ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Homem morre em confronto com policiais na Chapada Diamantina

TRE da Bahia volta exigir obrigatoriedade de uso de máscaras em suas dependências

Postos SAC na capital e interior fecham na sexta-feira (24) e sábado (25)

Bahia: Carreta pega fogo populares saqueiam carga na BR-116

Com 40 casos hospitalares em 22 dias, Sesab alerta para risco de queimaduras nos festejos juninos

Atendimento do INSS ficará suspenso durante o feriado de São João na Bahia

Receita alerta para golpes envolvendo a regularização de CPF

Tanhaçu: Motociclista fica ferido após atropelar animal na BA-142

Covid-19: Casos ativos chegam a 5,2 mil na Bahia e estado registra nove mortes em 24h

Câmara Municipal de Vereadores de Brumado recebe representante do Tiro de Guerra

Psicólogo da Clínica Mais Vida fala sobre a Logoterapia e a superação dos traumas emocionais

Bahia deve receber 69 novos parques eólicos até 2026

Brumado: Prefeitura divulga atrações para o São Pedro dos Olhos D'água

Operação prende quatro pessoas envolvidas com crimes de pirataria virtual na Bahia

Caetité: Câmara abre CPI para investigar denúncias contra o prefeito

Brumado: Decreto proíbe venda de fogos de artifício em local não autorizado

Receita Federal deixa de exigir autenticação de documentos

São João com frutas e verduras é na Bete Fruits

Após abrir processo administrativo contra colega, procuradora é agredida no interior de São Paulo


Brumado: Trabalhadores de terceirizada da Coelba protestam contra salários atrasados

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Trabalhadores da empresa LC Empreendimentos, que presta serviço para a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), estiveram em frente ao escritório da filial da Companhia em Brumado, nesta segunda-feira (22), em forma de protesto. Os funcionários cobram atrasos nos salários e depósitos de FGTS após seis meses de trabalho. Eles alegam também o pagamento do décimo terceiro salário. Edilson Vieira relatou que a LC Empreendimentos, não está cumprindo os compromissos e joga a responsabilidade pelos pagamentos à Coelba. "Eu sou pedreiro, mas tem carpinteiro, ajudante, vigia. Estamos tudo nessa situação. Trabalhamos, mais ou menos, 6 meses. Nesse período, a gente sempre teve que vim aqui na Coelba receber, porque nunca caia na conta", afirma. Conforme a categoria, há cerca de três meses, eles estão sem receber os salários atrasados. "Nem aviso, nem a rescisão, nem o retrativo, nem os atrasados. Um empurra pra um, um empurra pra outro e está tudo atrasado. Viemos aqui no escritório da Coelba, porque é a responsável. Como a Coelba, que é uma empresa grande, contrata uma terceirizada que não tem dinheiro pra pagar os funcionários?", questionou. A promessa é de que, até a próxima quinta-feira (25), os salários serão depositados na conta dos trabalhadores.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário