ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Agência é explodida em Iguaí, Sudoeste do Estado

Bahia recebe 150 mil doses de vacina BCG após municípios enfrentarem desabastecimento

Honestidade: Mulher que achou quase R$ 1500 em Brumado encontra a dona e devolve o valor

Criação do União Brasil deve ser oficializada em fevereiro, diz Neto

Senado aprova medida provisória que cria Auxílio Brasil

Suspeito de chefiar esquema de lavagem de dinheiro em SP é preso na Bahia

Atlético-MG vence de virada, conquista o título e complica a vida do Bahia

Conquista: Jovem de 18 anos é presa ao tentar levar cocaína, armas e munições em ônibus

Gabriel, ex-jogador do Flamengo, estará presente no Futebol Solidário 2021

Caminhão baú de Brumado tomba entre o Distrito de Cascavel e Mucugê

Brumado: Mulher encontra quase R$ 2 mil próximo a banco e procura por dono da quantia

Infectologista da Clínica Mais Vida, em entrevista a TV Sudoeste, fala sobre o Dia Internacional da Luta contra a AIDS

Empresário Emanoel Araújo participa do lançamento da pré-candidatura de ACM Neto

Tema Livre Podcast desta semana recebeu o produtor de eventos e artista plástico 'Kezinha'

Municípios relatam atraso em entrega de vacina BCG; cidades sofrem com desabastecimento

Criança morre depois que parede de casa desaba em Itapetinga

Governo da Bahia publica mudanças em mais de 50 comandos da Polícia Militar

Infectologista da Clínica Mais Vida fala sobre o Dia Mundial de Luta contra a AIDS e a importância do diagnóstico precoce

Dom Basílio: Morre o blogueiro Aderson Caires, vítima de doença neurodegenerativa

Política: Jair Bolsonaro assina filiação ao PL


Bug descoberto em Android pode afetar 1 bilhão de telefones

(Imagem: Reprodução)

Um bug descoberto no sistema operacional Android pode deixar cerca de 1 bilhão de telefones vulneráveis a ataques de hackers. O prblema foi descoberto por pesquisadores e ocorria toda vez uma foto, mensagem ou vídeo era enviado para outro smartphone. O Google afirma que já corrigiu o erro, mas que milhares de usuários ainda precisam atualizar o software. Ainda segundo os pesquisadores, a falha é extremamente perigosa e possibilitava que hackers enviassem um código através de uma mensagem multimídia e conseguiria ter acesso ao Stagefright, serviço dentro dentro do Android. Após a ativação, o Stagefright permitiria o uso de aplicativos e funções do celular, como a câmera, sem a permissão do usuário. "Estas vulnerabilidades são extremamente perigosas pois não precisam de nenhuma ação da vítima para serem exploradas", escreveram os pesquisadores, da companhia americana especializada em segurança Zimpherium. "Esta vulnerabilidade foi identificada em um ambiente de laboratório (usando) dispositivos com Android mais velhos e, até onde sabemos, ninguém foi afetado", informou o Google. A impresa disse ainda que vai disponibilizar mecanismos de proteção em código aberto.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário