ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Índia autoriza exportação de vacina para o Brasil, diz agência Reuters

Municípios atendidos pela Central de Atendimento Covid em Brumado registram aumento nos casos de coronavírus

Cinco morrem em incêndio em prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia

Em suposto áudio gravado no aplicativo de mensagens, presidente da Câmara de Brumado informa primeiro pagamento dos edis e ironiza; 'galera é pra fazer farra viu'

Mutuípe: Médico de 95 anos escolhido para ser primeiro vacinado contra Covid-19 morre horas antes de ser imunizado

Mais de 19 mil baianos já tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19

Vitória da Conquista: Juiz autoriza paciente a plantar maconha para tratar fibromialgia

Bahia: MP aciona prefeito de Candiba por improbidade; prefeito 'furou' fila da vacinação

Brumado: Casal morre e três ficam feridos em grave acidente na rotatória da BA-262 e BR-030

Bahia registra recorde na média móvel de casos de Covid-19

Brumado confirma a 47ª morte por conta do novo coronavírus

Caoa pode substituir Ford na fábrica de Camaçari, afirma coluna

Vacina negociada pelo Governo da Bahia é rejeitada pela Anvisa

Município de Brumado serviu como base de distribuição da Coronavac para microrregião

Brumado: Em nota, vereador denuncia que recebeu gabinete sem móveis e computadores

Mais rápida, grave e letal entre jovens: médicos relatam

Primeiras doses da vacina contra a Covid-19 chega em Brumado; imunização começou na manhã desta terça-feira (19)

Clínica Mais Vida traz para Brumado e região a médica Dra. Pâmela Araújo, que atua na área de Alergologia e Imunologia

Primeiras doses da vacina contra a Covid-19 chegam em Salvador


Conta de luz seguirá com bandeira vermelha em junho

(Foto: Reprodução)

O consumidor continuará recebendo a conta de luz com a bandeira tarifária vermelha em junho, de acordo com determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A cor da bandeira foi adotada em função da escassez de água nos reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN). A bandeira vermelha representa uma cobrança adicional de R$ 5,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumido em residências, estabelecimentos comerciais e indústrias. O regime de bandeiras tarifárias passou a ser adotado a partir de 1º de janeiro deste ano e tem a finalidade de cobrir os custos com a produção de energia térmica devido à baixa geração nas hidrelétricas. Além da vermelha, o sistema usa as cores amarela (R$ 2,50 a cada 100 kWh) e verde, que não agrega novos custos à conta de luz.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário