidos pela Central de Atendimento Covid em Brumado registram aumento nos casos de coronavírus

Cinco morrem em incêndio em prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia

Em suposto áudio gravado no aplicativo de mensagens, presidente da Câmara de Brumado informa primeiro pagamento dos edis e ironiza; 'galera é pra fazer farra viu'

Mutuípe: Médico de 95 anos escolhido para ser primeiro vacinado contra Covid-19 morre horas antes de ser imunizado

Mais de 19 mil baianos já tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19

Vitória da Conquista: Juiz autoriza paciente a plantar maconha para tratar fibromialgia

Bahia: MP aciona prefeito de Candiba por improbidade; prefeito 'furou' fila da vacinação

Brumado: Casal morre e três ficam feridos em grave acidente na rotatória da BA-262 e BR-030

Bahia registra recorde na média móvel de casos de Covid-19

Brumado confirma a 47ª morte por conta do novo coronavírus

Caoa pode substituir Ford na fábrica de Camaçari, afirma coluna

Vacina negociada pelo Governo da Bahia é rejeitada pela Anvisa

Município de Brumado serviu como base de distribuição da Coronavac para microrregião


Brumado: Tumulto e quebra-quebra no HMPMN deixa médicos e funcionários assustados

Confusões com agressões e quebra-quebras são cada vez mais comuns no HMPMN (Foto: 97NEWS)

O corredor do pronto-socorro do Hospital Municipal Professor Magalhães Neto virou novamente um palco de conflitos, desta vez decorrente de uma confusão causada por três pacientes na noite da última quarta-feira (27). De acordo com o boletim de ocorrência, um homem de identidade não revelada chegou à unidade hospitalar com o queixo quebrado após uma confusão que havia acontecido após o jogo do Brasil em um bar localizado na Rua Cel. Tibério Meira. Segundo testemunhas, três homens com sinais de embriaguez começaram a brigar no estabelecimento motivados, segundo informações, por discussões envolvendo o desempenho da seleção brasileira. Durante as agressões, um dos homens foi atingido com um soco no queijo e teve que ser hospitalizado. Mesmo diante disso, prestes a ser atendido, um dos agressores, extremamente alterado, não satisfeito foi até o setor e tentou-o agredir mais uma vez a vítima. Na ação houve quebra-quebra e muito “empurra-empurra”, tanto que um guarda municipal foi agredido e a Polícia Militar teve que ser acionada. Ao perceber a chegada da viatura no local, agressor e vítima saíram correndo do local, pulando muros do SAMU 192 que fica anexo ao Hospital Municipal.

A sala de atendimento é uma zona constante de tensão (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Segundo os pacientes, a correria foi tamanha, tanto que médicos e enfermeiros ficaram muito apreensivos e temerosos diante da confusão. O caso foi registrado na Delegacia e a Polícia Civil vai usar as imagens de monitoramento do Hospital para identificar os homens que causaram a confusão. Uma das enfermeiras que trabalha na unidade relatou à nossa equipe que essa não é a primeira vez que confusões desse gênero acontecem no local e que funcionários estão até pensando em pedir demissão por medo da insegurança. Apesar que, segundo a enfermeira, toda vez que a PM é acionada, os policiais chegam ao local imediatamente, o que traz um certo conforto e tranquilidade aos funcionários. Mas ainda segunda ela, os guardas municipais já deveriam trabalhar armados na unidade, que acaba sendo constantemente danificada com as sessões de quebra-quebra causadas por usuários insatisfeitos do Hospital. A direção do Hospital Professor Magalhães Neto não se pronunciou sobre o caso.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário