ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Homem morre em confronto com policiais na Chapada Diamantina

TRE da Bahia volta exigir obrigatoriedade de uso de máscaras em suas dependências

Postos SAC na capital e interior fecham na sexta-feira (24) e sábado (25)

Bahia: Carreta pega fogo populares saqueiam carga na BR-116

Com 40 casos hospitalares em 22 dias, Sesab alerta para risco de queimaduras nos festejos juninos

Atendimento do INSS ficará suspenso durante o feriado de São João na Bahia

Receita alerta para golpes envolvendo a regularização de CPF

Tanhaçu: Motociclista fica ferido após atropelar animal na BA-142

Covid-19: Casos ativos chegam a 5,2 mil na Bahia e estado registra nove mortes em 24h

Câmara Municipal de Vereadores de Brumado recebe representante do Tiro de Guerra

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre a Logoterapia e a superação dos traumas emocionais


Na Bahia, mulher terá de ser informada sobre soltura do agressor

(Foto: Reprodução)

As vítimas de violência doméstica na Bahia terão de ser notificadas com antecedência se o seu agressor for posto em liberdade. A determinação consta em uma instrução normativa publicada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA ). Pela norma, as vítimas também terão que ser notificadas sobre o termos da prisão em flagrante. O mesmo deverá ocorrer se prisão em flagrante for substituída por medidas protetivas de urgência. Nesse caso, a mulher deve ser avisada sobre a liberdade e as medidas de proteção disponíveis, como o serviço de Ronda Maria da Penha. A instrução do TJBA foi elaborada com base na política nacional de enfrentamento à violência doméstica, nos princípios norteadores da legislação vigente com foco na proteção da vítima e na necessidade de adequação dos procedimentos. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJBA .



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário