ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumadense ganha R$ 10 mil em sorteio do Nota Premiada Bahia

Eleições: Apresentadores e comentadores devem ser afastados de programas de rádio e TV

Deputado xinga prefeito Eduardo Vasconcelos de 'safado e ladrão' em evento de Bolsonaro em Feira

Empresária Perinalva Dias celebra aniversário entre clientes, amigos e familiares

Bahia registra 3.720 novos casos de Covid-19 e mais 6 óbitos em 24h

Chegou em Brumado, Auto Diesel: O melhor preço da Bahia!

Etanol se desvincula de gasolina e já é vendido abaixo de R$ 4,00 em alguns Estados

Complexo solar de 144 hectares será instalado no município de Caetité

Brasil e Argentina farão acordo para homologação de veículos

Livramento de Nossa Senhora volta a registrar óbito por conta da Covid-19

2,7 milhões de famílias ainda aguardam na fila de espera do Auxílio Brasil

Duas baians suspeitas de tráfico internacional de drogas são presas na Tailândia

Caetité: Prefeitura pede uso de máscaras em locais fechados após aumento de Covid

Brumado: Briga de moradores de rua quase termina em morte

Tema Livre Podcast 'Com Elas' entrevista a Major Leila Silva

Prazo de entrega da declaração anual do MEI termina hoje (30)

Final do Campeonato Brumadense terá arbitragem cedida pela Federação Baiana de Futebol

Gás de cozinha fica mais caro na Bahia a partir desta sexta

Possíveis pedras preciosas são apreendidas no interior da Bahia

Motociclista é preso em flagrante por embriaguez na Chapada Diamantina


Coreia executou 50 pessoas porque assistiu novela

Cerca de 50 pessoas já foram fuziladas em execuções públicas na Coreia do Norte por "crimes contra o Estado". Entre os mortos estão militares e integrantes do mesmo partido a que pertence Kim Jong-Un. Segundo o jornal Telegraph, eles foram acusados de assistir novelas sul-coreanas, praticar suborno e cometer atos promíscuos. Alguns dos executados eram pessoas próximas a Jang Song-thaek, tio de Kim Jong-un, que foi preso e executado acusado de 'tentativa de derrubar o Estado'.

 

De acordo com informações divulgadas pelo jornal chinês “Wen Wei Po” - aliado ao Partido Comunista da China - o tio e cinco de seus assessores foram arremessados nus em uma jaula com cerca de 120 cães ferozes e famintos. Para analistas, as execuções são a medida mais drástica tomada pelo ditador para minar a oposição e reforçar seu poder no país.

 

Por décadas, Jang foi um nome central na ditadura comunista. Ele ajudou o sobrinho, e o apoio, quando este assumiu a liderança da Coreia do norte. Em agosto do ano passado, o ditador já havia ordenado a execução de uma ex-namorada. A cantora Hyon Song-wol foi executada junto a um grupo de músicos acusados de gravar e vender pornografia.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário