ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: APLB é denunciada por coagir professores para que recebam precatórios; entenda

Aracaju: Famílias disputam linguiça vencida descartada em terreno

Anvisa aprova uso de autotestes para Covid-19 no Brasil

Psicóloga especializada em Terapia Cognitiva Comportamental passa a fazer parte do quadro de especialistas da Clínica Mais Vida

Bahia vacina mais de 90% dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa

Caso do tripléx do Guarujá envolvendo Lula é arquivado pela Justiça

Brumado: CIPRv divulga relatório de acidentes do mês de janeiro de 2022 nas rodovias da região

Bahia: Governo suspende feriado prolongado no período do carnaval

Brumado registra 292 casos ativos e 3 pacientes internados por conta da Covid-19

Brumado: Sala do empreendedor auxilia na declaração anual do MEI

Brasil: 32 milhões de doses da vacina Janssen ainda não foram distribuídas às cidades

Pastores são presos por estupro de vulnerável e cárcere privado na Bahia

Ipespe mostra Lula no topo das intenções de voto, com 44%; Ciro e Moro empatam

Laboratórios privados deixam de notificar casos de Covid-19 na Bahia, diz Sesab

Brumado: Durante fiscalização na garagem da Novo Horizonte, PM apreende acessórios e cosméticos falsificados dentro de ônibus

Brumado: Polícia cumpre mandado de prisão contra traficante de drogas

Brumado: Prefeito destaca 1º vestibular de medicina que será realizado de forma online

Alunos da rede municipal de ensino de Brumado conquistam medalha de prata na OBMEP 2021

Homem é encontrado morto em Livramento de Nossa Senhora

Fundo Eleitoral de 2022 é 7 vezes maior do que valor destinado à Anvisa em 2021


Brumado: Administrador de cemitérios relata filas de enterros no mês de março

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em entrevista ao site 97NEWS, o administrador de cemitérios de Brumado, Américo Brito, o seu "Beco" relatou filas de enterros de vítimas da Covid-19 no mês de março. Segundo ele, a falta de equipe pela Prefeitura atrasa o trabalho em um momento de alta demanda pelo aumento do número de óbitos na pandemia. No último dia 15 de março, a cidade registrou 7 óbitos em 24 horas (veja aqui). No sábado, três dias antes, a Capital do Minério já havia registrado quatro óbitos em 24 horas. Já no dia 18 de março foram três óbitos em 24 horas (veja aqui). Com o aumento de mortes na cidade, seu Beco chegou a afirmar que faltaram covas durante sepultamentos. "Muitos não querem enterrar na terra, eles [parentes das vítimas] querem na gaveta, mas não temos funcionários pra essa demanda", disse Américo durante o pico de mortes na última semana. Já neste final de semana, os óbitos caíram em Brumado. Entre sexta-feira (19) e domingo (21), a cidade registrou um óbito no sábado, dia 20. Nesse mesmo dia, os casos ativos saltaram de 649 na sexta para 704 no sábado, ou seja, 55 pacientes testaram positivo para a doença em 24 horas. Ainda sobre os sepultamentos nos cemitérios de Brumado, o administrador chamou a atenção da população e pediu para que todos se cuidem. "Essa doença não é brincadeira, se vocês não se cuidarem a morte vem, e o final será sempre o mesmo, embaixo da terra sem distinção de cor, raça ou condição financeira", disse Américo Brito, o seu Beco de 84 anos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário