ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo federal vai cortar R$ 8,2 bi em verbas de ministérios

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Peritos médicos do INSS encerram greve e voltam a atender na próxima segunda (23)

Bahia: IBGE divulga resultado da seleção do Censo 2022

Em visita à Brumado, ACM Neto critica segurança pública da Bahia

Governo do Estado vai autorizar obras de abastecimento de água, estrada e esportes em Brumado

Elon Musk visita o Brasil para discutir conectividade e proteção da Amazônia

Você sabe quando deve consultar o endocrinologista? Especialista da Clínica Mais Vida orienta sobre principais sintomas

Mais de 12 mil raios atingiram Bahia na última quarta-feira, dia 18

Estado da Bahia utilizará mesma tecnologia em segurança usada em Nova Iorque

Garimpo ilegal movimentou mais de R$ 200 milhões no Brasil

Brumado: Superintendente da SMTT acredita que ‘polêmica’ com radares é apenas uma questão de adaptação

Brumado: Em coletiva, pré-candidato ACM Neto critica péssimos índices na segurança da Bahia e defendeu mudança de postura


Deputado quer excluir pobres da eleição

O deputado estadual Aldo Demarchi (DEM) defendeu uma mudança na Constituição Federal para proibir, nas eleições, que beneficiários dos programas sociais sejam proibidos de votar e só voltem a ter o direito após deixar de receber os recursos de programas como o Bolsa Família. O parlamentar paulista defende a suspensão do título de eleitor de todos os aptos a votar e que estejam inclusos no Cadastramento Único do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

 

Na avaliação de Dermarchi, que é ex-prefeito de Rio Claro (SP), se entregar cesta básica em período eleitoral é configurado compra de voto, quem recebe Bolsa Família deveria também configurar desrespeito à Legislação Eleitoral, apesar de ser permitido a continuidade, em perído eleitoral, de programas criados por lei antes do pleito.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário