ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Conquista: Comerciante é preso vendendo celulares com restrição de roubo

Bahia receberá primeira Copa Indígena de Futebol

Empresa brumadense está entre as classificadas para o Prêmio BBM de Logística 2021

Caminhoneiros acusam ministro de se empenhar para desarticular greve

Itapetinga: Homem é preso suspeito de se passar por funcionário de bancos e aplicar golpes de mais de R$ 50 mil

Brumado: Moradores da rua Bocaiuva reclamam que coleta não está sendo realizada e lixo se acumula pela rua

Novo decreto que vai liberar 50% da capacidade dos estádios na Bahia

Brumado: Moradores da Rua Princesa Leopoldina rompem manilha de esgoto após alagamento de casas

Brumado: Moradores reclamam de criação de porcos perto de residências no bairro São Felix

Brumado: Câmara recua e não vota proposta para volta das máscaras de proteção

Conquista: Acidente entre carro de passeio e carreta deixa quatro mortos

Senhor do Bonfim: Operação prende empresário considerado 'príncipe do tráfico'

Após reivindicação da vereadora Verimar, operação 'Água Potável' é iniciada em Brumado

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

Brumado: OAB vai acionar prefeito na Justiça após decreto que liberou uso de máscaras

Brumado: Colisão lateral entre veículo de passeio e moto deixa dois feridos na BA-148

Motociclista de 42 anos morre em acidente na BA-148

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Obras da Fiol entre Ilhéus e Caetité vai gerar até 60 mil novos empregos

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Estelionatário é morto a tiros em Vitória da Conquista

Foto: Divulgação

Um homem que já havia sido preso em 2014 após ter se passado por  juiz federal e aplicar golpes em Vitória da Conquista, foi a morto nesta quarta-feira (28), na cidade. Identificado como Jean Paulo Fernandes Silva, de 52 anos, ele já havia tentado aplicar golpes se passando por agenciador do programa “Minha Casa, Minha Vida”, Jean recolhia documentos das pessoas e exigia dinheiro para dar andamento aos supostos processos. O estelionatário foi morto a tiros enquanto fazia uma caminhada. De acordo com as informações da Delegacia de Homicídios de Vitória da Conquista, o homem respondia a oito inquéritos policiais, tanto em Conquista quanto em Salvador. A polícia ainda não sabe o que teria motivado o assassinato. Conforme a Polícia, o falso juiz enganou vários empresários ao se apresentar com nome falso e se dizer primo de um deputado estadual. Antes de ser preso  em 2014, o homem  já havia sido detido por comprar uma fazenda com um cheque falso e respondia aos crimes em liberdade.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário