ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Vereadora Verimar do Sindicato, em audiência com o secretário da SERIN, discute proposta para asfalto que liga Brumado ao Distrito de Terra Vermelha

Brasil: 75% das famílias têm dívidas, aponta Mapa do endividamento

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Judiciário da Bahia inaugura varas em duas cidades baianas

Novas regras da Tarifa Social devem beneficiar mais de 11 milhões de pessoas

Polícia extermina plantação com mais de 18 mil pés de maconha em Curaçá

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumado: Divulgado o calendário de funcionamento do comércio no mês de dezembro

Mês de novembro apresentou menor número de mortes violentas na Bahia

Região Nordeste concentra quase metade das pessoas em situação de miséria, aponta IBGE

Nordeste: Comitê Científico do Consórcio recomenda cancelamento de Réveillon e Carnaval

Brumado: Após passar pela Secretaria Municipal de Esportes, Paulo Sérgio volta a presidência da LBF

Agência é explodida em Iguaí, Sudoeste do Estado

Bahia recebe 150 mil doses de vacina BCG após municípios enfrentarem desabastecimento


Brumado: Fabrício Abrantes repudia o projeto que pretendia alterar o Código de Obras e Urbanismo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em nota enviada ao site 97NEWS, o presidente do Democratas de Brumado, o empresário Fabrício Abrantes, manifestou a sua total indignação contra o Projeto de Lei nº 041/2021, que altera o Código de Obras e Urbanismo do município. Para Abrantes, a proposta traz graves prejuízos à população. “Com a rejeição do projeto na Câmara de Vereadores, temos a sensação do dever cumprido e a certeza de que devemos continuar firmes na defesa dos interesses da população brumadense”, destacou. Abrantes ainda agradeceu aos vereadores Rey de Domingão, Beto Bonelly, Amarildo Bonfim, João Vasconcelos, Vanderlei Boca, Harley Lopes, Rubens Araújo e Verimar Meira por honrarem os votos dos brumadenses, não permitindo que o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (Sem Partido) crie mais contratempos e entraves burocráticos para a comunidade. Na nota, Abrantes ainda questionou que, com a aprovação do projeto, o prefeito poderia suspender os atuais fornecimentos de água e luz das residências e comércios por atraso no IPTU, bem como poderia não autorizar as ligações de um imóvel quando outro imóvel no nome do proprietário estiver inadimplente com o Município. “É preciso que a população brumadense e os vereadores estejam atentos e digam não ao Projeto de Lei nº 041/2021, que altera do Código de Obras e Urbanismo de Brumado e concede ao prefeito amplos poderes”, concluiu a nota.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário