ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Clínica Mais Vida informa que estará de recesso entre 22 e 25 de junho

Homens são 98% dos presos por aborto no Brasil, diz Justiça

'Rei da Seresta' é preso após show no interior da Bahia

Brumado: Paulo Henrique é encontrado morto às margens de linha férrea no bairro Dr. Juracy

Justiça mantém multa de R$ 8,6 mi a Oi por propaganda enganosa em emissora de TV

Prefeita do município de Maetinga é alvo de duas CPIs

Vídeo em que advogada aparece chorando junto aos filhos por ter passado no concurso viraliza

Salário médio dos baianos era sexto menor do Brasil em 2022, aponta IBGE

Mulher é presa ao tentar vender filhos na Bahia; uma das crianças tinha 32 dias

OMS alerta sobre lote falsificado de Ozempic encontrado no Brasil

Inverno na Bahia: Cidades baianas devem ter frio de 10ºC

Super ofertas do mês de junho da Central das Carnes; confiram


Baiana que foi vítima da tragédia em Mariana e perdeu pais e irmãs passa por Brumado pedindo ajuda

A itambeense, Nilda Rodrigues disse que sua história ficou enterrada na lama de Mariana (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

A baiana Nilda Rodrigues de Souza (46), natural de Itambé, que foi morar na cidade de Mariana há cerca de 6 anos, foi uma das vítimas da maior tragédia ambiental do país. Ele está em Brumado para tentar a vida novamente, já que perdeu tudo o que tinha na catástrofe. Aos prantos ela falou à reportagem do 97NEWS os momentos de pavor que passou relatando que “estávamos em casa quando, de repente, ouvimos um barulho terrível, como se fosse um terremoto e quando fomos ver era só lama. Procurei minha família e só consegui escapar com meu marido, perdendo meu pai, minha mãe e duas irmãs que acabaram sendo levados pela força da correnteza”.  Ela, que era dona de uma bomboniere em Mariana, descreveu que veio de lá para Montes Claros, recebendo ajuda das empresas de ônibus e ao chegar à Bahia recebeu o apoio da Viação Novo Horizonte, e está de passagem por Brumado pedindo ajuda, já que vai para Itapetinga para morar na casa de um parente de seu esposo. O relato chama a atenção, já que ela perdeu 4 entes queridos nessa tragédia que abalou o Brasil. “A vida perdeu o sentido para mim, não faço mais questão de grandes coisas na minha vida, pois tudo que eu tinha ficou soterrado na lama de Mariana”, finalizou. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário