ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira

Família é feita refém e torturada durante assalto na zona rural de Brumado

Morre aos 94 anos, a mãe do presidente Jair Bolsonaro

Suspeito de tráfico de drogas é preso em Guanambi

Na Bahia, 283 servidores que não comprovaram vacinação serão afastados por 90 dias

Criança que teve parada cardíaca horas após se vacinar tem doença rara, diz investigação

Brumado: Ambulância atropela e mata cavalo na BA-262

36 agências bancárias da Bahia fecham temporariamente após surto de Covid-19

Ataque hacker ultrapassa 24 horas e sites do governo ainda estão fora do ar

Dr. Igor Malaquias foi o entrevistado do Tema Livre Podcast desta semana

Bahia: Governador anuncia redução de 3 mil para 1,5 mil pessoas em eventos

Brumado: Presidente da Câmara testa positivo para Covid pela 3ª vez

Policiais civis aprovam estado de greve na Bahia

Site da Secretaria de Segurança Pública da Bahia é hackeado

Prefeitura de Brumado vai iniciar reformas em casas atingidas pelas chuvas

Brasil registra 6 vezes mais casos diários de covid-19 que em dezembro

Brumado registra 36 novos casos de coronavírus em 24h


Morando em barraco de lona, família com recém-nascido pede ajuda para construir casa em Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A brumadense Poliana Cardoso está realizando uma campanha para construir a casa de uma família que se encontra desabrigada no bairro Apertado do Morro, em Brumado. A jovem lançou a campanha nas redes sociais após se comover com a situação da família que inclusive tem um recém-nascido. "Eu inicie essa campanha pedindo ajuda à essa família porque a gente vê que eles não em condições alguma de construir a casa sozinhos. Eles tinham uma casa no bairro Baraúnas, no entanto era de herança e foi vendida e dividido o valor entre os herdeiros. O pouco dinheiro que rendeu à eles, eles compraram o terreno aqui no Apertado do Morro e começou a levantar, mas o dinheiro acabou", disse Cardoso que também mora no mesmo bairro da família. 

 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Morando de maneira improvisada em um barraco de lona, a família vive de doações. "Eles estão recebendo a ajuda da comunidade com relação aos alimentos, mas ainda precisa de muita coisa como fraldas para o bebê, leite, material de construção, enfim, quem poder ajudar", relata Poliana. A dona de casa Márcia, 39 anos, que mora com o esposo, duas filhas -- uma de 9 anos e outra de 14 --, além de um neto de 3 meses, afirmou ao site 97NEWS que sua filha mais velha  teve bebê recentemente, o que preocupa a família em ter um lar o mais breve possível. "Meu esposo é pedreiro, mas não tem dinheiro pra comprar o material. O dinheiro que tinha da herança, ele investiu aqui e, lá não tinha como morar porque dava muita confusão, coisa de herança", relata. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Para não piorar a situação, vizinhos cederam água e energia elétrica á família para não passarem as noites no escuro. "Os vizinhos nos ajudam no que podem, tem alguns alimentos, mas a criança é que precisa mais. De leite, fralda (...) e o material de construção", diz. O esposo Ubirajara, tem problemas de saúde e não consegue trabalhar todos os dias. "Ele consegue construir aqui aos pouquinhos, mas ele tem um problema na coluna e não pode pegar muito peso", conta. Segundo a família, uma equipe da  Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sesoc) chegou a ir no local e acompanha a família de perto. "Eles vieram aqui, mas disseram que iriam ver o que podem fazer com a gente", disse. Para ajudar, bastar ligar no telefone 77 99912-6314.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário