ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

'Entre o Carnaval e a vida dos baianos, eu fico com a vida e saúde dos baianos' diz Rui Costa

Vereadora Verimar do Sindicato, em audiência com o secretário da SERIN, discute proposta para asfalto que liga Brumado ao Distrito de Terra Vermelha

Brasil: 75% das famílias têm dívidas, aponta Mapa do endividamento

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Judiciário da Bahia inaugura varas em duas cidades baianas

Novas regras da Tarifa Social devem beneficiar mais de 11 milhões de pessoas

Polícia extermina plantação com mais de 18 mil pés de maconha em Curaçá

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumado: Divulgado o calendário de funcionamento do comércio no mês de dezembro

Mês de novembro apresentou menor número de mortes violentas na Bahia

Região Nordeste concentra quase metade das pessoas em situação de miséria, aponta IBGE

Nordeste: Comitê Científico do Consórcio recomenda cancelamento de Réveillon e Carnaval

Brumado: Após passar pela Secretaria Municipal de Esportes, Paulo Sérgio volta a presidência da LBF

Agência é explodida em Iguaí, Sudoeste do Estado


China libera entrada de carne certificada antes do embargo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A China informou nesta terça-feira (23) que aceitará pedidos de importação de carne bovina brasileira que tenha recebido certificado sanitário antes de 4 de setembro, quando o governo brasileiro suspendeu a exportação ao país asiático após a identificação de dois casos atípicos de mal da vaca louca. De acordo com a CNN, o setor de frigoríficos estima que aguardam a entrada nos portos chineses em torno de 120 mil toneladas certificadas antes de data do embargo. A autorização foi avaliada no governo brasileiro como uma sinalização positiva para a queda do embargo à carne brasileira, que já se estende há mais de dois meses. Segundo diplomatas chineses ouvidos pela CNN, a expectativa é de que a retomada da importação ocorra até o final de janeiro. A China é o principal mercado da carne brasileira. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), o volume de exportações de carne bovina brasileira caiu 43% no mês de outubro quando comparado ao mesmo período de 2020.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário