ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Serviço de primeiro emplacamento só poderá ser realizado após a confirmação de dados

Brumado: Adolescente de 13 anos diagnosticada com tumor no cérebro aguarda por uma vaga em uma UTI avançada

Novo carregamento da vacina pediátrica da Pfizer chega ao Brasil

Mulher doa rim para namorado e homem acaba relacionamento após traí-la

Guanambi: Duas pessoas são conduzidas à delegacia por furto de energia

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Euclides da Cunha: Mulher é achada morta dentro de imóvel com sinais de enforcamento

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Brasil registra 84 mil casos de Covid e cerca de 1 milhão em uma semana

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Guanambi: Prefeitura habilita 10 leitos clínicos para tratamento da Covid-19 e mais 10 leitos de suporte à UPA

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Bahia atinge 18.314 casos ativos de Covid-19 e registra 18 mortes pela doença

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira


Mulher manda matar marido após descobrir que ele abusava da filha de dez anos

(Foto: Reprodução)

Uma mulher foi presa suspeita de encomendar a morte do marido em Franca, no interior de São Paulo. Ela teria descoberto que o homem abusava sexualmente de sua filha de dez anos. O corpo do homem foi encontrado em um matagal da cidade.Juliana Pereira Feliciano Castro, de 33 anos, era casada com o sapateiro Jurandir da Silva, de 48. Os dois moravam com a filha do primeiro casamento de Juliana em um conjunto de prédios na zona norte de Franca.Juliana teria descoberto que Silva havia abusado sexualmente da criança. A menina foi levada ao médico e um laudo constatou os abusos. Revoltada, a mulher decidiu encomendar a morte do marido.No final de abril, o grupo abordou Silva quando ele saía de casa para trabalhar e o levou a um cafezal localizado às margens da rodovia Nelson Nogueira, que liga Franca a Ribeirão Corrente.Ela contratou cinco homens que moravam no mesmo bairro para executarem o crime.O corpo do sapateiro foi encontrado dois dias depois com as mãos amarradas e enrolado em um lençol.A polícia identificou os cinco suspeitos. Um deles é Luis Tarcisio de Oliveira, que negou a participação no crime, além de Sérgio Ramos, de 34, Breno Feliciano, de 20, e Valdeir Alves, de 27.A polícia ainda procura por Alexsander Mateus Barbosa. Juliana também está presa.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário