ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Serviço de primeiro emplacamento só poderá ser realizado após a confirmação de dados

Brumado: Adolescente de 13 anos diagnosticada com tumor no cérebro aguarda por uma vaga em uma UTI avançada

Novo carregamento da vacina pediátrica da Pfizer chega ao Brasil

Mulher doa rim para namorado e homem acaba relacionamento após traí-la

Guanambi: Duas pessoas são conduzidas à delegacia por furto de energia

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Euclides da Cunha: Mulher é achada morta dentro de imóvel com sinais de enforcamento

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Brasil registra 84 mil casos de Covid e cerca de 1 milhão em uma semana

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Guanambi: Prefeitura habilita 10 leitos clínicos para tratamento da Covid-19 e mais 10 leitos de suporte à UPA

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Bahia atinge 18.314 casos ativos de Covid-19 e registra 18 mortes pela doença

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira


Primeira vacinada contra Covid-19 na Bahia é diagnosticada com a doença antes de tomar segunda dose

Foto: Divulgação

A primeira pessoa vacinada contra o coronavírus na Bahia, a enfermeira Maria Angélica de Carvalho Sobrinho, de 53 anos, foi diagnosticada com a doença antes de receber a segunda dose do imunizante. Ela está internada no Instituto Couto Maia, em Salvador, com estado de saúde estável. A profissional de saúde começou a sentir mal estar entre os dias 12 e 13 de fevereiro. Ela iria tomar a segunda dose no dia 16. Segundo a médica infectologista Ceuci Nunes, diretora geral do hospital onde ela se encontra, Maria está bem, usando pouco oxigênio, mas sente um pouco de desconforto ao se movimentar. Ceuci explica que para a vacina atingir a eficácia máxima, as pessoas tem que tomar as duas doses e respeitar a "janela imunológica" - tempo que o corpo leva para produzir os anticorpos contra o vírus.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário