ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado é a 6ª cidade da Bahia com melhor qualidade de vida, diz IPS

Brasil registrou um crime de estupro a cada seis minutos em 2023

Dois celulares são roubados ou furtados por minuto no Brasil

Bahia se torna referência na produção de queijos artesanais

Líder de facção morre em ação policial no município de Capim Grosso

Federação Bahiana de Futebol escala brumadense Celijunior, que morreu há mais de um ano, para o Intermunicipal 2024

Multinacional alemã planeja investir R$ 11 bilhões em nova unidade e gerar 3 mil vagas de emprego na Bahia

Motorista perde controle da direção e carro fica a centímetros de penhasco em Conquista

Comunidade rural na Bahia espera energia elétrica há mais de 20 anos

Ex-governador Nilo Coelho é homenageado com medalha 2 de Julho

Vitor Bonfim entrega Trator para comunidade rural em Brumado

Brumado: Caravana de direitos Humanos será nos dias 26 e 27 de julho

Crianças viajam escondidas em caminhão para ir à praia e são resgatadas na divisa com Sergipe

Mulher se joga de carro em movimento para evitar estupro durante carona na Bahia

Salvador: Membros do TCE participam da implantação do Conselho de Controle Interno de Processos da PM

Sobe para 104 número de mortes por dengue na Bahia

Governo federal deve autorizar BYD a herdar benefícios fiscais da extinta Ford na Bahia

Três pessoas ficam feridas após colisão entre carro e cavalo na BR-030, em Guanambi

Servidores do INSS iniciam greve e reivindicam acordo de valorização da carreira

Brasil avança na vacinação infantil e deixa ranking dos países com menor cobertura vacinal


Mãe de criança com autismo denuncia discriminação durante atendimento em loja na Bahia

Foto: Reprodução l Redes Sociais

A mãe de uma criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA) denunciou que seu filho foi vítima de preconceito por parte de uma funcionária de uma loja de departamento, na cidade de Feira de Santana. O caso aconteceu na Riachuelo do Boulevard Shopping. Na fila para o pagamento, a mulher apresentou a Carteira Nacional de Identificação da Pessoa com TEA, que dá direito à prioridade no atendimento. Após o serviço, uma das funcionárias se dirigiu a uma colega e disse: “Não me passe mais esses atendimentos bombas”. Em vídeo gravado no local, e divulgado pela mãe da criança, ela desabafou e foi aplaudida por outros clientes da loja. “Meu filho não é bomba, não gostei e exijo respeito, eu sou mãe e ninguém aqui está livre de ter um filho com deficiência”, disse. Por meio de nota, a Riachuelo lamentou o ocorrido e informou que o comportamento da funcionária não está de acordo com os valores defendidos pela empresa e que uma nova “rodada extraordinária” de treinamentos e capacitação foi implantada.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário