ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Casos ativos da Covid-19 voltam a cair após 4 dias na Bahia; estado registra 9 óbitos em 24h

Embasa é acionada por descarte irregular de resíduos em Morro do Chapéu

Brumado: Terminal Rodoviário passa por manutenção e conservação

Conquista: Comerciante é preso vendendo celulares com restrição de roubo

Bahia receberá primeira Copa Indígena de Futebol

Empresa brumadense está entre as classificadas para o Prêmio BBM de Logística 2021

Caminhoneiros acusam ministro de se empenhar para desarticular greve

Itapetinga: Homem é preso suspeito de se passar por funcionário de bancos e aplicar golpes de mais de R$ 50 mil

Brumado: Moradores da rua Bocaiuva reclamam que coleta não está sendo realizada e lixo se acumula pela rua

Novo decreto que vai liberar 50% da capacidade dos estádios na Bahia

Brumado: Moradores da Rua Princesa Leopoldina rompem manilha de esgoto após alagamento de casas

Brumado: Moradores reclamam de criação de porcos perto de residências no bairro São Felix

Brumado: Câmara recua e não vota proposta para volta das máscaras de proteção

Conquista: Acidente entre carro de passeio e carreta deixa quatro mortos

Senhor do Bonfim: Operação prende empresário considerado 'príncipe do tráfico'

Após reivindicação da vereadora Verimar, operação 'Água Potável' é iniciada em Brumado

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

Brumado: OAB vai acionar prefeito na Justiça após decreto que liberou uso de máscaras

Brumado: Colisão lateral entre veículo de passeio e moto deixa dois feridos na BA-148

Motociclista de 42 anos morre em acidente na BA-148


Agricultor sofre acidente de trabalho e fica com medo de perder o olho

O olho do lavrador foi atingido seriamente na pancada (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

A divulgação de acidentes de trabalho se centraliza mais na indústria se esquecendo de uma importante fatia do mercado que é a Agricultura. Ainda não existem dados oficiais, mas o número de acidentes entre os lavradores é alto, mas, em contrapartida quase não existem campanhas de conscientização para se evitar acidentes. Nesta quinta-feira (30) a reportagem do 97NEWS acompanhou o drama do lavrador Miguel Ricardo Morais, 50 anos, morador da Fazenda Lagoa do Leite, o qual sofreu um acidente enquanto trabalha com foice e machado. Segundo ele um dos cabos se soltou e atingiu com grande violência um dos seus olhos, criando um inchaço muito grande. Ele que ficou com medo de perder a visão enfrentou o desafio de atendimento no HMPMN para saber se a sua situação era grave. Por sorte o tratamento não será de alto impacto e sua visão não será afetada. Mas fica aqui o alerta para os trabalhadores rurais para tomar todas as precauções no sentido de evitar acidentes de trabalho. Confira dicas importantes: 

As ferramentas manuais, em geral, não causam acidentes graves, mas podem trazer incapacidade parcial ou permanente


As ferramentas manuais, em geral, não causam os chamadosacidentes graves, mas podem trazer incapacidade parcial ou permanente conforme o caso. Por isso, é bom tomar algumas precauções já que algumas delas podem ser causa contínua de acidentes.


Atualmente, existem muitos casos registrados de mortes causadas por acidentes com equipamentos manuais portáteis, o que na prática são ferramentas manuais mecânicas ou motorizadas, como as motosserras. Portanto, esses equipamentos são merecedores de total atenção por parte dos usuários, evitando-se, assim, maiores transtornos e avarias.


Os acidentes de trabalho mais comuns na área rural são os cortes, dilacerações e contusões. Por causa da dificuldade de primeiros socorros imediato, estes ferimentos podem infeccionar e se transformarem em graves. Daí a necessidade de se ter a caixa de primeiros socorros em cada posto de trabalho.


- As ferramentas manuais de uso no campo, devem ser transportadas em lugares especialmente preparados para tal finalidade, nunca espalhadas e soltas nas carrocerias ou nas cabines dos caminhões.


- Certos tipos de ferramentas precisam utilizar estojo protetor ou bainhas, como machado, foice, facão e outras ferramentas de corte, assim evitam-se ferimentos.


Cada ferramenta deve estar preparada para o uso ao qual se destina

 

- Cada ferramenta deve estar preparada para o uso ao qual se destina. Os instrumentos cortantes, por exemplo, devem estar bem afiados, para evitar maior esforço do trabalhador e para conservá-las em boas condições de uso. 

 

- Mesmo durante o trabalho, as ferramentas devem ficar onde não ofereçam perigo a ninguém, e nas oficinas devem ficar em caixas de ferramentas ou em quadros fixos. 

 

- Certas ferramentas manuais exigem do trabalhador a utilização da proteção individual, como luvas, perneiras e botas. 

 

- Deve-se, também, manter certa distância entre trabalhadores para evitar que eles sejam atingidos na movimentação das ferramentas. 

 

- É importante, também, que um trabalhador nunca jogue uma ferramenta para o companheiro pegar, o correto é entregar nas mãos, diretamente.

 

Aprimore seus conhecimentos acessando o Curso Segurança no Trabalho Rural, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário