ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Atletas de Caetité conquistam quatro medalhas no Campeonato Mundial de Jiu-jitsu em São Paulo

Corpo em estado avançado de decomposição é encontrado na zona rural de Malhada de Pedras

Corpo de advogado desaparecido é encontrado na zona rural de Caculé

Gabinete de Segurança Institucional autoriza avanço de projetos de exploração de ouro na Amazônia

Morre Mila Moreira, 72, uma das primeiras modelos a se tornar atriz no Brasil

Encanador acha milhões em parede de igreja no Texas

'Entre o Carnaval e a vida dos baianos, eu fico com a vida e saúde dos baianos' diz Rui Costa

Vereadora Verimar do Sindicato, em audiência com o secretário da SERIN, discute proposta para asfalto que liga Brumado ao Distrito de Terra Vermelha

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Brasil: 75% das famílias têm dívidas, aponta Mapa do endividamento

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia

Brumado: Vida saudável é na Bete Fruits, venha conferir

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Judiciário da Bahia inaugura varas em duas cidades baianas

Pax Nacional fecha parceria com Fisioterapeuta e Quiropraxista; e tem descontos para associados

Novas regras da Tarifa Social devem beneficiar mais de 11 milhões de pessoas

Polícia extermina plantação com mais de 18 mil pés de maconha em Curaçá

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado



BUSCA PELO ARQUIVO "02/2021"

Brumado: 'Quem perde é a população': afirma vereador, após exoneração de esposa do Hospital

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em entrevista a Rádio Alternativa nesta quinta-feira (18), o vereador Amarildo Bomfim (PSB), falou ao repórter Lay Amarim sobre a exoneração da esposa, Lucidalva Oliveira, do cargo de diretora do Hospital Municipal Professor Magalhães Neto logo após o mesmo votar contra os projetos encaminhados pelo prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB) à Câmara de Vereadores. Ao repórter ele declarou que o mais prejudicado com a decisão foi a população. “Técnica de enfermagem, técnica de laboratório, técnica em farmácia, socorrista, gestora hospitalar, pós-graduada em saúde pública e, acima de tudo, humana. Quem perdeu não foi Amarildo foi a população porque todos reconhecem o excelente trabalho que ela realizava no hospital”, disse. Sobre a retaliação, o parlamentar disse que isso faz parte da política, e garantiu que continuará fazendo o seu trabalho. “Paciência. Quando Deus fecha uma janela ele abre uma porta e eu confio muito em Deus. Tenho muito orgulho da mulher que eu tenho e da profissional que ela é. Ela é guerreira. Trabalhava por amor, não só pela remuneração. A população que perdeu com a saída dela, mas vamos tocar o barco”, disse. Em um vídeo gravado e publicado nas redes sociais o gestor municipal criticou a rejeição dos projetos e chegou a taxer a base aliada de "Fogo Amigo".  "Foram barrados, nas ditas vaidades de um contexto de deturpar a razão das iniciativas ou mesmo afirmar não conhecera proposta ainda que clara em sua frente", comentou no vídeo.



Avaliados em R$ 12 milhões, 104 kg de cloridrato de cocaína são apreendidos em Conquista

Foto: Divulgação

Uma apreensão de 104 quilos de cloridrato de cocaína foi realizada nesta quinta-feira (18), em um trecho da BR-116, em Vitória da Conquista. A substância estava escondida dentro de uma caminhonete que era transportada sobre um caminhão guincho. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a droga, que estava embalada em tabletes, seria revertida em  R$ 12 milhões, para o crime organizado. Isso por que o cloridrato de cocaína, possui um grau de pureza maior e tem um valor mais alto no varejo. O motorista do carro guincho foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, previsto no art. 33 da Lei 11.343/2006 e encaminhado com o veículo e carga ilícita para a Delegacia de Polícia Judiciária, em Vitória da Conquista.



Brumado: Ex-garota de programa vê na igreja forma de tirar jovens da prostituição

Priscila hoje se diz liberta desse mundo obscuro - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Até o início da pandemia do novo coronavírus, Priscila dos Santos, 33 anos, era garota de programa, ganhava até R$ 1,5 mil por dia. E após conhecer a palavra de Deus, mudou radicalmente de vida, largou a profissão e começou a frequentar a igreja. Até ganhou um emprego de carteira assinada. Agora, a gari diz ter a meta de resgatar outras mulheres do mundo da prostituição. Priscila afirma ao 97NEWS que tomou uma decisão polêmica, vista com preconceito por outras pessoas. "Comecei por influência de algumas amigas, via as meninas arrumadas, foi então que comecei ter o desejo, e mais por necessidade. Minha mãe, ela queria me ajudar, mas eu não aceitava", disse. Durante o tempo em que fazia programas, o lado financeiro sempre a impedia de abandonar o ofício. "Fui em busca de trabalho mas ninguém me dava. Em seguida engravidei, tinha que sustentar o meu filho, e mais uma vez recusei a ajuda da minha mãe", lembra ela quando ainda tinha 18 anos. O desejo de mudar de vida era, segundo ela, conflito psicológico. Largar ou não a profissão que rendia tanto? Priscila fala que obteve uma resposta, segundo ela, por “um anjo amigo”, uma verdadeira amiga que à convidou para ir em um culto na igreja. "Cheguei a frequentar a igreja por cinco anos, fui batizada, mas infelizmente tive uma recaída e voltei a prostituição", relata. A ex-garota de programa disse ainda que durante a pandemia, recebia o Auxílio Emergencial, o que lhe fez afastar um pouco da vida obscura. Priscila conta que lembrou mais uma vez do seu filho e da família. “Meu Deus, o que está acontecendo comigo, eu estudei, sou formada, tenho habilitação [A] e [B] e eu não consigo oportunidade nenhuma senhor. O que eu faço?", relata ela no qual pediu a Deus que fizesse um milagre em sua vida. "Esse auxílio do governo me ajudou muito, deixei de fazer programas e falei pra Deus, se ele fizesse um milagre em minha vida eu não voltaria nunca mais", disse. 

 

Fase da vida ainda quando ela ainda era garota de programa - Foto: Reprodução l Rede Social

Meses depois, foi convidada para trabalhar como gari e aceitou. Priscila diz que não tem vergonha do passado e que não se importa com as críticas. "As pessoas querem me julgar, mas eu não ligo. A sociedade não aceita bem quem fala a verdade, quem assume o que é sem medo de críticas. Estou fazendo isso porque escolhi mudar", explica. Entre os clientes, haviam muitos empresários e homens casados. "Eu escolhia meus clientes não por conta do que ele tinha ou se não tinha. Eu escolhia após uma conversa, ali eu analisava se ele era boa pessoa ou não, se me tratava bem. Quando eu tinha aquela segurança, eu ficava. Porque dinheiro não é tudo, tem pessoas que achava só porque pagava, tinha que humilhar, então pela minha segurança eu não ficava com qualquer um", declara. Entre um programa e outro, ela conta que cobrava entre R$ 500 e R$ 1.000,00 por cada saída. "A maioria dos meus clientes me ajudavam, além de ficar comigo, eles me davam presentes e ajudava financeiramente", comenta. Em um dia produtivo, segundo ela, já chegou a realizar dez programas por dia. "Eu ganhava tanto dinheiro que já tive carro, moto, curtia, bebia, mas hoje não tenho mais nada disso, perdi tudo", desabafou. 

 

Hoje no novo emprego e mais feliz do que nunca - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

De acordo com Priscila, mesmo tendo tudo isso, ela não era feliz, e hoje ganhando pouco mais de R$ 36 por dia, ou seja, um salário mínimo por mês, ela adquiriu sua felicidade. "As pessoas me veem na rua sorrindo, cantando e alegre, elas me perguntam. 'Priscila, como você consegue ser tão feliz?'. E hoje eu respondo, porque estou livre!", declara. Ainda sobre o "Mundo Obscuro", Priscila conta que chegou a morar em casa de prostituição e experimentar drogas. "Já morei em casa de prostituição e cheguei a experimentar maconha e cocaína, mas graças a Deus, não gostei, Deus não deixou eu gostar disso [drogas]", afirma. Sobre os desafios de manter-se afastada da prostituição, Priscila diz que vai ser uma luta diária. "Essa vida não é pra mim e pra ninguém, pra mulher nenhuma, entendeu. Isso não é futuro, a gente não é valorizada, porque os homens eles querem a gente por desejo. 'Ha porque é gostosa', por é bonita. Mas a mulher ela não só corpo, o bonito da pessoa está dentro dela, no caráter, na personalidade. A mulher tem que ser valorizada, e Deus tocou em mim e me mostrou que eu merceia um futuro melhor", afirma. Para o futuro, Priscila conta que pretende se fortalecer na religião para tirar outras mulheres da vida da prostituição e não tem vergonha dos eu novo emprego como gari. "Por enquanto eu estou me fortalecendo, conhecendo mais sobre Deus e adquirindo sabedoria. Sobre o meu trabalho, nossa estou muito feliz, hoje eu tenho paz no meu coração", explica.



Justiça mantém prisão de Daniel Silveira após audiência de custódia

Foto: Reprodução l Câmara dos Deputados

O deputado federal Daniel Silveira (PSL) teve a prisão mantida, após audiência de custódia no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (18). Segundo a decisão do juiz local, o parlamentar será encaminhado para o Batalhão da Polícia Militar do estado, de acordo com a CNN Brasil. Silveira foi preso na noite da última terça-feira (16) por ordem do ministro Alexandre de Moraes, no âmbito do inquérito que investiga ataques aos ministros do tribunal e notícias fraudulentas.



Clínica Mais Vida - reumatologista fala sobre diagnóstico e tratamento da fibromialgia

Foto: Divulgação

A fibromialgia é uma doença crônica que tem como principal sintoma dor constante por todo o corpo. A complicação ainda não tem causa conhecida e atinge, principalmente, mulheres entre 30 a 55 anos. A dor da fibromialgia pode ser intensa e incapacitante, mas não provoca inflamações nem deformidades físicas. Entretanto, pode estar associada a outras doenças reumatológicas, o que pode confundir o diagnóstico, desta forma o reumatologista é o especialista que faz o diagnóstico da fibromialgia através da descrição dos sinais e dos sintomas. Normalmente, inclui a presença de dor severa em 3 a 6 áreas diferentes do corpo durante 3 meses ou dor menos forte em 7 ou mais áreas diferentes do corpo também que dura pelo menos 3 meses. Além disso, para excluir doenças que apresentam sintomas semelhantes à fibromialgia o médico pode recomendar exames para um diagnóstico mais completo. O reumatologista, Dr. Dimitri, que faz parte do quadro da Clínica Mais Vida destaca que apesar de ainda não existir cura, o tratamento ajuda a aumentar a qualidade de vida, permitindo passear e trabalhar sem ter crises tão frequentes de dor. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 (77) 3441-4500 / (77) 9.9989-6868.



Petrobras eleva preço da gasolina em 10% e do diesel, em 15%

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A Petrobras informou nesta quinta-feira (18) dois novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel, que subirão 10,2% e 15,1%, respectivamente, a partir desta sexta-feira (19). É o quarto reajuste da gasolina e o terceiro do diesel em 2021. A sequência de altas acompanha a recuperação das cotações internacionais do petróleo e motiva embate entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e governadores sobre as responsabilidades pelos altos preços dos combustíveis. Os reajustes anunciados nesta quinta são os maiores deste ano. Desde janeiro, o preço da gasolina vendida pela Petrobras acumula alta de 34,7%. O diesel subiu 27,7% no mesmo período. Nas bombas, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), os repasses elevaram o preço da gasolina em 6,8% entre a última semana de dezembro a semana passada. O preço do diesel nos postos subiu 4,6% no mesmo período. Para analistas, mesmo com os elevados reajustes anunciados nesta quinta, ainda há espaço para novos aumentos nos preços internos dos combustíveis. A Ativa Investimentos, por exemplo, diz que seu "melhor modelo" aponta para alta de mais 5%. 



Polícia apreende quase 17 mil litros de cerveja próximo a Conquista

Foto: Divulgação l PRF

16.800 litros de cerveja foram apreendidos pra Polícia Rodoviária Federal (PRF), final da noite dessa quarta-feira (17), na BR-116, trecho de Encruzilhada. Segundo a PRF, as equipes fiscalizavam o trecho quando abordaram o veículo de carga para fiscalização. Questionado sobre a procedência da cerveja, o motorista afirmou não possuir nenhum tipo de nota fiscal ou documentação comprobatória. Ele foi conduzido à Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (SEFAZ), em Vitória da Conquista (BA) para adoção das medidas cabíveis.



PF faz operação contra fraudes no pagamento do auxílio emergencial em MG e mais 3 estados

Foto: Divulgação l PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (18), operação para combater fraudes no pagamento do Auxílio Emergencial. Ao todo, foram expedidos 66 mandados de busca e apreensão em 39 cidades de Minas Gerais. Só na capital são quatro alvos desta investigação. Outros sete mandados de busca e apreensão serão cumpridos nas cidades de João Pessoa e Campina Grande, na Paraíba, e na Bahia e Tocantins. Segundo a apuração da polícia, a suspeita é que criminosos usavam recursos do auxílio emergencial, de pessoas que não tinham solicitado a ajuda, e usavam os valores para o pagamento de boletos. A ação busca provas da atuação de fraudadores. A investigação começou a partir de reclamações feitas na Caixa e o cruzamento de dados com o núcleo de inteligência da PF. A Operação “Terceira Parcela” conta com a participação de mais de 200 policiais e é uma continuidade de outras duas operações deflagradas pela Polícia Federal no ano passado. No dia 10 de novembro a Operação “Primeira Parcela” ocorreu nos estados da Bahia, São Paulo e Tocantins. Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e quatro pessoas foram presas. A ação, considerada pela Polícia Federal como a maior do país, foi resultado do trabalho feito por diversos órgãos e instituições públicas para combater fraudes no pagamento do Auxílio Emergencial. A chamada Estratégia Integrada contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial conta com a PF, o Ministério da Cidadania, a Caixa Econômica Federal, o Ministério Público Federal (MPF), a Receita Federal (RF), a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU). As investigações, nesta primeira fase, contabilizaram que os prejuízos causados pela quadrilha aos cofres públicos giram em torno de R$ 350 mil, somente no estado de São Paulo.



Brumado registra 54 mortes por conta da Covid-19, o novo coronavírus

Foto: Divulgação

Na quarta-feira (17), Brumado registrou 4.687 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 13.013 notificações. Entre os diagnósticos: 17 internações, 54 óbitos, 196 pacientes em tratamento e 4.437 recuperados. No momento, 71 pessoas aguardam resultado laboratorial e 7.768 foram descartados. As notificações suspeitas abrangem pacientes com quadros de síndromes gripais diversas, dentre os quais alguns se encaixam nos critérios para realização do exame RT-PCR ou via teste rápido. Estes últimos estão sendo usados de forma criteriosa, em casos excepcionais, como estratégia para ampliar e tornar mais eficaz o enfrentamento à pandemia no município.



LAB Laboratório, há 15 anos certificado como excelência pelo PELM

Foto: Divulgação

O LAB Laboratório, há 15 anos tem classificação de Excelência pelo programa PELM da CONTROLLAB, empresa certificada pelo INMETRO e pela REBLAS para supervisão de laboratórios da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial, onde nossos resultados são avaliados mensalmente. O Controle de qualidade externo é obrigatório para todos os laboratórios de análises clínicas conforme "RDC 302", não sendo mérito laboratorial, mas sim uma obrigação com aqueles que realmente tem compromisso com a qualidade. É por isso que o LAB Laboratório zelando sempre pela qualidade, já desenvolve esse controle, há mais de 15 anos initerruptamente, para garantir, durante todo esse período, precisão e exatidão aos seus resultados. LAB Laboratório, ecxelência e qualidade em exames laboratoriais. Faça seus exames no LAB: 77 3441-0822 / 77 98818-4115. Saiba mais em: www.lablaboratorio.com.br.



STF mantém por unanimidade a prisão do deputado federal Daniel Silveira

Foto: Reprodução l TV Globo

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL), na quarta-feira (17). Por unanimidade, os 11 ministros da Corte votaram de forma favorável pela manutenção da liminar que sustentou a prisão. O ministro Alexandre Moraes, que é o autor do pedido, comentou que as manifestações de Silveira tinham o “intuito de corroer as instituições”. Além disso, ele argumentou que, por isso, a imunidade parlamentar do deputado não deve ser mantida. O ministro do STF alegou também que as “condutas criminosas” de Silveira configuravam “flagrante delito”, o que permitiu com que o deputado fosse preso. A decisão agora irá para a Câmara dos Deputados e deverá receber a decisão para ser avaliada em plenário. 



'Quem descumprir o toque de recolher será indiciado criminalmente', diz Rui Costa

Foto: Reprodução

O governador do estado da Bahia, Rui Costa (PT), declarou na quarta-feira (16), que as pessoas que desrespeitarem o toque de recolher poderão ser indiciadas criminalmente contra a saúde pública. A medida começa a ser válida a partir da próxima sexta-feira (19), durante setes dias, das 22h às 5h. “As pessoas serão indiciadas conforme a legislação nacional prevê como crime à saúde pública. Estamos em uma emergência sanitária, as pessoas serão conduzidas à delegacia, registrado o procedimento e encaminhado ao Ministério Público para abertura de processo criminal”, explicou Rui Costa. O mandatário ainda reforçou que os estabelecimentos que não deixarem de funcionar às 22h poderão ser fechados e os donos indiciados. “Será solicitado a cada prefeitura que casse o alvará de funcionamento dos estabelecimentos que descumprirem os decretos e, eventualmente, pedir ordem judicial para fechamento desses pontos comerciais”, alertou.



Belo é preso após realizar show em área dominada pelo tráfico na pandemia

Foto: Reprodução

O cantor Belo foi preso pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, na tarde de quarta-feira (17). O artista é investigado por ter realizado uma apresentação em uma escola no Complexo da Maré, região dominada por traficantes, durante a pandemia no último sábado (13). De acordo com a polícia, Belo participava de um programa de rádio em Angra dos Reis (RJ) quando foi detido. Segundo as investigações, o show do artista foi filmado pelo público, onde foi registrado aglomerações, e que o evento do cantor ocorreu sem a liberação de autoridades, sendo proibida a execução de festa e blocos de carnaval, a fim de conter a disseminação do novo coronavírus. Ainda é apurado pela polícia se houve uma invasão ao colégio para a realização do evento. A assessoria de Belo informou que o cantor foi contratado por uma produtora e que o evento seguiu todos os protocolos de segurança. “Fomos contratados por uma produtora!! Temos contrato firmado com essa empresa! Quanto ao local não cabe ao artista! Fomos contratados para fazer o show e cumprimos o que foi acordado! Sem mais”, afirmou a equipe do cantor. Além do cantor, os mandados de prisão preventiva foram emitidos contra os sócios da produtora responsável pelo evento e o chefe de tráfico, conhecido como Alvarenga, do Parque União. Em 2002, o compositor foi condenado a seis anos de prisão por associação ao tráfico de drogas, por, segundo a polícia, negociar drogas e armas pelo telefone com um traficante. Na ocasião, o cantor entrou com um recurso na justiça e passou a responder o processo em liberdade. O Ministério Público recorreu da decisão e a pena do cantor foi aumentada para oito anos. Em 2004, o artista, que estava escondido dentro de casa no Rio de Janeiro, foi preso novamente e passou cerca de três anos e oito meses na cadeia.



Empresário leva golpe de R$ 1 milhão ao vender pedras preciosas para homem que o pagou com notas falsas

Foto: Divulgação l PM

Três homens foram presos em flagrante por estelionato, na madrugada de quarta-feira (17), suspeitos de aplicarem um golpe contra um empresário em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Eles pagaram mais de R$ 1 milhão em notas falsas para comprar pedras preciosas da vítima. O dono de uma empresa de lapidação, em Várzea Grande, registrou boletim de ocorrência alegando ter sido vítima de um golpe. Ele contou aos policiais que combinou a venda de dois lotes de pedras preciosas, diamantes e esmeraldas, com um homem. Segundo o site G1, a negociação ocorreu no Aeroporto Marechal Rondon, no início da tarde de terça-feira (16). Logo que realizou a entrega das pedras para o suspeito e já dentro do seu veículo, percebeu que todas as notas que inteiravam R$ 1,1 milhão, do pagamento, eram falsas. Imediatamente ele informou para as autoridades policiais. Pelo circuito de segurança foi percebido que o suspeito entrou em um veículo Corola preto, que já o aguardava próximo do saguão com um motorista que saiu em alta velocidade. Com a informação que os criminosos seguiam para o estado de Goiás, a PM de Mato Grosso solicitou apoio dos colegas do estado vizinho. Já na madrugada, os militares realizavam patrulhamento pela rodovia próximo a cidade de Jataí e identificaram o Corola preto. Na ordem de parada, os militares iniciaram a vistoria no carro com os três homens. Foi encontrado um pacote com 232 pedras de diamante e 95 gramas de pedra de esmeralda embalada em plástico transparente. O trio foi entregue na Delegacia da Polícia Federal. Os três já possuem antecedentes criminais sendo alguns deles pelo mesmo crime que estavam sendo presos. Contaram passagens por extorsão, lesão corporal, moeda falsa, estelionato, injúria e ameaça.



Brumado: Polícia Militar apreende várias gaiolas com pássaros silvestres no bairro Malhada Branca

Foto: Divulgação

Na última segunda-feira (15), após denúncia, policiais da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (34ª CIPM) encontrou várias gaiolas com pássaros silvestres em uma residência na Rua Anita Garibaldi, no Bairro Malhada Branca, em Brumado. Um adolescente de 17 anos de idade estava no local e não sou informar onde estaria o responsável pelos animais. O menor e o material foram apreendidos e encaminhados a Delegacia para adoção das medidas necessárias.



Vídeo flagra momento em que picape desgovernada desce na Av. Antônio Mourão Guimarães

Foto: Reprodução l Vídeo

Um vídeo registrado por câmera de segurança flagrou o momento em que uma picape modelo S10 que estava estacionada na Avenida Antônio Mourão Guimarães, centro de Brumado, desceu a via desgovernada, subiu na calçada e quase bateu em uma loja, que fica na mesma avenida. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (17), por volta das 09h33, e não deixou feridos. As imagens mostram que não havia ninguém no veículo. Momentos depois, duas pessoas ainda tenta parar a picape, mas ela atravessa para a pista contrária. Depois, volta de ré, e os dois homens imepedem que a picape retorne a rua. 



Bahia: Secretário de Segurança Pública critica política de repressão ao tráfico de drogas

Foto: Reprodução

O secretário de Segurança Pública (SSP) da Bahia, Ricardo Mandarino, criticou a política de repressão ao tráfico de drogas e defendeu a regulamentação do comércio de entorpecentes leves, durante entrevista a TV Bahia nesta quarta-feira (17). Segundo ele, 70% dos crimes que ocorrem no estado estão relacionados ao tráfico, e política que ordena a atuação da polícia com relação a isso é equivocada. "O que é que a polícia está fazendo? Correndo atrás de traficante, que mata traficante. Mas quando um traficante mata o outro, ele acaba matando pessoas inocentes também. Então, o que o país precisa é pensar em mudar essa política de combate ao tráfico, que é equivocada, que não dá certo em lugar nenhum do mundo. Essa política repressiva não funciona, custa caro aos cofres públicos, custa vidas de policiais, custa vidas de traficantes, que são pessoas que caíram no tráfico muitas vezes por alguma necessidade você não pode dizer 'é traficante, deixa morrer'. Não é isso. São pessoas que podem ser recuperadas, e custa vida de inocentes". O secretário comparou ainda o consumo de drogas com o de cigarros e defendeu a produção de propagandas contra o uso de entorpecentes. "Em 1988, 30% da população brasileira fumava cigarro, e hoje são menos de 10%. O Brasil é o país onde menos se fuma no mundo. Houve proibição do cigarro no Brasil? Não. Houve publicidade. Aquelas propagandas que chocam, que tocam as pessoas", falou Mandarino, que ainda destacou que, caso a mudança não dê resultado, é possível retomar a política atual. Para ele, o combate ao consumo de drogas deve ser também encarado como problema de saúde. "Quando eu falo de droga, falo de drogas lícitas e ilícitas. Todo mundo gosta de tomar uma bebida, beber um uísque, uma cerveja, um vinho para relaxar. A mesma coisa é com essas drogas mais leves. Tem pessoas que consomem moderadamente, e tem os alcoólatras, que ficam com cirrose. E o que você faz com o alcoólatra? Você bota no hospital e recupera ele", disse. "O que você faria se tivesse uma política de regulamentar o comércio de droga? Não é dizer 'todo mundo vai fumar onde quiser', não é nada disso. É fazer o que se faz em países da Europa, em Portugal, na Holanda, no Uruguai: você regulamenta e tributa esse comércio, e você pega esse tributo e desvincula do orçamento geral da União. Pode perfeitamente ir para uma conta específica vinculada, destinada exclusivamente a construir hospitais para recuperar drogados e fazer publicidade contra o uso de drogas", explicou. O secretário destaca, entretanto, que isso não pode ser uma decisão dele. É preciso uma mudança na legislação do país. "A gente não pode fazer, tomar essa atitude, porque não tem base legal para isso. Isso precisa de uma alteração legislativa, e quem tem competência para isso é o Congresso Nacional", disse.



Brumado: 34ª CIPM vai adotar toque de recolher das 22h às 5h, diz Major Cabral

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O Decreto publicado nesta quarta-feira (17), no Diário Oficial do Estado (DOE), no qual inclui a lista dos municípios que terão "toque de recolher" das 22h às 05h, vai ser adotado em Brumado. A determinação partiu do governador da Bahia, Rui Costa (PT), e nela o município de Brumado faz parte da lista. Com a medida, a partir desta sexta-feira (19), ficará restrita a circulação de pessoas nas ruas e o funcionamento de serviços não essenciais após as 22h. Segundo o Governo da Bahia, a ação extrema é necessário por conta da ocupação de leitos de UTI para Covid-19 em vários município do Estado, inclusive na capital Salvador. Em entrevista ao site 97NEWS, o comandante da 34ª CIPM de Brumado, o Major Mário Cabral disse que ainda na sexta-feira terá uma reunião on line com o comando geral da Polícia Militar da Bahia para definir as estratégias. "O comando geral vai nos passar as diretrizes em razão ao cumprimento ao Decreto do Governador. Então, nós iremos fazer sim que ele seja cumprido. Porque como todos sabem, nos tivemos um aumento muito grande de internações nas UTIs por conta da Covid-19 e, não queremos que a nossa sociedade venha sofrer também, pois já tivemos algumas percas em Brumado", comentou. Com a restrição compreendendo o período das 22h às 5h, o major citou que as operações vão acontecer em bares e restaurantes ou em eventos particulares. "Na zona rural por exemplo, no final de semana passado, nós coibimos eventos com paredões e tivemos aquela situação na Lagoa do Arroz que inclusive teve apreensão de drogas. Nós vamos seguir o Decreto", afirmou o Major da 34ª CIPM de Brumado.



Bahia: PRF apreende 19 mil vezes mais ecstasy em 2020; ações com cocaína aumentaram 46%

Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou apreensão recorde de 19.727 comprimidos de ecstasy em 2020 na Bahia. As apreensões da droga representam aumento de 19 mil vezes maior que as registradas em 2019. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (17). Apenas em uma ocorrência, em 22 de dezembro passado, uma equipe da PRF localizou dentro de um ônibus de passageiros uma mala com 14 mil comprimidos da droga. Segundo a polícia rodoviária, nos últimos anos houve um crescimento no comércio das “pílulas”, que alteram o sistema nervoso central, e se usadas em altas doses podem provocar convulsões e parada cardiorrespiratória. Outra droga que teve apreensão expressiva foi a cocaína. Em 2020, elas aumentaram 46%. Segundo o órgão, no ano passado foi apreendida 1,9 tonelada, enquanto que em 2019, foi de 1,3 tonelada. Grande parte da droga tirada de circulação foi em forma de pasta base ou cloridrato de cocaína, que pelo grau de pureza tem um valor mais alto no varejo. Esse tipo de droga pode também ser convertida em pó, o que faz triplicar o lucro do tráfico. Em relação à maconha, a PRF-BA apreendeu 11,2 toneladas em 2020. A maior apreensão ocorreu em 26 de julho em um trecho de Feira de Santana. No meio à carga de farinha de trigo de um caminhão, foram encontrados diversos fardos de maconha, com 5,8 toneladas da droga. Em outra ação, na zona rural de Belmonte, na Costa do Descobrimento, os policiais erradicaram 1,5 mil pés da erva, o que evitou a venda de centenas de quilos da droga. No ano passado, a PRF-BA também apreendeu 111 quilos de crack; 49 pontos de LSD; 4,1 quilos de haxixe, droga produzida a partir da resina da cannabis sativa (a planta da maconha) e tem um valor bem mais elevado; bem como a apreensão de 35 quilos de skunk, conhecida como a “supermaconha”, droga produzida em laboratório a partir de vários cruzamentos de tipos de maconha e com efeitos podem ser cerca de sete vezes mais fortes do que os da maconha comum.



PM/Bahia comemora 196 anos hoje (17): Mário Cabral, comandante da 34ª CIPM/Brumado destaca ações da Companhia

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Uma história quase bicentenária de lutas vencidas em todo lugar. Sempre altaneira na fé e no ideal, combatendo até em terras estrangeiras. Uma das primeiras a surgir no Brasil, na Bahia, sendo invicta em seus embates no Sul, no Norte e no Centro com heroísmo proclamado dos Pampas ao Sertão. Nesta quarta-feira, 17 de Fevereiro, a Polícia Militar da Bahia completa 196 anos. Ao longo desses quase duzentos anos, a PM baiana é uma corporação chave para nossa paz social e referência em valores e bons serviços prestados à sociedade. Em entrevista ao site 97NEWS, o Major Mário Cabral, comandante da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (34ª CIPM) de Brumado destacou a data e disse que é uma honra fazer parte de uma corporação quase bicentenária. "A Polícia Militar da Bahia é referência em segurança pública no Brasil. Isso nos honra né, em especial a nossa [34ª CIPM] que hoje comemora estes 196 anos de muito trabalho e reconhecimento da nossa sociedade", disse o comandante. Sobre as ações da Companhia, não só sob o seu comando, mas pelos que também já passaram pela 34ª CIPM, Mário Cabral destaca o lado social da Companhia. "Nós temos todos os anos doações de brinquedos, alimentos e outras, de forma que aproxime a sociedade à nossa instituição", comenta.

Colégio Militar de Brumado - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O Major comemorou ainda a redução no índice de violência na Região da 34ª CIPM, que inclusive foi premiada com a bonificação de valores no salário de cada colaborador. "Na Região Sudoeste podemos destacar Brumado e Guanambi, essas duas unidades foram as que obtiveram êxito de manter os níveis com relação as mortes violentas, então é uma grata satisfação em está à frente dessa unidade, onde me orgulha muito", disse Cabral. O comandante também citou as apreensões de drogas no município, ações que acontecem quase que todos os dias. "Apesar da pequena quantidade, são apreensões que acontecem sempre, porque a droga é o tipo de ilícito que causa dependência química e futuramente vai causar transtornos a sociedade e destrói famílias. E as pessoas que colaboram com as denúncias, nós só temos à agradecer", comentou. Ainda em ralação a data comemorativa, o Major pontuou o projeto Proerd, no qual em parceria com as instituições de ensino, leva aos alunos ensinamentos e disciplina. "Os jovens, no Projeto, eles passam a conhecer os riscos que a droga trás. Além disso, nossa parceria com o município que é as escolas militarizadas onde tivemos uma melhoria no nível de ensino, à exemplo o Colégio Idalina, que foi o projeto piloto, no qual ao final de um ano, tivemos alunos de escolas particulares que queriam se matricular na escola", pontuou Mário Cabral. Por fim, o comandante da 34ª CIPM agradeceu aos policiais militares que fazem parte da Companhia e a sociedade brumadense. "Agradeço aos meus comandados pelo empenho e dedicação e a população brumadense pelo apoio sempre", finaliza.