ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Rui autoriza retomada do transporte coletivo intermunicipal em toda a Bahia

Covid-19: Pandemia não impede campanha 'corpo a corpo' entre candidatos em Brumado

Brumado: Há 14 anos filha procura por mãe que separou do pai quando ela ainda tinha 12 anos

BA-148: Motorista fica ferido após colisão entre carro e caminhão em Livramento de Nossa Senhora

BA-262: Queimada às margens de rodovia chama a atenção de motoristas, veja

1.185 pacientes foram curados da Covid-19 em Brumado

Caetité: Hospital do Câncer será entregue em novembro

Bahia: Há mais de uma semana vegetação do interior sofre com incêndios

Brumado: MP pede anulação da comissão do processo de cassação do prefeito Eduardo Vasconcelos

Brumado: Venha conhecer a loja Império 10

Eleições 2020: Médico Geraldo Azevedo tem candidatura a prefeito registrada no TSE

Mais de 20 animais são envenenados e mortos na região da Feira Livre em Brumado

Ministro da Saúde reedita portaria sobre aborto legal no Brasil

Força-tarefa que investiga desvio de recursos para combate à Covid-19 cumpre mandados na Bahia

Dermatologista da Clínica Mais Vida, Dra. Stéphane Spínola, retorna destacando a importância dos cuidados com a pele

Covid-19: 136 pacientes estão em tratamento em Brumado

Guanambi: Chefe do tráfico morre em confronto com a Cipe/Sudoeste no distrito de Ceraíma

Animais de rua ganham abrigo e comedouro em quatro bairros de Vitória da Conquista

'Não quero ser responsável pela morte de alunos', afirma governador sobre volta às aulas na Bahia

Eduardo e Fabrício registram candidaturas à prefeitura de Brumado


'Fiz muito sexo por interesse', confessa Andressa Urach

(Foto: Reprodução)

Andressa Urach está se recuperando de uma experiência de quase morte e afirmou que está muito mudada, fisicamente e espiritualmente. A loira admitiu que tinha preconceito contra homens sem dinheiro. "Também fiz muito sexo por interesse, nunca por amor. Sempre me envolvi com homens de bom poder aquisitivo, comprometidos, casados, para conseguir deles boas viagens e bons jantares. Não tenho vergonha de contar, porque isso faz parte do meu passado", disse ela ao Ego.Urach contou que nos 25 dias que passou em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a ver vultos negros a cercando e temeu por sua vida. Para ela, todo o sofrimento foi causado pelo seu passado, que chama de "pecaminoso".  

Disse também que fazia "trabalhos" para prejudicar pessoas que podiam atrapalhá-la e para conseguir o que queria. "No hospital vi espíritos da morte querendo levar a minha alma. Eram a alma da morte. Eles me rondavam porque queriam a minha alma de qualquer jeito. Isso tudo porque eu não agradeci a Deus", acredita. "Não cometi pecados de matar, de roubar, mas pecados de excesso de vaidade, de arrogância. Era arrogante talvez em função da vida difícil que tive. Ignorada pelo meu pai, abusada sexualmente dos 2 aos 8 anos pelo marido da mulher maravilhosa que me criou, uma professora de português, fui ficando com o coração mais frio. Também passei por cima de algumas pessoas e também expus muito a minha vida, o meu corpo... No hospital passou todo esse filme na minha cabeça, mas Deus conhecia o meu coração", lembrou. A loira disse que teve muitas conquistas profissionais com ajuda de "trabalhos". "Tinha consulta com uma senhora que comandava um centro. Não chegou a ser magia negra, não sei explicar muito bem", diz. "Também fiz mal para algumas pessoas, fazendo trabalhos para elas se afastarem de mim. A senhora que comandava o centro dizia o nome da pessoa, e eu fazia o trabalho para mantê-la longe", conta. Ela estima que tenha gastado quase o preço de um apartamento com os trabalhos. Apesar dos casos com vários homens, Urach diz que nunca encontrou um amor de verdade. "Sempre tive preconceito com homem que não tinha dinheiro. Sempre quis homens que me proporcionassem bons jantares, boas viagens, e isso é um pensamento triste. Não buscava o sentimento da pessoa e, sim, o que ela poderia me oferecer", disse durante a entrevista.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário