ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Vila Nova vence Magnesita e leva o título do Campeonato Brumadense 2022

Cresce desinteresse do eleitor brasileiro pelo voto, aponta pesquisa

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre o sentido da vida segundo Viktor Frankl

Amado Batista leva multidão em show no São Pedro de Guajeru

Avião cai e assusta moradores na Chapada Diamantina

Sessão ordinária desta segunda-feira (4/07) tem aprovação de textos importantes à comunidade brumadense

Jovem de 16 anos é morto a tiros dentro da rodoviária de Vitória da Conquista

Humorista do SBT faz piada de criança com hidrocefalia e é demitido da emissora

Prefeitos de todo o país vão a Brasília em manifestação contra propostas do governo federal

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde

Negros são a maioria das vítimas de crimes violentos no Brasil, mostra levantamento

Bahia registra 3.480 novos casos de Covid e mais cinco mortes em 24h

Lutando pelo título do Campeonato Brumadense, Magnesita e Vila Nova se enfrentam neste domingo (3)

Anagé: Motociclista de 27 anos fica ferido após acidente na BA-262


Caetité: Restos mortais de Waldick Soriano são sepultados no cemitério Bosque da Paz

Foto: Divulgação

Na última sexta-feira (6), a família do cantor brega mais querido de todos os tempos transferiu os restos mortais de Waldick Soriano para cemitérios de Caetité, Sudoeste baiano, terra natal do cantor. Além de restos mortais de Waldick, outros dois parentes também foram transferidos do Rio de Janeiro para Bahia. Os restos mortais da família receberam a benção do Monsenhor Ademar no Cemitério Bosque da Paz. Nascido no ano 1933, em Caetité, Waldick morreu em 4 de setembro de 2008, vítima de um câncer de próstata, diagnosticado dois anos antes. O músico, foi enterrado no Rio de Janeiro. O túmulo do ícone da música brega, estava completamente abandonado no cemitério do Caju, na cidade carioca. Um youtuber divulgou vídeo mostrando as rachaduras, sem identificação na lápide. O vídeo teve grande repercussão nacional. De tradição boêmia, Eurípes Waldick Soriano deu voz a sucessos como “Tortura de amor”, “Paixão de um homem”, “A Dama de Vermelho”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário