ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confianças do comércio e serviços sobem em julho, diz FGV

Em onda extrema de frio no país, temperatura chega a -7,8ºC em SC

Reumatologista da Clínica Mais Vida fala sobre infiltração e sua importância nos tratamentos reumáticos

Brumado: Prisão domiciliar de grávida presa com 90 kg de maconha pode ser decretada hoje (29)

Brasil ultrapassa marca de 98 milhões de vacinados com primeira dose contra Covid-19

Ministro da Saúde pede que brasileiros tomem segunda dose contra Covid-19

Homem é preso suspeito de estuprar enteada por 17 anos em Juazeiro

Brumado: 6 estão hospitalizados por conta da Covid-19

Anagé: Três ciganos suspeitos de envolvimento nas mortes de PMs em Conquista morrem em confronto

Brumado: AUCIB protocola ofícios solicitando da Câmara uso do veículo oficial por empresa privada

Em solo brumadense, ex-vereador Márcio Moreira é recebido por familiares e amigos sob fortes emoções

Brumado: Após saber pela imprensa sobre 'Operação Mobile', criminoso devolve celular de R$ 6 mil ao proprietário

Com foto de homem armado, governo Bolsonaro faz homenagem ao Dia do Agricultor

Brumado: Cantor Sissa Night se recupera de cirurgia após acidente com 'Tuk Tuk'

Ex-vereador e empresário Márcio Moreira recebe alta após ser curado da Covid-19; veja

Brumado: Idosa diz estar traumatizada após ser atacada por cachorros: 'Muito medo'

Brumado será contemplado com o serviço de reconhecimento facial e de placas

Conquista: Idosa de 73 anos sofre mal súbito e morre na estação Herzem Gusmão

Faça seu cartão GRNCred na CDL de Brumado; conheça nossos credenciados

Partiu Estágio convoca 899 universitários para vagas em 44 municípios baianos


São João: Carne de porco 'caipira' aumenta 76% nos açougues de Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O preço da carne de porco tem assustado o consumidor em Brumado. Com a chegada das festas juninas, o porco "caipira" ou a famosa leitoa teve um aumento de 76%. Por outro lado os produtores de suínos tentam driblar os prejuízos na criação. Desde o início do ano, a produção sofre com as variações no preço do milho e da soja, itens essenciais para a engorda. "No ano passado chegamos a vender o quilo do porco caipira de até R$ 19, mas este ano a previsão de até R$ 30 o quilo, porque não tem muito criador na região”, explicou o açougueiro Valério que há 40 anos atua no Mercado de Carnes. Em janeiro, o preço subiu e o quilo chegou a R$ 11,00 na compra de atacado. "Esse preço é pra nós açougueiros e donos de supermercados", afirmou. A valorização, entretanto, ainda não trouxe lucro e as vendas para o São João podem não representar mudança. "Quem antes vendia um animal com cerca de 100 quilos de peso bruto, vivo, hoje está vendendo com 75 quilos, 78 quilos, ou seja, essa redução de 20 quilos é função de antecipação de venda para pagamento do insumo que se usa na reação do animal", explicou Humberto Lima Santos outro açougueiro da Feira Livre. 

 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Com a proximidade das festas junina e a alta no preço dos principais ingredientes da alimentação dos animais, o consumidor pode preparar o bolso. Os reajustes não vão parar por aí. A  cada semana a carne chega aos açougues mais cara. A famosa leitoa que é a mais consumida no São João, corre o risco de não atender a demanda e poderá faltar no prato do brumadense. "Os criadores do porco caipira caiu bastante, eles alegam o preço alto do milho e da soja e, com essa pandemia a coisa ficou ainda pior", comenta Humberto. Já o porco de raça, o suíno será comercializado a R$ 15 o quilo.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário