ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Pesquisa do IBGE aponta alta no volume de serviços prestados na Bahia

Ministério da Saúde recomenda apenas vacinas em grávidas com comorbidades

Novos casos da Covid-19 crescem na Bahia e chegam a 4.244 nas últimas 24 horas

Renato Aragão acusa ex-funcionário por desvio de R$ 3 milhões na empresa do humorista

Nova ferramenta da SSP ajuda vítimas de roubo de celular a cadastrar aparelho e alertar sobre crime, diz delegado titular da 20ª Coorpin

Quatro suspeitos de participarem de ataques simultâneos a bancos em Correntina morrem em confronto com a PM

PMs da 34ª CIPM fazem surpresa em aniversário de criança no município de Ituaçu

Brumado: Casos ativos da Covid-19 continuam em queda; agora são 258

Festa clandestina com cerca de mil pessoas é encerrada em Vitória da Conquista; um Policial Militar também foi detido

Brumado: Mercado Municipal do bairro São Felix será restaurado e transformado em Feira da Agricultura

Livramento de Nossa Senhora: Três pessoas morrem e outras três ficam feridas em grave acidente na BA-152

Idosos e professores já podem ser vacinados contra gripe em Brumado

Sesab suspende vacina da AstraZeneca em grávidas na Bahia; o município de Brumado foi informado nesta terça (11)

Ao invés de buscar soluções junto ao governo do Estado, Prefeitura gasta dinheiro público com placas sinalizando responsabilidade de esgoto

Em tom de agradecimento, vereador Santinho fala sobre sobre o seu retorno à Câmara de Brumado

Especialista da Clínica Mais Vida fala sobre os linfonodos: o que são e qual sua função

Brumado: Sem a presença de vereadores da oposição, Câmara elege Paulo César como vice-presidente da Mesa

Brumado confirma um óbito de coronavírus nas últimas 24h

Três suspeitos de assaltos a bancos são presos no interior da Bahia

Brumado: Em meio à criticas da oposição, vereadora Verimar diz está seguindo e Regimento e a Lei Orgânica da Câmara Municipal


Brumado: Sem trabalho por conta da pandemia, cuidadora de idosos chegou alimentar filhos com farinha e água

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A pandemia do coronavírus, além de deixar marcas em pessoas que perderam familiares, também trouxe pobreza e desemprego. Em 2021, Jeane Santana de Souza, 28 anos, jamais imaginou que  deixaria de comer para alimentar os dois filhos pequenos, um garoto de 11 anos e uma menina de 2 anos. Há um ano sem trabalho, a cuidadora de idosos passou por dificuldades sem uma renda fixa. "Você sabe o que acordar pela manhã e sua filha pedir bolacha e você não ter? Chega dar desânimo, só chorova [...] é muito difícil", conta Jeane. Segundo ela, seu medo maior, era de que os filhos ou ela própria morressem de fome. "Teve dias que eu fiz farinha com água para dar pra eles [filhos]. Meus vizinhos que me ajudavam", diz. A família viveu um período menos dramático com o auxílio emergencial. "Hoje eu só tenho o bolsa família, mas só da pra pagar a água e a luz. Ai eu tenho que escolher, se alimento os meus filhos, ou se fico sem água e luz", questionou Souza. 

Foto: Ilustrativa

O armário em que Jeane costuma armazenar alimentos começou a receber alimentos graça a doações de brumadenses, que ouviram na Rádio Alternativa  o desespero da mãe. Aos poucos, ela voltou a sorrir e ter o que comer a partir da ajuda da sociedade. "Eu estou muito feliz, sou muita grata a população de Brumado. Assim que falou na rádio começaram chegar as doações, só Deus pra agradecer vocês", disse Santana ao site 97NEWS. Segundo dados do IBGE, 16% da população do Brasil que já eram pobres em 2019, passaram para a extrema pobreza, com renda per capita inferior a R$ 157 em 2020. São 6,2 milhões de pessoas. Com a volta do auxílio emergencial em 2021, o número de brasileiros em insegurança alimentar, vai diminuir. Mas até quando?



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário