ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem morre em confronto com policiais na Chapada Diamantina

TRE da Bahia volta exigir obrigatoriedade de uso de máscaras em suas dependências

Postos SAC na capital e interior fecham na sexta-feira (24) e sábado (25)

Bahia: Carreta pega fogo populares saqueiam carga na BR-116

Com 40 casos hospitalares em 22 dias, Sesab alerta para risco de queimaduras nos festejos juninos

Atendimento do INSS ficará suspenso durante o feriado de São João na Bahia


Água sanitária pode reverter envelhecimento da pele, diz estudo

Água sanitária pode ser a grande descoberta para tratar danos e envelhecimento da pele, segundo concluiu um novo estudo da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Os dados são do site The Huffington Post. Uma mistura de 0,005% do produto de limpeza diluído em água mostrou que consegue reverter inflamação e envelhecimento da pele em estudos realizados em ratos, o que significa que pode ser uma possivel saída para tratamentos em humanos, inclusive contra o câncer. O produto se mostrou eficaz no tratamento contra dermatite, mas os médicos não sabem dizer o motivo exato disso. O resposável pelo estudo, Dr. Thomas Leung, acredita que seja porque a substância interfira no funcionamento dos genes reguladores das células NF-kB, que desempenham um papel fundamental no processo inflamatório. O resultado é inesperado e promissor especialmente para os pacientes com câncer que sofrem com dermatite, queimaduras de pele causadas pela radioterapia, além de pacientes com úlceras devido o diabetes, entre outras feridas. 

"Acredito que se os resultados nas experiências com humanos forem semelhantes aos que foram feitos com os ratos, todo mundo passaria a usar isto, o que seria ótimo porque é um tratamento muito econômico e de fácil acesso", afirma o especialista.  Além da melhora das inflamações, a solução de alvejante rejuvenesceu a pele de cobaias mais velhas. "A pele dos ratos se tornou menos frágil e fina, o que mostra um aumento da proliferação celular", explica o Dr. Leung. Apesar dos resultados, eles foram curtos, já que desapareceram depois que os animais pararam de receber a solução. Os médicos alertam que os efeitos ainda não foram comprovados em humanos, por isso é preciso ter muito cuidado com o uso de água sanitária e qualquer outro tipo de produto deste tipo.

Por: Voz da Bahia



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário