ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Em nota, vereador denuncia que recebeu gabinete sem móveis e computadores

Mais rápida, grave e letal entre jovens: médicos relatam

Primeiras doses da vacina contra a Covid-19 chega em Brumado; imunização começou na manhã desta terça-feira (19)

Clínica Mais Vida traz para Brumado e região a médica Dra. Pâmela Araújo, que atua na área de Alergologia e Imunologia

Primeiras doses da vacina contra a Covid-19 chegam em Salvador

Nova doença pode gerar pandemia mais letal que Covid-19, alerta especialista

Bahia: Pelo menos dez cidades devem receber vacinas contra Covid-19 nesta segunda

Vacinação contra Covid-19 na Bahia deve durar 16 meses, estima Fábio Vilas-Boas

Profissionais de saúde compõem grupo da 1ª fase de vacinação contra Covid-19 em Brumado, diz secretário

Cidemar vence Covid-19 e tem reencontro emocionante com a família; vídeo

Após veículo capotar duas vezes, família sobrevive a acidente na BR-030 entre Brumado e Ibitira

Sede do Graer abrigará vacinas na Bahia; distribuição será feita com aeronaves

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Enfermeira de São Paulo é 1ª vacinada contra Covid-19 no Brasil

Pax Nacional sempre ao seu lado

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra covid


Atleta brumadense que atua na base do Corinthians visita família em Brumado

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Desde março, quando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decretou a suspensão das competições nacionais por conta da pandemia do novo coronavírus, a vida de diversos profissionais ligados ao futebol passou por uma verdadeira reviravolta. Em decorrência da parada, jogadores, técnicos e membros da comissão técnica tiveram suas rotinas interrompidas e em alguns casos jogadores retornaram para a sua cidade de origem. Exemplo é o caso de Gustavo Souza Santos, 15 anos, lateral da base do Corinthians. Natural de Brumado, o atleta falou ao 97NEWS, direto da casa dos pais aqui na Capital do Minério, onde está aguardando a sinalização do clube paulista para o retorno das atividades, que pode acontecer neste mês. Enquanto isso não vem, o jogador está curtindo a família. “Quando nos demos conta da proporção do que é a doença, o clube liberou a gente para voltar para as nossas casas, pra começar a quarentena. Não sabia que ia ter um impacto tão grande no futebol e, principalmente, na vida. Mas vamos confiar em Deus… Só ele pode acabar com isso para que tudo volte ao normal, para que todos possam fazer o que gosta”, afirmou o atleta. Gustavo chegou ao time de base do Corinthians após se mudar para São Paulo com o pai, e lá começou a jogar em campeonatos de favela. "Desde os 13 anos joguei nas favelas, e em um campeonato desses, um olheiro selecionou eu e meu colega. Depois fomos treinar no Parque São Jorge, e dai começou minha carreira, passando por várias fazes e viajando para Minas Gerais, e até fora do pais como: Argentina", disse Santos que no fim de 2020 viajaria para o Chile, mas por conta da pandemia, o jogo foi cancelado. "Os treinos ainda não voltaram, mas a previsão é de que após a vacina a gente volte a São Paulo para dar continuidade aos trabalhos", completou Gustavo Souza, atleta da base do Corinthians.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário