ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Clínica Mais Vida informa que estará de recesso entre 22 e 25 de junho

Homens são 98% dos presos por aborto no Brasil, diz Justiça

'Rei da Seresta' é preso após show no interior da Bahia

Brumado: Paulo Henrique é encontrado morto às margens de linha férrea no bairro Dr. Juracy

Justiça mantém multa de R$ 8,6 mi a Oi por propaganda enganosa em emissora de TV

Prefeita do município de Maetinga é alvo de duas CPIs

Vídeo em que advogada aparece chorando junto aos filhos por ter passado no concurso viraliza

Salário médio dos baianos era sexto menor do Brasil em 2022, aponta IBGE

Mulher é presa ao tentar vender filhos na Bahia; uma das crianças tinha 32 dias

OMS alerta sobre lote falsificado de Ozempic encontrado no Brasil

Inverno na Bahia: Cidades baianas devem ter frio de 10ºC

Super ofertas do mês de junho da Central das Carnes; confiram


Banda Vingadora: Do auge ao declínio num piscar de olhos

Grupo itabunense se apresentou apenas 11 vezes em maio. Em junho a perspectiva é ainda pior. (Foto: Divulgação)

Depois de estourar nacionalmente com a música “Metralhadora” no Carnaval deste ano, a banda itabunense Vingadora parece seguir o preocupante caminho de outros grupos que ficaram em evidência durante a folia momesca e meses depois caíram no ostracismo. Após a frenesi dos meses de janeiro e fevereiro, a líder da banda, Tays Reis, vê a quantidade de shows em sua agenda cair mês após mês. A queda no número de apresentações começou em março, um mês após ficar conhecida em todo o Brasil. Se em fevereiro a banda Vingadora fez 24 shows, em março, mesmo com participação em programas de TV e rádio de todo o país, o grupo cantou em eventos em 19 oportunidades. Em abril a queda no número de apresentações continuou e Tays fez somente 15 shows. Se alguém achava que a situação da Vingadora não poderia piorar, a agenda de maio surpreendeu e, segundo o site oficial da própria banda, o grupo se apresentou somente em 11 oportunidades.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário