ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Conquista: Justiça cassa mandato de vereador por denúncia de fraude em eleição

UniFG comemora 20 anos com expansão e objetivo de transformar mais vidas pela educação

Detran da Bahia implementa cartões de exames eletrônicos durante avaliações para CNH

Brumado: IMEP realizará Cruzada de Cura, Libertação e Milagres no Bairro São Felix

Brumado registra aumento de casos de chikungunya na zona rural

Dr. Felipe Leão, médico da Clínica Mais Vida, alerta sobre a importância da realização do check-up

Após dez meses de trabalho missionário, Jocum pretende construir sede própria em Brumado

412 mil baianos ainda não declararam imposto de renda; prazo acaba em uma semana

PM apreende homem por importunação sexual contra jovem em Aracatu

Presidente da Petrobras é demitido; Caio Mário Paes assume cargo

Varíola dos macacos já está presente em 12 países e já existe quarentena obrigatória para infectados

Vídeo mostra briga generalizada no Show de Gusttavo Lima em Brasília

O outro lado da história: Pai afirma que o parto da filha aconteceu em sua residência

Mãe mata filho de 5 anos em Vitória da Conquista; arma usada no crime pertence ao pai

Após suspender visita à Brumado nesta segunda-feira (23), Rui Costa anuncia para quarta-feira (25) assinatura de obras no município

Brumado: Projovem abre inscrições em Brumado; saiba mais

Brumado: Em coletiva, ACM Neto criticou atualização das alíquotas como fator para elevação do combustível na Bahia

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado: Município tem aumento de 100% em número de crianças com síndromes respiratórias

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações


Cliente é indenizado em R$ 40 mil após ser chamado de 'Gaylileu' em cadastro de farmácia

Foto: Reprodução

O publicitário Galileu Araújo Nogueira, 33, teve o seu nome trocado por "Gaylileu" no cadastro como cliente na rede de farmácias Droga Raia. As informações são do site Metro 1. O caso foi tratado como homofobia e Galileu receberá R$ 40 mil como indenização. Metade do dinheiro será doado para a Casa de Acolhida e Cultura LGBT Casa 1, no centro de São Paulo. O publicitário ainda quer destinar os outros R$ 20 mil para serem revertidos em bolsas de estudo para profissionais LGBTQIA+. A Droga Raia afirmou, em nota, ser contra qualquer ato de discriminação. A rede também disse que irá investir em mais treinamentos e na conscientização dos seus funcionários. O primeiro caso de homofobia contra Galileu ocorreu em janeiro de 2021, quando o publicitário percebeu a alteração no nome em uma mensagem de texto automática da farmácia. O mesmo erro voltou a aparecer em um cupom impresso em uma loja da rede. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário