ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Quase 400 indicações foram feitas no primeiro semestre deste ano na Câmara de Vereadores

Brumado: Ônibus bate em poste e deixa moradores sem energia elétrica na Av. João Paulo

Morro do Chapéu: Praça com disco voador de 40 toneladas é inaugurada nesta sexta-feira

Presidente sanciona lei que amplia pena para violência contra crianças

Atirador mata 14 estudantes e um professor em escola primária no Texas

Conquista: Justiça cassa mandato de vereador por denúncia de fraude em eleição

UniFG comemora 20 anos com expansão e objetivo de transformar mais vidas pela educação

Câmara de Brumado aprova projetos de lei, requerimentos e indicações

Detran da Bahia implementa cartões de exames eletrônicos durante avaliações para CNH

Brumado: IMEP realizará Cruzada de Cura, Libertação e Milagres no Bairro São Felix

Brumado registra aumento de casos de chikungunya na zona rural

Dr. Felipe Leão, médico da Clínica Mais Vida, alerta sobre a importância da realização do check-up

Após dez meses de trabalho missionário, Jocum pretende construir sede própria em Brumado

412 mil baianos ainda não declararam imposto de renda; prazo acaba em uma semana

PM apreende homem por importunação sexual contra jovem em Aracatu

Presidente da Petrobras é demitido; Caio Mário Paes assume cargo

Varíola dos macacos já está presente em 12 países e já existe quarentena obrigatória para infectados

Vídeo mostra briga generalizada no Show de Gusttavo Lima em Brasília

O outro lado da história: Pai afirma que o parto da filha aconteceu em sua residência

Mãe mata filho de 5 anos em Vitória da Conquista; arma usada no crime pertence ao pai


Em novo Júri, homem que matou a esposa grávida em Aracatu é absolvido pelo Conselho de Sentença

(Foto: 97NEWS)

Osmar de Jesus Souza foi julgado por homicídio qualificado por ter matado a esposa em 1997, no povoado Morro De Souza, em Aractu. O MP aduziu que o acusado agiu por motivo fútil, matando sua esposa pelo fato de que ela se negava a dizer quantas relações sexuais manteve antes do casamento. Além do homicídio qualificado, o réu ainda era acusado de, após matar a esposa, ter tentado matar, também por motivo fútil, o sogro, um primo e o filho deste primo. O réu foi julgado pelo Tribunal do Júri em 2007, sendo sentenciado a 17 anos de reclusão, por homicídio privilegiado (contra sua esposa) e tentativa de homicídio (contra o primo), contudo, o MP recorreu para que fosse realizado novo júri, pois não concordava com a pena. Ele já tinha cumprido mais de 10 anos de prisão e aguardava o desfecho do caso em liberdade. Nesta última quinta-feira (09) o novo Júri de Osmar ocorreu. A defesa foi patrocinada pelo Advogado Kleber Lima Dias. Em votação apertada, por 4 votos a três, os jurados acataram a tese da defesa e Osmar foi absolvido do crime de homicídio qualificado contra sua esposa. Também foi absolvido das três tentativas de homicídio.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário