ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Badalado restaurante de Livramento é demolido pelos proprietários após decisão Judicial

Atleta vai representar Brumado no Campeonato Baiano de Karatê em Salvador

Brumado: Câmera flagra homem furtando caixa de som em loja de utilidades do centro; assista

Brumado: 34ª CIPM intensifica segurança e realiza blitz na cidade

Criança de 2 anos e oito meses morre após ser atropelada em Guajeru

Xiaomi apresenta robô humanoide que reconhece tristeza e 'consola'

Carta pela democracia atinge 1 milhão de assinaturas

Preço dos alimentos puxa inflação e salário mínimo é defasado

Justiça manda prender goleiro Bruno por atraso na pensão alimentícia

Acidente deixa três mortos na BA-142 entre os municípios de Ituaçu e Barra da Estiva

Brumado: Audiência discute intolerância religiosa e ataques a religião de matriz africana

Polícia descobre desmanche de carros durante operação em Caetité

Bahia tem nova redução e gasolina fica quase 10% mais barata; em Brumado o valor chega a R$ 5,09

Lacen realiza coleta de sangue de morador de Brumado com suspeita de Monkeypox

Vaca escorrega após invadir farmácia no Oeste da Bahia; vídeo viraliza na internet

'É melhor nos tratarem bem, senão vamos ligar o foda-se', diz Paulo Guedes em resposta à França

Homem é preso em operação de combate à pornografia infantil na Bahia

MP-BA lança cartilha digital que orienta sobre violência doméstica

Rosa Weber é eleita nova presidente do STF

Deputado João Carlos Bacelar discute com agentes de trânsito em Salvador


Globo deve perder a exclusividade na transmissão do Campeonato Brasileiro

(Imagem: Reprodução)

Está bem perto do fim um dos mais antigos relacionamentos de transmissão exclusiva do futebol no Brasil. A TV Esporte Interativo está muito próxima de anunciar o contrato com cinco clubes para a exibição de partidas do Campeonato Brasileiro a partir de 2019. Atlético-PR, Bahia, Coritiba, Inter e Santos discutem os últimos detalhes de um contrato que vai ceder os direitos de transmissão, para a TV paga, das edições de 2019 a 2023 do Brasileirão. Pelo acordo, a EI desembolsaria cerca de R$ 27,5 milhões anuais por clube, nove vezes mais do que paga, atualmente, a Globosat, que desde 1997 detém exclusividade na transmissão da Série A nacional. O martelo deve ser batido nos próximos dias. Nenhum dos clubes confirma o acerto, mas todos dizem que o desfecho está próximo. A negociação se arrasta desde o ano passado, quando a Turner se tornou sócia majoritária da Esporte Interativo. As negociações vêm sendo conduzidas pelos fundadores do canal esportivo. Caso o contrato seja assinado, é bem provável que haja um racha na transmissão do Brasileiro, tirando os clubes da telinha. Por lei, só os jogos envolvendos os times que têm contrato com a mesma emissora podem ser exibidios. Assim, as transmissões da EI ficariam restrita a partidas com os times com os quais ela tem contrato. Até agora, oito clubes já fecharam com a Globo para o período de 2019 a 2023: Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Sport, Vasco e Vitória. Outro ponto que deve gerar mais discussão é que os acordos com a Esporte Interativo são só para a TV paga. Os direitos da TV aberta e pay-per-view teriam de ser negociados com a Globo ou eventualmente outro interessado. Até agora, porém, nenhuma outra emissora demonstrou ter interesse nesse pacote. Assim, os clubes poderão ter problemas para ter seus jogos transmitidos. Outra possiblidade é, até lá, Globosat e EI chegarem a um acordo. De qualquer forma, assim que o contrato com a EI for assinado, o monopólio da Globosat chegará ao fim após quase duas décadas.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário