ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CDL de Brumado comemora retomada da economia em feriado do 'Dia dos Pais'

Anvisa autoriza segunda dose da vacina da Oxford contra a Covid-19 em voluntários

SAC de Brumado passa por desinfecção contra o coronavírus

Nº de mortes causadas pela Covid-19 em Vitória da Conquista mais que triplica em intervalo de um mês

Covid-19: Vacinação em massa pode apresentar dificuldades por falta de seringas no Brasil

Brumado: Com apoio da RHI Magnesita, família ganha nova casa e sede da Associação de Lagoa dos Algodões é reformada

Bahia registra 1.628 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Bahia: No primeiro semestre de 2020, 6,77% das crianças nascidas foram registradas sem o nome do pai

Gel Sol: Uma empresa especializada em renovar o seu Consumo de Energia!

Brumado ultrapassa 3 mil notificações da Covid-19, o novo coronavírus

'Babas' de fim de semana continuam ativos na zona urbana e rural de Brumado

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Entregador vítima de racismo em SP ganha moto nova e mais de R$ 125 mil em vaquinha

Pandemia do coronavírus vai custar R$ 700 bilhões no Brasil

PRF apreende 12 mil pares de tênis falsificados em Conquista

Comunicado Pax Nacional

Brumado registra 3 novos casos de coronavírus; total chega a 566

LAB: Feliz dia dos Pais

Município de Brumado ultrapassa 500 pacientes curados do coronavírus

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Piauiense de 25 anos é o juiz federal mais jovem do Brasil

Foto: Reprodução/Facebook

Um jovem de 25 anos é o juiz federal mais jovem do Brasil. Ele foi aprovado em primeiro lugar no concurso do Tribunal Regional Federal da Primeira Região que oferecia 29 vagas e teve 8,3 mil inscritos, atraídos pelo salário de quase R$ 22 mil. O candidato, Pedro Felipe de Oliveira Santos, nasceu em Teresina, no Piauí, em 1987. Especializado em concursos públicos, ele é filho único de pais servidores públicos. “O candidato jamais se sentirá integralmente preparado. O conteúdo é vasto. Estuda-se Constitucional, esquecem-se alguns detalhes de Administrativo; volta-se para Administrativo, esquecem-se outros temas essenciais de Direito Penal, e assim por diante. Nunca me senti 100% em nenhuma prova. Não tenho dúvidas de que isso seria humanamente impossível. No meu caso, embora aprovado em primeiro lugar, fico tenso ao me recordar de uma série de conteúdos que ainda considero não ter aprendido a contento, e que certamente serão objeto de profunda revisão até a posse." Finalizou Pedro. Atualmente, exercia o cargo de defensor público da União em Brasília (DF), onde estudou Direito na Universidade de Brasília (UnB), entre 2004 e 2009. Sobre o sucesso, explicou: "Não devemos ter medo de ‘dar a cara a tapa’. É preciso perder o receio da reprovação, de ser zoado pelos colegas, de decepcionar os familiares ou a si."



Comentários

  • Adailson

    "Só uma pergunta? Quem nasce em 1987 só tem 25 anos? Grato"

Deixe seu comentário