ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Número de candidatos que se apresentam com identidade religiosa bate recorde

Anvisa permite importação excepcional de remédios e vacinas para varíola dos macacos

Endocrinologista pediatra da Clínica Mais Vida alerta sobre cuidados com exercícios físicos

Guarda municipal não atua como força policial, decide STJ

CIPRv apreende 2 kg de maconha em ônibus interestadual próximo a Caetité

Brumado: Policial de folga identifica foragido de unidade prisional e aciona guarnição da 34ª CIPM

Homem desmaia após explosão de pneu em borracharia no Oeste da Bahia

Armazém do Criador: 19 de Agosto - Dia da Aviação Agrícola

Brumado tem redução de 40% em crimes violentos letais intencionais no 1º semestre de 2022

Bahia registrou 138 denúncias desde 2019 sobre trabalho escravo

Guanambi: Carro capota e médico sai ileso de acidente na 'Curva da Morte'

Pedestres se arriscam atravessando fora da faixa no centro comercial de Brumado

Adolescente de 15 anos usa a rede social para denunciar abuso sexual em Livramento de Nossa Senhora

Homem é morto a tiros e pedradas em Coaraci

Celular explode enquanto criança de 6 anos assistia vídeo no interior do Ceará

Guanambi: Jovem de 24 anos tem perna amputada após acidente de moto

Vitória da Conquista: Boliviana é presa com cocaína encontrada dentro de saco de 'batatas'

Site do governo da Bahia é suspenso após decisão judicial

Bahia registra 5 mortes e 1.170 novos casos de Covid em 24h

Tema Livre Podcast desta semana conversou com Joan Júnior, cantor e compositor


Autismo – a importância da observação dos sinais para o diagnóstico precoce

Foto: Divulgação

O transtorno do espectro autista é uma síndrome de início precoce caracterizada por alterações marcantes do desenvolvimento da linguagem e da interação social. Há também a presença de comportamentos estereotipados e repetitivos, rituais, alterações sensoriais e interesses restritos. Essas características são essenciais para que ocorra o diagnóstico e estão presentes em todos os indivíduos com o transtorno.

Apesar de todos os diagnosticados exibirem esses sintomas, o quadro clínico apresenta níveis de severidade muito distintos. Indivíduos com o mesmo diagnósticos podem ter manifestações clínicas muito diferentes. Vem daí o termo " espectro". Esse fato comumente confunde pais e até mesmo profissionais experientes, sendo fundamentalmente resultado de diferenças no nível intelectual e na linguagem dos indivíduos afetados pelo transtorno. É evidente que os pacientes com sinais mais leves são os mais difíceis de serem diagnosticados, pois seu desenvolvimento é mais próximo do esperado.

Dependendo do nível global de funcionamento, eles têm dificuldades marcantes em criar vínculos de amizade, aprender novos conceitos e ser independentes no dia a dia.

O transtorno se inicia precocemente, e é muito comum a presença de sinais no primeiro ano de vida e costuma persistir ao longo da vida do indivíduo.

Ainda não há uma causa clara para o transtorno, mas muitas teorias têm sido aventuradas como fator etiológico. A principal delas se associa a uma alteração nos processos de ativação e desativação de determinadas regiões cerebrais associadas à linguagem, à cognição social e à criatividade. Esse desequilíbrio funcional é provavelmente modulado por fatores genéticos ainda desconhecidos (muitos genes estão envolvidos nesse processo).

O diagnóstico precoce é fundamental no processo de tratamento. Crianças com o diagnostico precocemente têm uma chance muito maior de apresentarem melhorias bastante significativas nos sintomas do transtorno ao longo da vida.

E qual o papel do fonoaudiólogo nesse transtorno ?

É muito importante, por que ele é o profissional apto para estimular as habilidades de comunicações verbais e não verbal. Quando corretamente incentivadas, essas crianças apresentam ganhos muito significativos na fala, na linguagem não verbal, na interação social, no ganho de autonomia e na melhoria de sua qualidade de vida de sua autoestima.

"Todo autista tem potencialidades, para transcender dentro de sua especificidade, por isso, ensine um autista de várias maneiras, pois assim, ele conseguirá aprender."

Simone Helen Drumond Ischkaniam

Qualquer identificação de alguns desses sinais, procure um profissional capacitado para trabalhar com esse transtorno.

Atendimento da fonoaudióloga na clínica Mais Vida as terças-feiras, sextas-feiras e aos sábados pela manhã. 

Foto: Divulgação

Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde!

Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545  /  (77) 99951-4755  / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário