ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

'Brumadinho de açúcar': Buracos em ruas causam prejuízos e acidentes de trânsito

Brumado: Mais uma terceirizada da Coelba é acusada de atrasar salários de colaboradores

Variante Ômicron representa risco global muito alto, alerta OMS

Prefeito de Brumado anuncia antecipação da 2ª parcela do 13º salário

Campanha 'Natal solidário - Convida 20 Sem Fome' arrecada alimentos para famílias carentes

Brumado: Aluga-se galpão de 466 m² no bairro Malhada Branca

Chuvas deixam 50 pessoas desabrigadas e causam transtornos em Anagé

Carro é danificado e motorista por pouco não é linchado em Brumado

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia

Brumado: Sem pneus, carro é incendiado no bairro Dr. Juracy

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Após tentar por 27 vezes, vendedor ambulante passa em concurso da Polícia Militar da Bahia

Após fortes chuvas, lama invade casas em Itacaré

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Brumado: Modelo de escolas em Tempo Integral chamam a atenção de municípios da Região

Homem é condenado a mais de 20 anos por feminicídio de servidora do Detran-BA

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Palmeiras vence Flamengo na prorrogação e conquista 3º título da Libertadores

Caso Ariane: Acusado de feminicídio em 2019 é absolvido pelo júri e tem pena de 1 ano e meio

Brumado: Calçamento cede e caminhão fica com a roda presa no buraco no bairro Baraúnas


Brumado: Professores continuam em greve, e ameaçam não participarem do desfile cívico de 7 de setembro

Foto: Marcos Paulo/97NEWS

Mesmo após a derrubada do veto feita pela administração municipal ao reajuste dos salários dos professores, a categoria ainda estão em greve. Tudo porque a proposta apresentada não agradou os professores. De acordo com os educadores, vão manter a greve porque a prefeitura tentou alterar o texto para que fosse retirado do projeto o nome da APLB como sindicato que representa os professores no município. Mas os professores aprovaram por unanimidade a permanência do sindicato como representante legal da categoria. Segundo Cézar Nolasco, presidente regional da APLB, mesmo com a derrubada do veto eles vão continuar com a greve até que a administração municipal apresente o projeto na íntegra. Ainda de acordo Nolasco, se não for firmado um acordo imediato, nós não vamos participar do desfile cívico do 7 setembro, e vamos sim fazer um protesto. Com esta situação muitos pais de alunos procuraram a redação do 97NEWS para saberem se mandam ou não seus filhos para o desfile das escolas. Segundo a Secretaria de Educação, o desfile ocorrera normalmente, seguindo o roteiro programado. Nossa equipe vai acompanhar de perto todo o desfecho destas negociações.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário