ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Clínica Mais Vida informa que estará de recesso entre 22 e 25 de junho

Homens são 98% dos presos por aborto no Brasil, diz Justiça

'Rei da Seresta' é preso após show no interior da Bahia

Brumado: Paulo Henrique é encontrado morto às margens de linha férrea no bairro Dr. Juracy

Justiça mantém multa de R$ 8,6 mi a Oi por propaganda enganosa em emissora de TV

Prefeita do município de Maetinga é alvo de duas CPIs

Vídeo em que advogada aparece chorando junto aos filhos por ter passado no concurso viraliza

Salário médio dos baianos era sexto menor do Brasil em 2022, aponta IBGE

Mulher é presa ao tentar vender filhos na Bahia; uma das crianças tinha 32 dias

OMS alerta sobre lote falsificado de Ozempic encontrado no Brasil

Inverno na Bahia: Cidades baianas devem ter frio de 10ºC

Super ofertas do mês de junho da Central das Carnes; confiram


Brumado: Autor de homicídio em 2012 é absolvido pelo Conselho de Sentença

(Foto: 97NEWS)

Gilmar Alves dos Santos foi pronunciado pela prática de homicídio simples (art. 121, caput, do Código Penal), o qual ocorreu no dia 18 de março de 2012, por volta de 19h30min, na Rua Virgílio Ataíde, 627, em Brumado, sendo que o denunciado, agindo com animus necandi, ou seja, de forma intencional, efetuou disparos de arma de fogo contra Carlos André Santiago dos Santos, causando-lhe as lesões descritas no laudo cadavérico de fls. 20/21.  Ainda de acordo com os depoimentos, naquela data o acusado encontrou-se com a vítima Carlos André, que supostamente queria brigar com Jorge Marcos Alves de Oliveira, irmão do acusado. Ao adentrar na residência da genitora o acusado teria tido sua blusa segura pela vítima, que, segundo informações daquele, pretendia causar confusão. O acusado não lhe deu muita atenção; porém, a vítima não soltou a blusa do denunciado, este a empurrou e teria recebido tapa no rosto, razão pela qual ambos entraram em luta corporal, momento em que o réu pegou uma arma de fogo que, segundo ele, teria caído da cintura da vítima,  e efetuou disparos em Carlos André, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Após todos os procedimentos inerentes ao rito judicial, foi realizado nesta terça-feira (28) o Tribunal do Júri no Fórum Duarte Moniz, onde foi reconhecido a materialidade delitiva, o nexo causal entre as lesões e a morte da vítima, bem como a autoria, mas com a resposta ao quarto quesito, o Conselho de Sentença respondeu afirmativamente, absolvendo o acusado, sendo o processo arquivado. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário