ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: APLB é denunciada por coagir professores para que recebam precatórios; entenda

Aracaju: Famílias disputam linguiça vencida descartada em terreno

Anvisa aprova uso de autotestes para Covid-19 no Brasil

Psicóloga especializada em Terapia Cognitiva Comportamental passa a fazer parte do quadro de especialistas da Clínica Mais Vida

Bahia vacina mais de 90% dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa

Caso do tripléx do Guarujá envolvendo Lula é arquivado pela Justiça

Brumado: CIPRv divulga relatório de acidentes do mês de janeiro de 2022 nas rodovias da região

Bahia: Governo suspende feriado prolongado no período do carnaval

Brumado registra 292 casos ativos e 3 pacientes internados por conta da Covid-19

Brumado: Sala do empreendedor auxilia na declaração anual do MEI

Brasil: 32 milhões de doses da vacina Janssen ainda não foram distribuídas às cidades

Pastores são presos por estupro de vulnerável e cárcere privado na Bahia

Ipespe mostra Lula no topo das intenções de voto, com 44%; Ciro e Moro empatam

Laboratórios privados deixam de notificar casos de Covid-19 na Bahia, diz Sesab

Brumado: Durante fiscalização na garagem da Novo Horizonte, PM apreende acessórios e cosméticos falsificados dentro de ônibus

Brumado: Polícia cumpre mandado de prisão contra traficante de drogas

Brumado: Prefeito destaca 1º vestibular de medicina que será realizado de forma online

Alunos da rede municipal de ensino de Brumado conquistam medalha de prata na OBMEP 2021

Homem é encontrado morto em Livramento de Nossa Senhora

Fundo Eleitoral de 2022 é 7 vezes maior do que valor destinado à Anvisa em 2021


Brumado: Com saudades do público, músicos vivem a expectativa de voltar aos palcos

Foto: Reprodução l Rede Social

Representantes de um dos segmentos de maior destaque da cultura em Brumado e afetados pela paralisação das atividades artísticas, em razão da pandemia desde 2020, os músicos convivem com um paradoxo. Embora necessitem urgentemente voltar a fazer shows, principal fonte de renda, sentem-se cautelosos, por ainda temerem o vírus da Covid-19. Embora busquem alternativas para driblar a crise, o que obtêm de renda é insuficiente para saldar compromissos do dia a dia. Muitos fazem lives e outros têm recebido auxílio de familiares para se manter. Saudosos dos aplausos do público, todos vivem a expectativa do retorno ao palco, e isso voltou a acontecer após Decretos que permitem até 200 pessoas em eventos. Em entrevista ao site 97NEWS, o cantor Lázaro Jacarine guarda boas recordações dos eventos. Antes da Covid-19, cumpria agenda em Brumado e Região. 

Mesmo com a retomada, o músico continua vendendo queijo - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Com a retomada dos eventos em todo o Estado, ele prevê a chegada do "Novo Normal". "Graças a Deus está voltando aos poucos. Eu já fiz um som em Rio de Contas no sábado, toquei domingo em um espaço aqui de Brumado e, essa semana já tem de novo música ao vivo em restaurantes e até aniversários", comenta. Em um ano e quatro meses de pandemia, o músico teve que buscar outros meios para sobreviver. Jacarine encontrou no queijo e nos doce uma nova alternativa de renda, na qual segundo ele, mesmo com a paixão pela música, ela vai continuar. "O queijo e o doce me ajudou pagar as contas. E o negócio vai continuar mesmo com o retorno dos shows, então a intenção é agregar", disse. Sobre o retorno aos palcos, o cantor destacou que o sentimento foi de quando ele ainda era iniciante. "Quando você faz uma Live ou ensaia em casa é uma coisa. Mas quando você pega um instrumento e vai para o meio do povão e da galera pra fazer um som ao vivo, ai é completamente diferente. E o retorno da um frio na barriga, foi isso que senti", afirma. Para o artista o retorno é necessário, mas é preciso ter cautela. "Se todo mundo fizer a sua parte, nós vamos vencer esse vírus", diz Lázaro Jacarine.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário