ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Distrito Federal registra primeiro caso de raiva humana desde 1978

Brumado: Presidente da Câmara diz que foi ameaçada após liberar tribuna para deputado

Acusados de feminicídio podem ser obrigados a pagar despesas do INSS

Vila Nova vence Magnesita e leva o título do Campeonato Brumadense 2022

Cresce desinteresse do eleitor brasileiro pelo voto, aponta pesquisa

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre o sentido da vida segundo Viktor Frankl

Amado Batista leva multidão em show no São Pedro de Guajeru

Avião cai e assusta moradores na Chapada Diamantina

Sessão ordinária desta segunda-feira (4/07) tem aprovação de textos importantes à comunidade brumadense

Jovem de 16 anos é morto a tiros dentro da rodoviária de Vitória da Conquista

Humorista do SBT faz piada de criança com hidrocefalia e é demitido da emissora

Prefeitos de todo o país vão a Brasília em manifestação contra propostas do governo federal

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde

Negros são a maioria das vítimas de crimes violentos no Brasil, mostra levantamento


Família é feita refém e torturada durante assalto na zona rural de Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Quatro pessoas foram feitas reféns e torturadas por bandidos durante um assalto em uma fazenda, que fica na região rural de Brumado, Sudoeste da Bahia. Uma das vítimas quase levou um tiro após a arma do assaltante disparar. O assalto ocorreu na manhã desta sexta-feira (21). De acordo com a família dois homens invadiram a fazenda e renderam primeiro um dos filhos, o pai, a mãe, e por último, outro filho. Nenhum dos suspeitos foram presos. Em entrevista ao site 97NEWS, um dos filhos de 59 anos contou que eles tomavam café por volta das 07h40 da manhã quando foram surpreendidos por um dos indivíduos dentro da propriedade. "Ele adentrou e gritou, ai meu irmão prontamente levantou da mesa e foi até ele. Ao meu irmão ele pediu duas chaves, segundo ele [criminoso] seria para consertar o carro que estaria quebrado. Foi quando percebi que eles demoravam muito. Ao sair lá fora, escutei gritos, em seguida um deles veio até a mim e anunciou o assalto", afirmou. Conforme a vítima, a partir dai, começou momentos de tortura. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Com o seu irmão já amordaçado na mata, eles renderam o restante da família. "Eles amarraram minhas mãos, meu pescoço e as pernas, em seguida foram até a cozinha e amarraram minha mãe e meu pai que estava nos fundos da casa. Minha mãe foi amarrada na cama de solteiro e, eu e meu pai, fomos amarrados na cama de casal", disse. Sobre a mira de um revolver, a família ficou por mais de três horas com os criminosos que queriam dinheiro. "Eu levei cerca de dez coronhadas na cabeça, e em um desses momentos a arma chegou a disparar. A bala passou de raspão no meu pai. O tiro atingiu uma das janelas da casa", contou. O filho disse que está de férias em Brumado e mora em São Paulo há vários anos. Segundo ele, mesmo trabalhando cerca de 13 anos nas noites da Capital Paulista, nunca passou por momentos de tensão e tortura na mão de criminosos. "Trabalhei vários anos de vigilante em São Paulo e nunca passei por isso, é lamentável essa situação no interior da cidade. É muito revoltante, somos cidadão de bem, já tivemos furtos aqui, mas chegar a este ponto de sermos agredidos, torturados. Nunca passamos por isso", afirmou. 

 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O pai que tem 83 anos, contou que foi para a zona rural do município em busca de paz e segurança, por conta da pandemia da Covid-19, no entanto, já pensa em deixar o campo para voltar a cidade. "Eu vim assim que começou a pandemia, buscando mais segurança por conta da doença, mas vejo que a roça já não é mais a mesma. E apanhei de fio de energia, nunca apanhei de meus pais e apanhei de um vagabundo. Eles colocaram o revolver na minha boca [...] ele queria me matar", afirmou o idoso emocionado. Transtornada, a mãe que tem 77 anos afirmou que teme pela vida. "Não sei o que vamos fazer mais, a zona rural precisa de ajuda dos poderes da justiça", diz. Os assaltantes levaram seis aparelhos de celular, a quantia de R$ 720,00 e uma motocicleta CG Titan vermelha com placa MPE-4746. A Polícia Militar foi acionada e realiza buscas pela região para tentar encontrar os dois envolvidos no assalto.

Foto: Luciano Santos l 97NEWS


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário