ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Em reunião com Bolsonaro, prefeitos baianos exigem compensação de R$ 73 bilhões

Distrito Federal registra primeiro caso de raiva humana desde 1978

Brumado: Presidente da Câmara diz que foi ameaçada após liberar tribuna para deputado

Acusados de feminicídio podem ser obrigados a pagar despesas do INSS

Vila Nova vence Magnesita e leva o título do Campeonato Brumadense 2022

Cresce desinteresse do eleitor brasileiro pelo voto, aponta pesquisa

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre o sentido da vida segundo Viktor Frankl

Amado Batista leva multidão em show no São Pedro de Guajeru

Avião cai e assusta moradores na Chapada Diamantina

Sessão ordinária desta segunda-feira (4/07) tem aprovação de textos importantes à comunidade brumadense

Jovem de 16 anos é morto a tiros dentro da rodoviária de Vitória da Conquista

Humorista do SBT faz piada de criança com hidrocefalia e é demitido da emissora

Prefeitos de todo o país vão a Brasília em manifestação contra propostas do governo federal

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde


Operação apreende 800 quilos de explosivos irregulares na Bahia

Foto: Divulgação l Polícia Civil

Uma operação da Polícia Civil apreendeu em Novo Horizonte, na Chapada Diamantina, mais de 800 quilos de explosivos na segunda-feira (29). A ação é um desdobramento da operação que localizou meia tonelada de explosivos irregulares – emulsão, cordel detonante e respoletas – no dia 23 deste mês na mesma cidade. Segundo a Polícia Civil, a ação foi feita pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e pela 13ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Seabra). Participaram também militares do Exército Brasileiro e Coordenação de Operações Especiais (Coe). “Desta vez conseguimos tirar de circulação mais de 800 quilos de cordel detonante. Vamos rastrear para qual destino esse material seria levado, se fosse para explosão de instituições financeiras, evitamos com essa apreensão diversos ataques”, disse o responsável pela operação o delegado, Thiago Almeida. Ainda segundo a polícia, o material passará por perícia antes de ser destruído.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário