ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Adolescente de 13 anos diagnosticada com tumor no cérebro aguarda por uma vaga em uma UTI avançada

Novo carregamento da vacina pediátrica da Pfizer chega ao Brasil

Mulher doa rim para namorado e homem acaba relacionamento após traí-la

Guanambi: Duas pessoas são conduzidas à delegacia por furto de energia

Euclides da Cunha: Mulher é achada morta dentro de imóvel com sinais de enforcamento

Brasil registra 84 mil casos de Covid e cerca de 1 milhão em uma semana

Guanambi: Prefeitura habilita 10 leitos clínicos para tratamento da Covid-19 e mais 10 leitos de suporte à UPA

Bahia atinge 18.314 casos ativos de Covid-19 e registra 18 mortes pela doença

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira


Vaqueiro tem mão amputada após ser golpeado com facão pela esposa em Jaguaquara

(Foto: Blog do Marcos Frahm )

O vaqueiro Clodoaldo Beltrão, de 29 anos, teve a mão amputada depois de ser atacado a golpes de facão por sua esposa, Simone Roteiro da Silva, 35, na cidade de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, interior do estado da Bahia. O crime aconteceu dentro da casa em que os dois moravam, na rua Lindolfo Porto, no bairro Casca, durante a madrugada desta quarta-feira (23). Testemunhas acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que prestou os primeiros socorros à vítima e o encaminhou para o Hospital Municipal de Jaguaquara (HMJ), onde recebeu atendimento e logo foi transferido para o Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), na cidade de Jequié. De acordo com a delegacia da cidade, devido à gravidade do ferimento, Clodoaldo teve a mão direita amputada e foi submetido a uma cirurgia. Não há informações sobre o estado de saúde dele, que segue internado. Logo depois do crime, a agressora se apresentou aos policiais afirmando ter matado o marido "sem querer". Na delegacia, ela explicou que agiu em legítima defesa durante uma briga e que não queria ter machucado o marido. O facão utilizado no crime também foi apresentado por ela na unidade. Ela foi ouvida e responderá ao crime em liberdade, uma vez que é réu primária e tem bons antecedentes.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário