ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumado: Homem com mandado de prisão em aberto recebe PM a tiros e fica ferido

Homem é preso por abusar das filhas de 11 e 15 anos em Santo Antônio de Jesus

Clínica Mais Vida amplia quadro de especialista em psiquiatria renovando parceria com Dr. Renato Franco

Brasil: Oposição investiga repasse de dinheiro federal para laboratórios produzirem hidroxicloroquina

Com vaga nas oitavas de final, Juazeirense já garante mais de R$ 5 milhões em premiação

Jaguaquara: Durante discussão, filha joga água fervente em mãe

Vereador Beto Bonelly parabeniza Brumado pelos 144 anos

Brumado: Município registra 20 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h


Brumado: Aos 55 anos, ex-goleiro Marlon fala de sua carreira no futebol amador e profissional

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Tornar-se um jogador de futebol profissional não é fácil. Desde pequeno o futuro atleta precisa entender que a modalidade, atualmente, demanda de jogadores preparados para atuar com o maior nível de excelência possível. No entanto, também requer "sorte e indicação". Para isso, é preciso passar por processos da base e, depois de determinado período, o jogador é assistido por um 'olheiro'. Mas para o brumadense Marlon Ney Souza Viana, 55 anos, sua história começou aos 14 anos de idade quando ainda morava na Vila Catiboaba, em Brumado. "Através de Franklin, uma pessoa maravilhosa que me deu um apoio muito grande e me levou pro Flamengo e, consegui passar no teste, e permaneci lá por três anos, 82, 83 e 84. Esse foi o meu início como jogador de futebol", comenta Viana falando sobre sua carreira no futebol profissional. Entretanto, sua trajetória também fez parte do futebol amador. E o jovem atleta começou no time de uma mineradora da cidade. "O Magnesita foi um time que sempre teve uma extensão muito grande desde a fundação do MEC e, até agora ela mantem um nome muito forte. Mas eu peguei uma época muito maravilhosa onde você tinha Fezinho, Jaime, Paulinho, Carote, Moisés né, então eu cheguei pegar esse período. Não dei continuidade poque tive que sair de Brumado", lembra. 

 

Foto: Reprodução l Rede Social

Morando oito anos fora da cidade natal, além do Flamengo, Marlon jogou em times do interior de São Paulo e Bahia. "Aos 22 anos de idade retornei a Brumado onde eu entrei na Magnesita, dei continuidade ao esporte e me aposentei", diz. Sobre a carreira profissional não ter se prolongado, Marlon acredita que tudo tem sua fase. "A gente olha para um lado e olha para o outro e não sabe como a carreira não foi além, mas eu tô feliz porque simplesmente eu consegui iniciar como profissional e voltei para o amador, mas tive muita felicidade no futebol de salão, onde nós ganhamos três campeonatos, sendo dois pelos jogos abertos do interior", conta o goleiro. Marlon garantiu que terminou a carreira realizado e orgulhoso da trajetória. "Foi um período que vai ficar marcado na minha história", contou. Em maio de 2013 o ex-goleiro da Seleção Brumadense de Futsal, sofreu um infarto. No entanto, esta adversidade não abateu o ex-atleta que se recuperou bem do choque. No rádio brumadense, Marlon também é comentarista de futebol, e sempre que possível, participa das transmissões esportivas na Alternativa FM. 



Comentários

  • Mariza Helena Souza Viana

    "Parabéns Tom. Uma belíssima carreira. Sempre focado naquilo que você queria. Grande goleiro e um ídolo eterno da nossa Brumado."

Deixe seu comentário