ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira

Família é feita refém e torturada durante assalto na zona rural de Brumado

Morre aos 94 anos, a mãe do presidente Jair Bolsonaro

Suspeito de tráfico de drogas é preso em Guanambi

Na Bahia, 283 servidores que não comprovaram vacinação serão afastados por 90 dias

Criança que teve parada cardíaca horas após se vacinar tem doença rara, diz investigação

Brumado: Ambulância atropela e mata cavalo na BA-262

36 agências bancárias da Bahia fecham temporariamente após surto de Covid-19

Ataque hacker ultrapassa 24 horas e sites do governo ainda estão fora do ar

Dr. Igor Malaquias foi o entrevistado do Tema Livre Podcast desta semana

Bahia: Governador anuncia redução de 3 mil para 1,5 mil pessoas em eventos

Brumado: Presidente da Câmara testa positivo para Covid pela 3ª vez

Policiais civis aprovam estado de greve na Bahia

Site da Secretaria de Segurança Pública da Bahia é hackeado

Prefeitura de Brumado vai iniciar reformas em casas atingidas pelas chuvas

Brasil registra 6 vezes mais casos diários de covid-19 que em dezembro

Brumado registra 36 novos casos de coronavírus em 24h


Amendoeira de mais de 30 anos começa a trazer transtornos aos moradores da Trav. Moreira

A amendoeira tem mais de 30 anos e é considerada cartão postal do local (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

Em tempos de ampla defesa do Meio Ambiente e das reservas naturais, cometer qualquer ação que vai de encontro a essa nova lógica é considerada crime, ou seja, passiva de pena e também de multa. Neste contexto algumas situações acabam criando um entrave como a que está ocorrendo na Travessa Moreira, no Bairro das Flores, onde uma amendoeira de mais de 30 anos, a qual é considerada o cartão postal da via, começa a causar grandes transtornos à vida dos moradores do local. A equipe de reportagem do 97NEWS esteve no local e ouviu alguns moradores que disseram que estão numa “sinuca de bico”, já que se cortarem a árvore podem ser penalizados, mas se a mesma continuar se expandindo os prejuízos podem ser grandes como relatou a moradora Albanisia de Souza e Silva que disse estar sofrendo com o problema, já que as raízes da árvore estão rachando a sua residência, além do que muitos galhos já estão caindo, o que pode causar danos físicos a quem passa pelo local. Além de que os galhos estão quase atingindo a rede elétrica podendo causar acidentes com os fios de alta tensão (foto abaixo). Diante do exposto os moradores pedem socorro às autoridades para que o problema seja resolvido. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário