ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Faculdade de medicina terá acesso via rotatória na BA-262

Brumado: MP abre inquérito civil para apurar irregulares em obras nos canais dos riachos 'Bate-Pé' e 'Sapé'

Homem morre em confronto com a polícia em Caetité

Bahia dá vexame e perde título da Copa do Nordeste para o Ceará

E2 Engenharia apresenta novo empreendimento na cidade de Brumado

Beirute: Explosão em armazém causa destruição no Líbano

Brumado registra quinta morte por Covid-19, o novo coronavírus

Antes mesmo de ser lançada, estelionatários estão repassando notas falsas de R$ 200 na Região Sudoeste

Conquista: Mãe e filho são presos por tentar subornar PMs com R$ 40 mil

Decreto regulamenta classificação de rsico de atividade econômica em Brumado

Bahia: Escolas voltarão com aulas aos sábados e sem recesso de fim de ano, diz Governador

Impeachment de Bolsonaro não é prioridade da Câmara, diz Rodrigo Maia

8 municípios baianos ainda não possuem casos confirmados da Covid-19

Brumado registra mais oito novos casos da Covid-19 nas últimas 24h

Brumado: Mais um acidente com vítima fatal é registrado na rotatória que dá acesso ao bairro Esconso

Brumado: Farmácias voltam a operar em regime de plantão

Livramento de Nossa Senhora: Mãe é detida após desferir golpe de facão em filho

Conquista: Produção do Festival de Inverno cancela evento oficialmente por conta da Covid-19

Brumado: Homem passa mal e cai de moto na Praça da Igreja Matriz

Brumado: Justiça determina afastamento de servidores municipais do grupo de risco do coronavírus


Moradores de Itaquaraí endurecem a luta contra a Fiol para que ponte centenária não seja destruída

Os moradores prometem novos protestos contra a Fiol (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

Os moradores do Distrito de Itaquaraí estão cada vez mais revoltados com uma situação criada pelas obras da Fiol e, nestes últimos dias, endureceram ainda mais esse embate com a Valec e o Ministério dos Transportes. Segundo o presidente da Associação dos Moradores de Itaquarai, José de Souza Lobo, que foi ouvido pela reportagem do 97NEWS, “a situação se agravou e vamos aumentar ainda mais os nossos protestos contra a Fiol, pois, de forma nenhuma poderemos ser prejudicados, já que estão querendo destruir uma ponte centenária e parte de uma estrada muito importante para a nossa comunidade que nos liga a várias regiões importantes” (foto). Ele ainda informou que “as obras estão paralisadas, pois não aceitamos isso e não iremos parar em nossos protestos, porque se for preciso iremos queimar mais pneus e entrar até na frente das máquinas, mas essa ponte não será destruída”. Segundo informações colhidas uma reunião aconteceu nesta quarta-feira, dia 29, o que fez com que as obras fossem retomadas. Os moradores revoltados ainda garantem que irão enviar um abaixo-assinado para o Ministério dos Transportes a fim de chamar a atenção do governo federal para o problema. 

(Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário