ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

Brumado: OAB vai acionar prefeito na Justiça após decreto que liberou uso de máscaras

Brumado: Colisão lateral entre veículo de passeio e moto deixa dois feridos na BA-148

Motociclista de 42 anos morre em acidente na BA-148

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Obras da Fiol entre Ilhéus e Caetité vai gerar até 60 mil novos empregos

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia

Após EUA transplantar rim de porco para paciente com morte cerebral, Brasil deve iniciar testes

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Governo Federal diz que não interferirá em preços de combustíveis

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Governo da Bahia assina contrato de R$ 53 mi para colocar presídio de Brumado em funcionamento

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem apontado como mandante da morte de médico em Barra se entrega à polícia

Bahia: Chuvas ajudam na redução de incêndios florestais na Chapada Diamantina

Operação constata desmatamento ilegal em cerca de 589 hectares na Bahia

Trem carregado com cimento descarrila em área residencial de Brumado

Brumado: Mulher que tentou matar a filha envenenada com chumbinho foi presa após condenação da Justiça


Brumado: Diretor do Matadouro protesta contra o abate clandestino e não nega que estabelecimento pode fechar por causa disso

O Frigorífico e Matadouro de Brumado poderá fechar por causa do abate clandestino (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Em meio as “tempestades” desencadeadas após a “Operação Carne Fraca” que foi realizada pela Polícia Federal, as questões envolvendo os frigoríficos nacionais ganharam uma grande atenção. Em Brumado, que já viveu episódios dessa natureza, como a “revolta dos açougueiros”, volta a viver um clima de tensão sobre essa situação. Visando esclarecimentos, a nossa equipe ouviu o diretor do Mafrib - Frigorífico e Matadouro de Brumado, Mauro Brito, o qual fez questão de ressaltar que “o abate clandestino que ainda é muito praticado em Brumado e região é um inimigo da população e representa um grande risco para a saúde pública”. Mostrando preocupação ele continuou argumentando que “o Ministério da Saúde vem divulgado relatórios sistemáticos, os quais mostram que inúmeras doenças contraídas pela população são derivadas do abate clandestino, doenças silenciosas e somatizadas que levam à morte lentamente”. Ele também fez outra denúncia séria ao relatar que “outra situação muito séria é a agressão ao meio ambiente, já que, os bois, quando são mortos, tem despejado no solo uma grande quantidade de sangue, o que causa a desertificação”. Questionado sobre os boatos de fechamento do frigorífico, ele respondeu que “eles têm sim procedência, pois temos a capacidade técnica para abater 300 bois por dia e hoje, devido ao alto índice do abate clandestino em toda a região, não estão sendo abatidos nem 40. Isso está causando um sério prejuízo que não está dando nem pagar os 85 empregados que possuímos, que podem a qualquer momento perder o emprego”. E encerrou destacando que “os órgãos iniciarão em breve uma grande operação de combate ao abate clandestino, pois do jeito que está não pode continuar, ressaltando que é a vida humana que está sendo colocada em risco”. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário