ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Polícia encontra depósito clandestino de combustíveis em Itapetinga

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Abastecimento em bairros e localidades rurais de Brumado registra irregularidade por falta de energia elétrica

Preço da gasolina sobe quase 60 centavos e chega a R$ 5,09 em Brumado

Clínica Mais Vida traz para Brumado o que há de mais moderno em Ultrassonografia de qualidade e alta definição

Barra do Choça: Mulher é encontrada morta dentro de casa; suspeito possuía dívida de R$15 mil

Acusado de furtar seringas, servidor foi encontrado morto antes de ser ouvido em Conquista

Fim de semana com alimentos saudáveis é na Bete Fruits

47 novos casos de coronavírus são registrados nas últimas 24h em Brumado

Brumado; Presidente da Câmara afirma que áudio em que ele pede 'farra' no primeiro salário, 'não passou de uma brincadeira entre eles'

Índia autoriza exportação de vacina para o Brasil, diz agência Reuters


Vídeos sobre o preço da gasolina na divisa do Brasil e Venezuela viraliza na internet

Foto: Reprodução

Se os brasileiros já são apaixonados por carros mesmo pagando em média até R$ 3,89 pelo litro da gasolina no país, imaginem se o preço fosse de apenas R$ 0,39 centavos? Pois essa é a realidade dos vizinhos da Venezuela, que pagam bem menos pelo combustível do que por uma garrafa de água potável.  Acredite, encher com gasolina o tanque de um carro de família (com capacidade para 50 litros) num posto da divisa custa R$ 6,00.  Dono de uma das maiores reservas de petróleo do mundo e um dos principais fornecedores dos Estados Unidos, a Venezuela tem sua economia regida há muitos anos pelo vai-e-vem do preço dos barris no mercado internacional. Quando o valor do "ouro negro" sobe, como agora, o governo tem dinheiro de sobra para investir em infra-estrutura e programas sociais. Mas o petróleo barato influencia principalmente a microeconomia, aquela do dia-a-dia dos venezuelanos. E a diferença está nas ruas. Quase não se vê carros de mil cilindradas, mais econômicos, nas ruas. A população prefere carrões ao estilo norte-americano, que fazem em média de 5 a 7 quilômetros com um litro de gasolina, contra uma média de 10 quilômetros por litro dos carros mil cilindradas, que é um sucesso de vendas no Brasil. Por isso nesse momento de crise os brasileiros estão visitando ainda mais o país vizinho, e filmando a fila imensa de carros que aguardam para abastecer, na única bomba de gasolina que é permitida aos brasileiros.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário