ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Agência é explodida em Iguaí, Sudoeste do Estado

Bahia recebe 150 mil doses de vacina BCG após municípios enfrentarem desabastecimento

Honestidade: Mulher que achou quase R$ 1500 em Brumado encontra a dona e devolve o valor

Criação do União Brasil deve ser oficializada em fevereiro, diz Neto

Senado aprova medida provisória que cria Auxílio Brasil

Suspeito de chefiar esquema de lavagem de dinheiro em SP é preso na Bahia

Atlético-MG vence de virada, conquista o título e complica a vida do Bahia

Conquista: Jovem de 18 anos é presa ao tentar levar cocaína, armas e munições em ônibus

Gabriel, ex-jogador do Flamengo, estará presente no Futebol Solidário 2021

Caminhão baú de Brumado tomba entre o Distrito de Cascavel e Mucugê

Brumado: Mulher encontra quase R$ 2 mil próximo a banco e procura por dono da quantia

Infectologista da Clínica Mais Vida, em entrevista a TV Sudoeste, fala sobre o Dia Internacional da Luta contra a AIDS

Empresário Emanoel Araújo participa do lançamento da pré-candidatura de ACM Neto

Tema Livre Podcast desta semana recebeu o produtor de eventos e artista plástico 'Kezinha'

Municípios relatam atraso em entrega de vacina BCG; cidades sofrem com desabastecimento

Criança morre depois que parede de casa desaba em Itapetinga

Governo da Bahia publica mudanças em mais de 50 comandos da Polícia Militar

Infectologista da Clínica Mais Vida fala sobre o Dia Mundial de Luta contra a AIDS e a importância do diagnóstico precoce

Dom Basílio: Morre o blogueiro Aderson Caires, vítima de doença neurodegenerativa

Política: Jair Bolsonaro assina filiação ao PL


Em junho, pessoas com menos de 60 anos foram maior parte das vítimas da Covid na Bahia

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O perfil dos mortos pela Covid-19 na Bahia segue a tendência do Brasil e vem mudando. As pessoas com menos de 60 anos e sem comorbidades, e que, portanto, não fazem parte do grupo de risco para a doença, ou não faziam, passaram a representar a maior parte das mortes pela doença. Nesta semana um levantamento semelhante, mas que levava em conta dados nacionais, destacou que embora a maior parcela dos brasileiros mortos pela doença ainda seja formada por idosos, pela primeira vez desde o início da pandemia a maioria dos novos óbitos registrados no Brasil não ocorre neste grupo. Os dados mostraram que 54,4% das pessoas mortas neste mês tinham menos de 60 anos. Em maio, esse índice era de 44,6%. Em todos os meses do ano passado, esse porcentual ficou sempre abaixo dos 30%. Na Bahia, o índice mensal de pessoas mortas pela Covid-19 com menos de 60 anos passou de 10,7% em janeiro para 56,3% em junho. O número cresceu progressivamente, em meio ao processo de imunização dos grupos até então considerados de risco: em fevereiro, o índice de mortos com no máximo 59 anos era de 25%; em março, de 28%; em abril, 34%; e em maio, 47%. Entre as vítimas mais jovens, fora da faixa considerada idosa, a porcentagem daqueles que não tinham comorbidades conhecidas estava em cerca de 42%. Já em junho, esse número chegou a 58%. No mês passado a Bahia já havia começado a assistir a uma redução do número de idosos hospitalizados com diagnóstico para Covid-19. As pessoas com 60 anos ou mais representavam no primeiro trimestre deste ano 53,1% dos pacientes internados com a infecção pelo novo coronavírus, agora eles correspondem a 39,2%. Uma redução de 13,9%. Enquanto isso, os baianos com idade entre 20 e 49 anos passaram de 26,6% para 35,7% dos internados com a infecção. Na semana passada a Sesab admitiu que a variante do coronavírus P1, identificada inicialmente em Manaus, no Amazonas, se tornou predominante na Bahia e já representa 80% das infecções no estado.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário