ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Clínica Mais Vida informa que estará de recesso entre 22 e 25 de junho

Homens são 98% dos presos por aborto no Brasil, diz Justiça

'Rei da Seresta' é preso após show no interior da Bahia

Brumado: Paulo Henrique é encontrado morto às margens de linha férrea no bairro Dr. Juracy

Justiça mantém multa de R$ 8,6 mi a Oi por propaganda enganosa em emissora de TV

Prefeita do município de Maetinga é alvo de duas CPIs

Vídeo em que advogada aparece chorando junto aos filhos por ter passado no concurso viraliza

Salário médio dos baianos era sexto menor do Brasil em 2022, aponta IBGE

Mulher é presa ao tentar vender filhos na Bahia; uma das crianças tinha 32 dias

OMS alerta sobre lote falsificado de Ozempic encontrado no Brasil

Inverno na Bahia: Cidades baianas devem ter frio de 10ºC

Super ofertas do mês de junho da Central das Carnes; confiram


Violência em Brumado: Moradores da Malhada Branca pedem socorro com a falta de segurança no bairro

Dizer que Brumado é uma cidade sem lei seria um exagero, mas que a cidade está próxima disso, já seria, pelo menos para algumas correntes , tolerável. Já que existem alguns bairros que estão sob o toque de recolher dos bandidos. Moradores da Malhada Branca procuraram a redação do 97NEWS para relatar uma situação desse tipo, já que, segundo eles, o bairro se encontra dessa forma, como um lugar sem lei. Em seus relatos eles afirmam que não podem sair de suas casas após as 20 horas, já que os bandidos estão armados pelas ruas a procura de suas vítimas. “onde estão as autoridades dessa cidade chamada "Brumado". Cadê a segurança desta cidade, os policiais, o prefeito, os vereadores que não fazem nada. Agora eu as 20:00 horas não posso sair de casa porque meu bairro está cheio de bandidos passando de moto encapuzados, armados e nós sem podermos sair de casa e nem abrir o comércio por conta disso, com medo de sermos reféns da criminalidade, será que ate quando? É justo isso? Uma cidade com quase 70 mil habitantes sem leis.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário