ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado registra 61 óbitos por conta da Covid-19; município ultrapassa 5 mil casos confirmados e 335 em tratamento

Brumado: Uma pessoa é flagrada desrespeitando toque de recolher

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Restrição de atividades: Saiba o que poderá funcionar na Bahia de sexta a segunda

Bahia: Rui Costa prevê que Brasil vai ‘mergulhar no caos em duas semanas’ por causa de Covid-19

Auxílio deve voltar em março com parcelas de R$ 250, diz Governo

Dono do hit ‘Gordinho Gostoso’, Neto LX é detido com carro roubado

Vacinação contra o coronavírus é retomada nesta sexta-feira (26)

Prosel 2021: Abertas inscrições para o Processo Seletivo do Ifba/Brumado

Brumado: É Fake o vídeo que circula nas redes sociais na qual torcedores do Flamengo estariam nas ruas em comemoração ao título

Governador proíbe cirurgias eletivas em hospitais públicos e privados da BA por 7 dias

Flamengo é campeão brasileiro mesmo após perder para o São Paulo no Morumbi

Brumado: Incêndio destrói casa na Rua Nazaré no bairro Dr. Juracy; não havia ninguém na residência

Brumado: Mãe de empresário é atropelada por motocicleta na Avenida Centenário

Brumado: Jovem de 24 anos é morto a tiros na Av. Antônio Mourão Guimarães

Brumado: Município registra 59 mortes por conta da Covid-19; 30 estão hospitalizados


Algozes psicológicos: medo, inibição e timidez

Foto: Reprodução

Na obra "Amor, imbatível amor", de Joanna de Ângelis - Espírito, psicografada por Divaldo Pereira Franco, percebemos que a nossa trajetória na vida é caracterizada por passagens traduzidas através das incontáveis vivências e experiências que nos permitimos. Esses acontecimentos são valiosos para aprimorarmos o nosso espírito, o qual vem se arrastando ao longo de toda a sua existência com uma única finalidade: progredir - intelectual e moralmente. Assim, não podemos malbaratar esses momentos, buscando extrair o máximo de proveito de todos eles. Algo existe em nosso íntimo que nos impulsiona a avançar, mas que também pode concorrer como verdadeiro empeço para a nossa evolução, considerando os registros em nosso arcabouço psicológico - nossa essência -, oriundos das múltiplas experiências na carne e fora dela. 

Deste modo, foram identificados no medo, na inibição e na timidez atitudes comportamentais marcantes da personalidade que nos prejudicam, sobremaneira, em nossas empreitadas, na nossa forma de agir e atuar na sociedade. Venceremos esses algozes na medida em que os encararmos com determinação e persistência. Constitui atitude impostergável! Deveremos fazê-lo, aos poucos, naturalmente. Sempre buscando, antes, nos prepararmos para as situações que os ensejarão. Tal postura assume caráter relevante para transpormos esses obstáculos que tanto impedem o nosso progresso. Também, a forma com a qual somos educados pelos nossos pais tem interferência em nosso comportamento. Pais excessivamente castradores e dominadores terminam por favorecer a instalação desses algozes. Da mesma forma, eventos de bullying - em casa, na escola e na sociedade -, caracterizados por ataques psicológicos frequentes, afetam o Ser em desenvolvimento, criando verdadeiras barreiras, as quais levarão à instalação de tais algozes. O Universo conspira para nos auxiliar, bastando assumirmos o desafio que se faz premente. Pessoas há que se deixam dominar pelo pavor ante tais desafios, somatizando situações que as levam ao desequilíbrio emocional, o qual abala toda a estrutura fisiológica, impedindo a fluidez e a coerência do pensamento. Nossa mente é dínamo poderoso, a ponto de, aturdida e desequilibrada, afetar o nosso corpo. Por mais difícil que possa parecer, deveremos nos engajar no propósito de superar as nossas dificuldades apresentadas por conta do medo, da inibição e da timidez, como forma de fazermos desabrochar as nossas potencialidades, as quais jazem latentes em nosso imo. (Por: Irlando Lino Magalhães Oliveira, Comandante da 46ª CIPM/Livramento de Nossa Senhora)

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário